Nova ferramenta usa Bitcoins e redes sociais para pagar produtores de conteúdo

Pedro Burgos - 1 set 2014ChangeTip Pedro Burgos - 1 set 2014
COMPARTILHE

Quem se dedica a fazer conteúdo original de qualidade na internet – postando textos em um blog, vídeos no Youtube ou fotos trabalhadas no Instagram – sonha com o momento em que o hobby vira profissão. Todos têm a esperança que aquele monte de seguidores, comentários e visualizações se transformem em dinheiro na conta (e consequentemente, mais conteúdo).

Mas enquanto os milhares de reais não chegam, vale tentar monetizar os seguidores mais fiéis: se eles curtem o seu trabalho, podem (e vão se sentir honrados em) contribuir de alguma forma. Há dois bons serviços que facilitam esse crowd-mecenato moderno, um deles lançado há poucas semanas: o ChangeTip, que se define como “um botão de ‘amei‘ para a internet”  O vídeo explica o conceito:

Na prática é incrivelmente simples: você gostou de um post que leu em um blog, por exemplo, e escreve um tuite mencionando o nome de quem escreveu (para quem você quer doar) e quanto quer pagar, copiando o ChangeTip. Algo como “Bela foto, @burgos, ela me inspirou. Toma aí um café por minha conta @changetip”. O robozinho automaticamente coleta as informações e cria um “boleto” — inclusive convertendo “café” e “cerveja” (em inglês) para dólares.

Pro esquema funcionar, sem contas bancárias envolvidas, o ChangeTip usa Bitcoins, a moeda virtual favorita da web (Entenda melhor aqui). O sacado precisa ter uma “conta” em Bitcoin associada ao ChangeTips. Mas quem recebe precisa apenas de clicar no link fornecido pelo serviço (automaticamente, pelo Twitter ou outras redes sociais) que já chega em uma conta previamente aberta, já com o saldo positivo. Se gente o suficiente gostar das suas criações e a ferramenta decolar, isso pode virar um ganha-pão.

O ChangeTip é uma ótima ferramenta para doações ocasionais, mas para uma fonte de receita mais duradoura, que tem ganhado cada vez mais adeptos inclusive no Brasil, o Patreon, criado em maio de 2013, parece uma solução mais interessante:

Com o Patreon, você pode “assinar” o trabalho de alguém, garantindo um fluxo constante de dinheiro. É verdade que, com um mínimo de programação, o PayPal (ou similares) já fazia isso, mas além das taxas serem maiores, havia pouca flexibilidade – ou o pagamento é mensal ou de uma vez. Com o Patreon, é possível pagar um valor X cada vez que o seu produtor favorito criar algo novo (um post de blog, uma música ou um vídeo no Youtube). E isso ajuda tanto o produtor, que ganha um incentivo para criar mais e melhor, quanto o mecenas, que vê claramente para onde o dinheiro está indo.

As duas ferramentas tentam solucionar o dilema Tostines da Web: para conseguir um bom dinheiro, para manter o site ou um canal de Youtube com publicidade, é preciso de muita audiência. Mas, para ter audiência, é preciso investir tempo e algum dinheiro. E, como tudo é normalmente gratuito na web, esse dinheiro vem com publicidade.

Serviços como o ChangeTip e Patreon, que tentam garantir um fluxo de dinheiro para os criadores que fazem a web tão mais interessante, sem criar muros pagos no caminho, merecem uma generosa gorjeta.

886 Total Views 1 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: