APRESENTA
APRESENTA

Pronto para acelerar sua healthtech? Então inscreva-se no Batch #3 do Vibee Unimed

Natália Chagas - 25 out 2021
Startups da categoria Vibee GO, do Batch #2, durante o dia de pitch e troca de ideias no espaço Vibee
Natália Chagas - 25 out 2021
COMPARTILHE

O Vibee já não é mais uma criança. Em menos de um ano e meio, o hub de inovação criado pela Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo (VTRP), no Rio Grande do Sul, se prepara para graduar sua segunda turma de startups, somando 24 healthtechs aceleradas até aqui.

Mas o trabalho está só começando.

O sucesso do programa vem para comprovar que o sonho realmente deu certo: o Vibee é a realização de um projeto que vinha sendo incubado há anos, desde que se começaram os primeiros processos de inovação no sistema Unimed.

Em pouco tempo, o hub de inovação já estava rodando, com a missão de descobrir e acelerar startups com soluções disruptivas e grande capacidade de transformar ideias em empresas vencedoras.

Com uma estratégia consolidada, o Vibee lançou, no dia 25 de outubro, seu terceiro batch.

“Nosso objetivo com esse batch é dar um ‘boom’ de informações e trocar conhecimento para que as startups possam verificar se estão no caminho certo”, explica Rafael Zanatta, head do Vibee.

Se você tem uma startup na área da saúde, vale ficar de olho!

COMO FUNCIONA O BATCH #3

Quem já conhece o programa sabe como funciona. As inscrições para a terceira turma de aceleração acabaram de começar e terminam no dia 26 de novembro. Para participar, é preciso passar por algumas etapas:

Quem pode participar: todas as startups de saúde que estão em fase de ideação, validação e operação podem se inscrever no Programa de Aceleração para apresentar o seu projeto. Para organizar melhor a seleção, o Vibee divide as startups em duas categorias, ambas aptas a participar do batch:

  • Vibee Start: dedicado às startups que buscam validação do problema e construção da solução.
  • Vibee Go: criado para startups que buscam auxílio nos estágios de operação, acesso à rede de saúde e profissionais envolvidos no mercado da startup.

Inscrição: as startups devem fazer sua inscrição no site do Vibee e responder a um formulário que visa fornecer informações sobre a healthtech.

Avaliação: com as respostas em mãos, o Comitê Técnico da Unimed VTRP, com apoio da consultoria Innoscience, avalia todas as startups inscritas.

Pitch Day: após validação, as empresas selecionadas são convidadas a mostrar sua solução no Pitch, uma apresentação curta feita para o comitê avaliador.

Convite: as startups que mais se destacarem no pitch são convidadas para ingressar no programa de aceleração, que terá duração de cinco meses.

Diagnóstico: ao serem selecionadas para a turma de aceleração, independentemente da fase em que se encontram, as startups passam por uma etapa de diagnóstico na qual se busca entender quais são os desafios e oportunidades que estão sendo encarados para que a trilha de aceleração possa ser construída de forma personalizada. “O caminho para o sucesso está em entender a complexidade e o tamanho do seu mercado, para então desconstruir ou validar a ideia inicial e seguir se desenvolvendo”, reflete Zanatta.

Graduação 100% online das 12 primeiras startups aceleradas pelo Vibee, em evento comandado por Rafael Zanatta

OS DIFERENCIAIS DO VIBEE

Na prática, o Vibee é um ambiente que conecta startups com profissionais e empresas da saúde, universidades, mentores e potenciais investidores, além de ser composto por gestores de saúde e especialistas em inovação.

“É um espaço no qual buscamos identificar novas oportunidades na área, com o diferencial de ter o aporte de conhecimento da Unimed VTRP”, explica o head do Vibee.

No Vibee, a abordagem é individualizada e conta com metodologia única e pensada para cada uma das startups escolhidas. Durante o processo, a trajetória de cada uma das empresas é levada em consideração, para que o ensino e todo o aprendizado seja realmente útil.

O programa de aceleração também não exige presença física das startups. “O Vibee possui um espaço que materializa tudo aquilo que acreditamos e oferece um local para as healthtechs construírem os projetos, mas as aceleradas podem trabalhar de suas cidades de origem”, diz Zanatta.

Preparado? Inscreva-se: https://www.vibeeunimed.com.br/

583 Total Views 1 Views Today
APRESENTA
COMPARTILHE
APRESENTA

Confira Também: