A Me Passa Aí produz aulas de reforço em vídeo para universitários

Luisa Migueres - 4 jul 2016
COMPARTILHE

Nome:
Me Passa Aí.

O que faz:
Oferece vídeoaulas de reforço com até 8 minutos de duração para universitários.

Que problema resolve:
A ideia, segundo os sócios, é ajudar os alunos de universidades de forma rápida e simplificada, pensando nos assuntos que geralmente são temas de provas em diferentes cursos.

O que a torna especial:
Além do formato das aulas ser curto e objetivo, elas são gravadas por alunos, que costumam usar uma linguagem mais clara para o universitário.

Modelo de negócio:
A plataforma oferece três opções de assinaturas: a mensal (19,90 reais), semestral (59,90 reais) e anual (no valor de 99,90 reais). Os planos são contratados de acordo com a área de estudo do usuário. Por enquanto, as disponíveis são Exatas, Direito, Ciências da Saúde e Administração e Negócios.

Fundação:
Junho de 2014.

Sócios:
Luiz Gustavo Borges – CEO
Cesar Augusthus Marques – COO
Francisco Gonçalves Provete – CTO
Maria Victoria Scholte – CMO
Derick Pimenta, Jamil Bussade e Italo Coutinho – Qualidade e Conteúdo

Perfil dos fundadores:

Luiz Gustavo Borges – 34 anos, Itaperuna (RJ) – formado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Viçosa e especialista em Engenharia Econômica pela Universidade Federal Fluminense. Trabalha com educação superior desde 2007. É professor universitário e coordenador de engenharia, mestre em sistemas de gestão e empreendedor há mais de 11 anos.

Cesar Augusthus Marques – 31 anos, Patrocínio  (MG) – tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela Faculdade IESP, com MBA em Desenvolvimento de Startups de Software, Tecnologia da Informação pelo IGTI. É analista de sistemas e especialista em desenvolvimento de startups de software e sócio-fundador da Augusthus Consultoria & Tecnologia.

Francisco Provete – 26 anos, Ibitirama (ES) – formado em Sistemas de Informação e especialista em Gestão Educacional pela Faculdade Redentor. É especialista em desenvolvimento de startups de software e sócio da Treebos.

Derick Pimenta – 25 anos, Divino de São Lourenço (ES) – formado em Sistemas de Informação pela Faculdade Redentor. É desenvolvedor e analista de sistemas e participou, como empreendedor, de processos de aceleração na 21212 e na Fábrica de Startups. É CTO da Medbox Apps, ocupou o mesmo cargo na Treebo por mais de um ano e foi professor de Matemática.

Italo Coutinho – 23 anos, Itaperuna (RJ) – formado em Engenharia de Produção pela Faculdade Redentor. É monitor e professor particular, e trabalha com ensino há quatro anos.

Como surgiu:
Como experimento, Luiz Gustavo, que é o CEO da empresa e professor do curso de Engenharia de Produção da Faculdade Redentor, no Rio de Janeiro, fez uma proposta de uma lista de exercícios para alunos da disciplina Matemática Financeira. Ele gravou resoluções de exercícios e postou em um canal fechado de Youtube, em vez de apenas liberar o gabarito. A ideia caiu no gosto dos alunos e foi o que deu origem à startup.

Estágio atual:
A empresa tem um escritório próprio, localizado em Itaperuna (RJ), com 12 pessoas trabalhando diretamente, além de 15 indiretamente e colaboradores no Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo. Há mais de 25 mil alunos cadastrados e assinantes pagantes em mais de 350 faculdades do Brasil.

Aceleração:
Foi acelerada na Fábrica de Startups de Lisboa (vencedora do Energia de Portugal 2014) e atualmente está no Startup Rio e no SEED, em MG.

Investimento recebido:
A empresa já recebeu investimento-anjo, fomento através da Faperj e do prêmio do Energia de Portugal. Os valores não foram informados.

Necessidade de investimento:
A Me Passa Aí está captando recursos através da plataforma de crowdfunding EqSeed. O recurso será voltado para a expansão acelerada, segundo os sócios.

Mercado e concorrentes: 
“O mercado de educação superior ainda é carente de soluções tecnológicas devido à complexidade e variedade de conteúdos ensinados nos cursos acadêmicos”, diz Luiz Gustavo. Entre os concorrentes da plataforma estão a Passei Direto, que é uma rede de compartilhamento de arquivos, e a Responde Aí, que oferece exercícios resolvidos para universitários.

Maiores desafios:
Segundo o CEO, o grande desafio é: “Estabelecer um bom programa de embaixadores nas universidades, para que eles possam impulsionar o Me Passa Aí entre seus colegas de estudos”.

Faturamento:
Em 2015, foi de 50 mil reais. Para este ano, os sócios têm uma previsão de crescimento de 120%.

Previsão de break-even:
Ao longo de 2016.

Visão de futuro:
“Ser a empresa referência em estudo universitário no Brasil, como uma nova forma de estudar na faculdade, e crescer a operação para os países da América Latina”, segundo o CEO e fundador, Luiz Gustavo.

Onde encontrar:
Site

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para [email protected] e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

444 Total Views 2 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: