“Procure não se cobrar tanto e muito menos querer fazer mil coisas: isso é extremamente importante para não se irritar”

Victor Haruo - 3 abr 2020
Victor (à esq.) junto aos outros cofundadores do Inspirando Jovens, Yuri Ramos Rodrigues (no centro) e Luiz Miranda Ciochetti.
COMPARTILHE

 

por Victor Haruo

Encontrar um sentido para tudo o que estamos vivendo durante o período de quarentena é algo complexo. Semanas atrás ninguém imaginava que precisaria ficar em casa sem ao menos saber quando o isolamento social acabaria. Enquanto boa parte da população brasileira tenta se adaptar à nova realidade, muitos jovens buscam alternativas para passar por esse período de forma produtiva.

Mas como ser produtivo em meio a tanta incerteza? Não existe uma resposta certa. A forma como cada um vai lidar com a situação será diferente. A única certeza é que esse vai ser um período de muito estresse em que os jovens terão muito medo do futuro…

E quando falamos de jovens, estamos falando de mais de 40,2% da população brasileira (IBGE – 2010). Para cada um desses milhões de habitantes a realidade é muito distinta. Existe o jovem que estuda e trabalha, o que somente estuda ou trabalha e a famosa “geração nem-nem”. O único ponto em comum desses três perfis, além da idade, é o isolamento social que a maioria está vivendo no momento.

Não existe uma “receita de bolo”, mas utilizar o tempo livre para se preparar para o mercado de trabalho nunca é demais. Tanto o jovem que quer crescer na carreira quanto o que busca o primeiro emprego pode colher os frutos de estar capacitado

Ninguém perde oportunidades por excesso de preparação, pelo contrário. No Brasil existem mais de 11 milhões de jovens que nem trabalham e nem estudam justamente por não atenderem as expectativas do mercado.

Nesse momento, o jovem que estuda já está sobrecarregado com a sua vida acadêmica. Enquanto tenta conciliar tudo o que os professores estão passando de forma online, também é necessária uma adaptação em relação a forma de aprender, pois para a maioria esmagadora este é o primeiro contato com o Ensino à Distância (EAD).

Com esses novos desafios, ficar sem se estressar parece algo muito difícil, principalmente para quem além de estudar precisa conciliar também o trabalho.

Já para o  jovem que está fora do mercado de trabalho e não está estudando, o medo do futuro é grande

Muitos falam em recessão econômica e que o desemprego vai aumentar mais ainda depois da quarentena. Ficar tranquilo em um cenário assim é um desafio, mas algo necessário para se enfrentar os obstáculos que vivenciamos atualmente.

O melhor a se fazer em ambas as situações é se tranquilizar e procurar se capacitar durante esse período. A tranquilidade surge no momento em que você aceita essa situação e aprende a lidar com ela. Procure não se cobrar tanto e muito menos querer fazer mil coisas: é extremamente importante para não se irritar.

Se capacitar e ser produtivo não pode ser algo que te custe energia e muito menos dinheiro. Nesse momento, o ideal é buscar conhecimento para estar preparado para quando as coisas voltarem à normalidade.

Hoje temos uma avalanche de produtos que podemos comprar online e consumir diretamente de nossas casas. Coloque na ponta do lápis se o investimento vale a pena e se realmente o que você vai aprender será um diferencial para sua carreira.

Pensando nesse contexto, nós do Inspirando Jovens, maior hub de conexão jovem do Brasil, lançamos o IJS Social. Por meio desse projeto vamos continuar impactando milhares de jovens pelo Brasil inteiro com eventos, palestras e capacitações totalmente gratuitas e online.

Para dar um contexto mais amplo, o Inspirando Jovens nasceu da inquietude que eu e os outros fundadores sentíamos sobre a educação brasileira, que falhava demais com o aluno e não o preparava realmente para enfrentar os desafios do mercado de trabalho e da sociedade.

Foi assim que em 2017 iniciamos nossa rede de aprendizagem com um grupo de vinte pessoas que se reuniram para compartilhar conhecimento, ideias, oportunidades e, principalmente, se conectar entre si. Com o tempo, nosso impacto foi ficando cada vez maior e de vinte pessoas passamos para mais de dois mil jovens conectados.

Antes da crise já fazíamos ações com foco em três pilares: conhecimento, oportunidades e networking. O primeiro pilar tem o objetivo de compartilhar conteúdo gratuito diariamente com toda a rede e desenvolver cursos online totalmente focados nas necessidades do público jovem.

O segundo pilar é focado na organização de eventos por todo o país, com o apoio de um time de voluntários que replicam a metodologia de desenvolvimento de carreiras do Inspirando Jovens em escolas públicas e comunidades carentes.

Já o terceiro pilar são parcerias estratégicas com diversas organizações, oferecendo diversas oportunidades para o público jovem.

Só em 2019 foram mais de 50 eventos em 11 estados brasileiros, levando nossa metodologia de desenvolvimento de carreira para mais de 5 mil jovens.

Também criamos uma delegação de jovens para participar da Assembleia da Juventude realizada pela Friendship Ambassadors Foundation, em Nova York, com o intuito de reunir jovens de diversos países para discutir propostas para um mundo melhor.

Uma das ações que coordenamos foi a realização de uma pesquisa reunindo mais de 800 propostas de soluções de melhoria para o mundo, todas elas foram compiladas em um documento e levadas em um dos encontros realizados na embaixada brasileira de Nova Iorque.

Enquanto enfrentamos esse momento de crise, nosso principal objetivo foi migrar todas as ações de impacto presenciais para um ambiente online. Mesmo que distantes fisicamente agora, estamos levando conteúdo para jovens do Brasil inteiro por meio da nossa primeira campanha: “Fique em casa, mas continue conectado!”.

A partir de agora, este será o nosso lema: mostrar para a juventude brasileira que para se conectar com outras pessoas e aprender não são necessários encontros presenciais e muito menos precisa ser algo muito complexo. Nosso principal objetivo durante as próximas semanas será levar um conteúdo focado nas necessidades do público jovem de forma totalmente online e gratuita.

Em nossa primeira ação, estamos tornando o Laboratório Jovem totalmente virtual. O LabJovem é uma forma de conectar pessoas de diversas partes do país para bater um papo sobre autoconhecimento, liderança e carreira, com diversos materiais e conteúdos focados na metodologia do próprio IJS.

Com uma abordagem simples, utilizamos nossa metodologia de autoconhecimento e, em poucas horas de um bate-papo online, o jovem passa a se conhecer mais e entender sobre sua visão de carreira.

São diversas sessões de bate-papos semanais em que abordamos pontos importantes para um jovem se destacar no mercado e também se autoconhecer. Falamos desde como entender o seu perfil de carreira baseado em experiências passadas até uma projeção de carreira, fazendo com que o jovem definitivamente compreenda qual profissional quer ser no futuro e como chegar lá.

Tudo isso é possível por meio de uma equipe de voluntários engajados que já passaram pelos programas de capacitação do Inspirando Jovens e agora dedicam um pouco do seu tempo para levar a metodologia para quem mais precisa nesses tempos de quarentena.

Enxergamos essas ações como uma forma de contribuir com a juventude brasileira, focando em capacitar o jovem de forma gratuita em tempos de crise por meio de sessões descontraídas, mantendo o contato social à distância e procurando preparar o jovem para passar por um momento difícil como esse

Nosso grande diferencial é fazer algo de jovem para jovem, para que todos os participantes se sintam à vontade em compartilhar suas dores e angústias em relação as suas carreiras.

Acreditamos que ações presenciais são fundamentais para melhorar a condição de milhares de jovens, mas na atual situação em que vivemos não podemos nos arriscar. A adaptação é uma das habilidades do futuro e quanto mais a aplicarmos maior será a diferença que faremos.

 

Victor Haruo, 22, é formado em Administração pela Universidade Federal de São Carlos, com extensão em Inovação e Tecnologia pela Harvard University. É CEO do Inspirando Jovens e acredita que a chave para a mudança do país é por meio da conexão de jovens com conhecimento, oportunidades e networking.

1611 Total Views 1 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: