APRESENTA

A Kimberly-Clark lança o K-Conecta, seu programa de inovação aberta. Conheça os 10 desafios propostos e inscreva sua startup

Bárbara Caldeira - 6 jul 2020 Silvio Veloso
Silvio Veloso, diretor de Transformação Digital da Kimberly-Clark, fala sobre o lançamento do programa de inovação aberta da multinacional em um terreno fértil: o Brasil. Inscrições estão abertas até 29 de julho.
COMPARTILHE

Kimberly-Clark tem uma boa notícia para a sua startup. A multinacional estadunidense que produz itens de higiene pessoal acaba de lançar no Brasil, onde se instalou em 1996, seu programa de inovação aberta, o K-Conecta, com 10 desafios. “Sempre fizemos ações nesse sentido, mas agora fazemos um movimento mais robusto de olhar para fora por meio de um programa estruturado”, comenta Silvio Veloso, diretor de Transformação Digital da K-C.

Mas quando o K-Conecta foi concebido? Difícil dizer. “Essa é uma evolução de uma agenda de inovação que tem 150 anos”, lembra o diretor. Nos últimos quatro anos, porém, a K-C vem investindo pesado em sua transformação digital.

“O programa é um pilar importante dessa estratégia mais ampla. Existem outros componentes que buscam desenvolver nossos funcionários nessas competências digitais e trazer uma cultura corporativa mais ágil e a forma de pensar e de trabalhar das startups para dentro”, comenta.

As marcas do grupo têm se conectado com startups em parcerias relevantes, como a iniciativa “Banheiros Mudam Vidas” (Neve) que acelera soluções para desenvolvimento do saneamento básico no país, e “Mais Abraços” (Huggies), plataforma digital que em recente parceria com a B2Mamy está oferecendo cursos de capacitação profissional para mães que desejam empreender.

Quer saber mais sobre o K-Conecta e conhecer os desafios? Clique aqui.

O BRASIL COMO PONTO DE PARTIDA DO K-CONECTA

Os produtos das marcas que compõem a Kimberly-Clark estão presentes na rotina de cerca de 25% da população mundial, distribuídos em 175 países.

Entre os brasileiros, é praticamente impossível encontrar quem nunca teve contato com artigos K-C, das fraldas Huggies quando bebês aos aos artigos Plenitud para adultos e idosos. Se você é mulher, então, sabe a alta frequência com que a marca Intimus aparece na sua vida.

“O Brasil é um mercado super relevante, um dos maiores para nós, que apresenta oportunidades de crescimento com um consumidor cada vez mais digital, especialmente nesse momento de pandemia, com aquecimento do e-commerce”, diz Silvio.

A população nacional já se provou, de fato, heavy user de redes sociais e presença constante nas ambiências digitais, mesmo que, segundo relatório do IBGE, 25% dos brasileiros não tenham acesso à internet.

Um último levantamento da Reuters aponta que o Brasil é o país que mais consome notícias pelo Instagram. Tudo isso influencia as formas de divulgação e comercialização de produtos.

Silvio explica que a intenção é ter bons resultados na primeira edição do programa para que possa ser exportado para outros países em que a Kimberly-Clark atua.

PANDEMIA DE COVID-19: ACELERAÇÃO NA AGENDA DE INOVAÇÃO

O K-Conecta apresenta 10 desafios divididos em quatro grandes frentes: operações, negócio, produto e sustentabilidade. “Para essa seleção, tivemos conversas com diversas áreas da empresa, para colhermos demandas pensando sempre no impacto para o negócio. Nossa primeira lista tinha 60 desafios, e então passamos por uma fase de priorização”, explica Silvio.

Enquanto esse processo acontecia, surgiu a pandemia de Covid-19 em escala global. Dessa forma, alguns desafios que já existiam na empresa se tornaram ainda mais urgentes e relevantes, e o programa fez ainda mais sentido.

Aliás, você se lembra dos memes que circularam na internet sobre pessoas que compravam grandes quantidades de papel higiênico dos supermercados e estocavam no início da pandemia? A marca Neve, que também faz parte do grupo Kimberly-Clark, precisa garantir que o item não falte para ninguém.

“Esse momento provoca uma aceleração da agenda de inovação. Temos por exemplo um time de promotores de merchandising que estão dentro das lojas físicas e precisam manter os clientes abastecidos de produtos essenciais. Nós precisamos cuidar bem desses profissionais”, pontua.

O diretor conta de um dos 10 desafios do K-Conecta é voltado para melhorar o fluxo de trabalho desses promotores, acrescentando que a empresa tomou todos os cuidados recomendados para que essa atuação seja possível em meio ao coronavírus, com distribuição de máscaras, álcool em gel, treinamentos, acompanhamento constante das lideranças e adequação da jornada de trabalho.

“O programa também é uma forma de contribuirmos com o desenvolvimento e manutenção do ecossistema de inovação do Brasil em um momento difícil”, lembra Silvio. O pequeno varejo também é uma das preocupações da empresa intensificadas pela situação da pandemia. Um dos desafios busca soluções para entender melhor as necessidades desse grupo.

Quer conhecer mais sobre os 10 desafios do K-Conecta? Clique aqui.

Equipe Kimberly Clark

Equipe da Kimberly-Clark está animada com a realização de um programa de inovação estruturado.

FOCO NA EXPERIÊNCIA DO CONSUMIDOR E PARCERIAS DURADOURAS

Dos 10 desafios lançados pelo K-Conecta, seis tratam de negócios. Ou melhor: da experiência do consumidor e o que pode ser feito para melhorá-la.

“A gente não queria fazer um programa só voltado para produto. Entendemos que ele é uma parte super relevante da experiência do consumidor, mas a experiência vai muito além”, defende Silvio.

Ele acredita que as marcas de Kimberly-Clark são fortes e reconhecidas, mas a empresa deve buscar reforçar a proposta de valor para o consumidor, garantir mais utilidade e benefícios. “Uma das convocações busca soluções para estender a experiência de consumo dos nossos produtos através de serviços e até mesmo produtos complementares”, acrescenta.

Para a primeira edição do K-Conecta, Kimberly-Clark priorizou a conexão com startups maduras, com soluções de resultados mais rápidos. “Estamos esperando muito aprendizado e a criação de parcerias duradouras. Vamos viabilizar mais ondas de diálogo constante com ecossistema de inovação. Definitivamente o K-Conecta não é uma iniciativa pontual”.

INSCRIÇÕES PARA O K-CONECTA ESTÃO ABERTAS ATÉ 29 DE JULHO

Sua startup tem soluções que podem interessar à Kimberly-Clark? Se você ainda não sabe, vamos te ajudar a descobrir agora, com a lista dos 10 desafios. O programa, gerenciado pela consultoria em gestão da inovação Innoscience, foi previamente alinhado com as áreas de apoio, com a diretoria e já possui budget garantido para rodar os pilotos. As inscrições estão abertas até 29 de julho.

O pitch será nos dias 11 e 12 de agosto. A fase de imersão acontece entre 24 e 27 do mesmo mês. É uma oportunidade ímpar para sua startup ser contratada — caso passe por todas as etapas — como parceira ou fornecedora da Kimberly-Clark!

Operações

#1 GERENCIAMENTO DE OCORRÊNCIAS DE ENTREGAS DE MERCADORIA: A K-C busca uma solução prática, integrada e de menor custo para o transportador logístico registrar ocorrências com a carga no ato do recebimento da mercadoria pelo cliente.

#2 GESTÃO DE TREINAMENTOS OBRIGATÓRIOS: procura uma solução que apoie a gestão dos treinamentos obrigatórios como um todo, do envio de alerta de treinamentos pendentes para o colaborador até o bloqueio da sua entrada na empresa em caso de não finalização no tempo estipulado.

Negócio

#3 GESTÃO DE ESTOQUES DOS CLIENTES: busca solução que possibilite uma visão geral e consistente da cadeia de abastecimento, se há pedidos pendentes de entrega ou se há estoque no CD, se há necessidade de geração de novo pedido, e que ajude a endereçar os executivos com planos de ação de forma ágil.

#4 EXTENSÃO DA ATUAÇÃO DAS MARCAS K-C: procura por novas experiências que as marcas do grupo possam oferecer aos consumidores. Novos modelos de negócio, serviços, soluções, parcerias ou produtos que sejam complementares ao portfólio de higiene pessoal (cuidado infantil, feminino, adulto e para casa).

#5 EFICIÊNCIA NA EXECUÇÃO DO PONTO DE VENDA (PDV): busca soluções que possam proporcionar mais produtividade, informação e cobertura para os promotores de merchandising que hoje visitam dezenas de lojas por semana, cada um. A auditoria dos pontos de vendas é uma das atividades que toma mais tempo no PDV e ter uma coleta de informação mais efetiva e representativa pode ajudar a otimizar o tempo dos promotores, além de apoiar a KC na tomada de decisões rápidas e assertivas.

#6 SHOPPER EXPERIENCE NO PONTO DE VENDA (PDV): busca uma solução que ajude a facilitar a experiência de compra do consumidor, garantir que o cliente encontre o produto certo para a sua necessidade e, ao mesmo tempo, proporcione insights sobre seu comportamento de compra e outras informações estratégicas.

#7 MAIS PERTO DO PEQUENO VAREJO ATRAVÉS DA ROTA DE MERCADO INDIRETA: procura tecnologias e serviços que possibilitem a correta execução da estratégia da Kimberly-Clark para o canal de vendas junto a atacados, distribuidores e pequenos varejos. A intenção é garantir o mix de produtos corretos, execução de ofertas e assim, melhorar a experiência de compra do consumidor nestas lojas.

#8 COOPERAÇÃO E CONEXÃO COM PROFISSIONAIS DA ÁREA MÉDICA E DE CUIDADOS COM A SAÚDE: procura soluções digitais e economicamente viáveis que ajudem a K-C a se aproximar de profissionais que atuam na área médica e cuidado com a saúde (médicos, enfermeiros, doulas, fisioterapeutas pélvicos, cuidadores etc.).

Produto

#9 SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS PARA SANITIZAÇÃO DE BANHEIROS CONTRA VÍRUS E BACTÉRIAS: procura uma solução, produto ou tecnologia/sistema, que ajude o consumidor a sentir ou confirmar que seu banheiro residencial ou público está livre de vírus e bactérias.

Sustentabilidade

#10 ECONOMIA CIRCULAR PARA EMBALAGENS: procura solução para reduzir o descarte de embalagens e garantir que quando ocorra, possa ser feito em uma cadeia circular de materiais (utilização ampliada em escala suficiente para evitar a produção de mais plástico virgem).

E então, sua startup tem aderência aos desafios? Se inscreva no K-Conecta clicando aqui!

2546 Total Views 5 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: