Como o Propozall pretende desburocratizar a jornada de contratação de prestadores de serviços

Dani Rosolen - 23 jun 2022 Dani Rosolen - 23 jun 2022
COMPARTILHE

Nome:
Propozall.

O que faz:
É uma plataforma que conecta e automatiza toda a jornada de compra entre contratante e contratado, com a ajuda da sua assistente virtual, a Zoe.

Que problema resolve:
Simplifica o processo de contratação entre uma empresa e um prestador de serviço, seja um profissional PJ, um freelancer ou um temporário, oferecendo em uma única ferramenta a criação de propostas estruturadas de trabalho, geração automática de contratos ou upload de versão customizada, sistema de notificações, assinatura digital, emissão de notas fiscais, abertura de MEI, meios de pagamento e antecipação de recebíveis.

O que a torna especial:
Segundo os sócios, o que torna a plataforma especial é oferecer um leque de soluções dentro de um mesmo ambiente e desburocratizar a jornada de contratação.

Modelo de negócio:
O modelo de negócio do Propozall é a assinatura mensal, com opção freemium, que consiste em um plano inicial básico e gratuito para prestadores de serviços e empresas. O usuário pode agregar, posteriormente, diferentes tipos de mensalidades. O valor varia de acordo com o volume de transações e funcionalidades.

Fundação:
Janeiro de 2022, com lançamento em abril.

Sócios:
Rodrigo Soriano — Sócio-fundador
Patrícia Anauate — CEO

Fundadores:

Rodrigo Soriano — 48 anos, São Paulo (SP) — já foi investidor e passou 12 anos trabalhando no mercado financeiro antes de montar seu primeiro negócio. Fundou três empresas antes do Propozall, uma delas é a Airfluencers, startup de marketing de influência. É vice-presidente da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa.

Patrícia Anauate — 48 anos, São Paulo (SP) — é formada em Propaganda e Marketing pela ESPM e mestre em Administração, Negócios e Marketing pelo Insper. Já trabalhou em empresas como Coca-Cola, Natura e Unilever.

Como surgiu:
A plataforma surgiu porque os sócios notaram que o mercado necessitava de maior profissionalismo e gestão das questões burocráticas na parte de contratação, uma vez que muitas empresas estão migrando de um formato CLT para o modelo PJ e enfrentam dificuldades neste processo. Em paralelo a isso, muitos prestadores de serviços trabalham ainda na informalidade ou têm baixa capacitação e controle de seus negócios.

Estágio atual:
Atualmente, o Propozall conta com uma equipe de nove profissionais que trabalham em um escritório em Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo. A plataforma está disponível em aplicativo nos sistemas operacionais Android e IOS e também oferece a opção de navegação via Web App. O Propozall conta com 110 clientes cadastrados e está em fase inicial de captação de receita.

Aceleração:
Ainda não participou de um processo de aceleração, mas está nos planos da empresa realizar este movimento em breve.

Investimento recebido:
Os sócios investiram cerca de 2 milhões de reais no Propozall.

Necessidade de investimento:
“Devemos partir, em breve, em busca de investimentos. Nosso objetivo é ampliar o time e acelerar o roadmap de inovações.  Para isso, buscaremos levantar entre 5 milhões e 15 milhões de reais, para um plano de 1 a 3 anos”, diz Patrícia.

Mercado e concorrentes:
“Muitas empresas estão saindo do modelo CLT, passando a contratar seus colaboradores no formato PJ. Ao mesmo tempo, com o aumento do desemprego, cresce a informalidade e a oferta de prestadores de serviços em busca de alternativas de receita no final do mês. Não é à toa, o setor de serviços cresceu 10,9% em 2021, de acordo com o IBGE. Além disso, este setor já representa cerca de 70% do PIB nacional. Só que o processo de capacitação e preparo de muitos prestadores de serviço não acompanha o ritmo de crescimento da oferta destes profissionais, trazendo complexidades também para as empresas contratantes. Existem diversos players no mercado que focam em uma solução bem específica, como por exemplo, gestão de contratos, assinatura digital e emissão de NFs. Mas ainda não encontramos plataformas que entregam um leque completo de soluções, que amarram todas as etapas do fluxo de contratação em um único ambiente”, afirma a CEO.

Maiores desafios:
“Entre os desafios enfrentados, estão: agilidade na implementação do pipeline de soluções; mitigação dos riscos de fraude; e acesso a profissionais para a aplicação da tecnologia blockchain e DeFi”, conta Patrícia.

Faturamento:
Ainda não fatura.

Previsão de break-even:
Em dois anos e meio.

Visão de futuro:
“Mais do que um marketplace que conecta e automatiza todas as etapas da jornada de compra entre o contratante e o contratado, nossa ambição é criar um banco popular de fomento dentro de um ecossistema DeFi, em que a comunidade gerencia e é remunerada.”

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

186 Total Views 2 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: