A dolareasy ajuda brasileiros a enviarem remessas de moeda para 40 países

Dani Rosolen - 11 maio 2021
COMPARTILHE

Nome:
dolareasy.

O que faz:
Facilita o acesso do público brasileiro às finanças globais, oferecendo remessas internacionais de dinheiro para 40 países “de forma tão simples quanto uma TED ou PIX, com segurança, confiabilidade e baixo custo”.

Que problema resolve:
Resolve a dificuldade, a burocracia e os custos para enviar dinheiro ao exterior e a falta de informação sobre as razões para fazer isso. As remessas entre pessoas físicas têm valor máximo de 3 mil dólares por operação, até 20 mil dólares por ano.

O que a torna especial:
Segundo o fundador, o diferencial da startup é a experiência do usuário, a segurança e o baixo custo.

Modelo de negócio:
A plataforma opera como correspondente cambial de instituições financeiras supervisionadas pelo Banco Central e autorizadas a operar no mercado de câmbio; a remuneração dos serviços vem do spread cambial (diferença entre as cotações de compra e venda da moeda estrangeira). No caso de remessas, é a diferença entre a cotação com que a instituição financeira compra a moeda estrangeira e a cotação com que ela a vende ao cliente. Esse spread é dividido com o correspondente em uma proporção definida em contrato.

Fundação:
Agosto 2018, mas o lançamento foi em setembro de 2020.

Sócios:
Milton de Moraes Machado Diretor
Wintech Ventures Ltd Investidor-anjo

Fundador:

Milton de Moraes Machado — 60 anos, Porto Alegre (RS) é formado em Engenharia Mecânica pela UFRGS, com pós-graduação em Gestão Empresarial  pela PUCRS, além de cursos online de tecnologia de bitcoin e criptomoedas na Princeton University (online) e Empreendimentos digitais – Future Commerce no MIT. É fundador da Atlantis Serviços de Pagamentos Eletrônicos.

Como surgiu:
Ao tentar estabelecer um relacionamento bancário para uma startup americana inovadora, ligada a criptomoedas, Milton conta que percebeu que o público brasileiro estava completamente isolado do mundo financeiro global por falta de conhecimento a respeito das vantagens de uma presença financeira internacional e também de ferramentas que lhe dessem acesso a esse mundo. “Percebemos que o negócio dessa empresa estava vários passos adiante do que poderia ser feito aqui e o negócio acabou desistindo do Brasil, mas nós não. Vimos uma grande oportunidade de começar a longa caminhada para a integração do cidadão brasileiro comum e do pequeno e médio empresário às finanças globais. Iniciamos então o desenvolvimento de uma plataforma de remessas de dinheiro simples e segura, para servir à pequena parcela da população que já tem relacionamentos financeiros no exterior.”

Estágio atual:
A dolareasy é uma empresa da fintech Atlantis Pagamentos Eletrônicos e funciona em home office. Conta com dez usuários ativos pessoa física e duas empresas cadastradas. Já movimentou mais de 1 milhão de reais.

Aceleração:
Em busca de aceleração.

Investimento recebido:
A Atlantis recebeu cerca de 500 mil dólares do investidor-anjo e sócio, Wintech Ventures Ltd, ao longo dos dois anos de desenvolvimento da plataforma dolareasy.

Necessidade de investimento:
Busca captar 2 milhões de reais para aprimorar o negócio.

Mercado e concorrentes:
“O mercado atual de remessas já é literalmente bilionário e existe muito espaço para crescer. Com a população e os volumes de negócios do Brasil, bastaria que a economia fosse um pouco mais aberta e as pessoas mais esclarecidas sobre finanças globais para que esse mercado se multiplicasse por dez, no mínimo. Quanto à abertura da economia, não temos nenhuma ação, mas há alguma sinalização positiva do Banco Central, embora eventualmente os atos contradigam as palavras. Portanto, nosso foco é na educação do público. Só isso já pode aumentar muito o mercado”, afirma Milton. Ele cita como concorrentes a Transferwise e a Remessa Online.

Maiores desafios:
“O maior desafio é suportar o ‘custo Brasil’ (impostos e complicações burocráticas), além da regulamentação pesada e restritiva.”

Faturamento:
1 mil reais no último mês.

Previsão de break-even:
Setembro de 2021.

Visão de futuro:
“Queremos ser reconhecidos como a empresa inovadora preferencial para acesso às finanças globais por parte do público brasileiro, em função da experiência simples, segura e agradável dos nossos usuários”, conta Milton.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

700 Total Views 5 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: