APRESENTA
APRESENTA

Venture Builder SLC: programa de impulsionamento de startups com soluções transformacionais para o agronegócio

Luiza Lages - 6 jun 2022Venture Builder SLC seleciona startups early stage com soluções para o agronegócio
Horizonte SLC seleciona startups early stage com soluções para o agronegócio; participantes terão acesso a capital de arranque de R$ 30 mil.
Luiza Lages - 6 jun 2022
COMPARTILHE

Como forma de desenvolver novos negócios no setor agro e fomentar a cultura de inovação, a SLC Agrícola lançou o Venture Builder SLC, programa equity free que tem o objetivo de impulsionar produtos, serviços e modelos de negócio. Assim, o programa busca startups em fase inicial, em estágio de validação de MVP – ou seja, que já possuam parte da solução desenvolvida e que esteja em validação com usuários pagantes ou não pagantes. 

As startups devem apresentar soluções transformacionais para o agro que incluem: soluções digitais, como plataformas e marketplaces; produtos e serviços, que envolvem uma entrega para o cliente final; soluções físicas eletrônicas, em hardware; e soluções com desenvolvimento científico, como soluções biológicas para manejo integrado de enfermidades e o combate à resistência de pragas e doenças. As inscrições estão abertas até o dia 10 de julho.

Promovido pelo Horizonte SLC, movimento de inovação da SLC Agrícola, o Venture Builder SLC foi desenhado como um processo organizado de acesso a conhecimento, método e capital. Às startups participantes será disponibilizado capital de arranque no valor de R$ 30 mil e um amplo pacote de benefícios, como mentorias com executivos da SLC e atores relevantes do ecossistema de agtechs e acesso a hubs parceiros, entre outros benefícios econômicos importantes para a execução das atividades necessárias ao desenvolvimento da solução, sem cessão de equity. Ao final do programa, a SLC Agrícola poderá discutir diferentes alternativas de negócio com as startups.

“Pela primeira vez, estamos lançando um programa de impulsionamento e desenvolvimento de startups. Esperamos ter uma boa adesão das startups, que contarão, no processo, com mentores e parceiros altamente qualificados. Nossa expectativa é trazer para dentro do nosso guarda-chuva até cinco startups, dentro de oito temas estratégicos, que nos ajudem a pensar o futuro do nosso negócio. Queremos agregar valor à empresa, seja, por exemplo, com uma nova unidade de negócio, com uma nova empresa para o grupo ou pela adição de uma camada de serviço para um dos nossos clientes”, diz Carlos Eduardo Aranha, Ecosystem Leader da SLC Ventures, na SLC Agrícola.

 

Novos negócios

No início de 2021, a SLC Agrícola estruturou sua gerência de inovação e criou a SLC Ventures, frente de inovação que visa produzir opções que valorizem e renovem o negócio.

“O objetivo é olhar para a inovação não só como cliente de startups que nos tragam eficiência operacional, mas pensar também na renovação da SLC Agrícola: embarcar em novos negócios, pegando o embalo em tudo o que está surgindo de novos serviços digitais para o agro”, explica Frederico Logemann, Head de Inovação da empresa produtora de commodities agrícolas.

Com a missão da empresa de olhar para o futuro e se associar a novos negócios, a SLC Ventures se divide em dois eixos de atuação: Venture Capital e Venture Builder. O Venture Capital tem a proposta de investir e comprar participação em startups que já existem. Já a frente Venture Builder se estruturou como programa: “é a forma que encontramos de criar negócios do zero”, diz Frederico.

Assim, podem participar do programa startups que já tenham alguma validação de produto/mercado, que possuam soluções transformacionais para o agro em um modelo potencialmente escalável e que estejam formalmente constituídas.

“Com o programa, vamos pegar ideias que ainda estão em fase bem inicial, e impulsioná-las usando nossa metodologia, os recursos humanos, a capacidade da SLC Agrícola de arregimentar mentores – pessoas que possam ajudar, de dentro e de fora da empresa – e, dessa forma, ajudar os empreendedores a sair do zero. Isso acaba criando possibilidades para investimento de venture capital mais na frente, e nos ajuda a navegar nessa jornada de repensar nosso negócio”, diz Frederico.

 

Territórios priorizados

São oito os temas de interesse da SLC Agrícola para selecionar startups para o Venture Builder. A seleção desses territórios priorizados pelo programa foi baseada na tese de investimento definida para a SLC Ventures.

“Foi um mapeamento que a gente já vinha fazendo dentro de casa, há alguns anos, e que olha para o contexto atual do agronegócio. Nessa pegada digital, a gente já testou muita coisa, já participou de muito evento, já conversou com muita gente, e criamos então o nosso mapa mental de quais são as principais áreas de serviços que estão vindo para o setor”, conta Frederico.

Na fase de inscrições, as startups serão direcionadas para cada um desses territórios, a partir de informações e perguntas e respostas que traçam o caminho para o desafio apropriado para a solução apresentada. 

Conheça os oito temas identificados para o Venture Builder:

Gestão Agrícola: Plataformas para gerenciar e armazenar dados financeiros e administrativos da fazenda.

Operações Agrícolas: Soluções que otimizam operações de produção agrícola e pecuária.

Tecnologias de Precisão: Tecnologias que permitem granularidade para operações agrícolas.

Inteligência & Decisão: Recomendações ideais de acordo com dados históricos.

Soluções de Financiamento: Novas plataformas de financiamento ou gestão de riscos para agricultores.

Hard Sciences: Novos produtos, aprimorados por meio de desenvolvimento científico (por exemplo, soluções biológicas para manejo integrado de enfermidades e combate à resistência de pragas e doenças).

Plataformas de Compra e Venda: Soluções que permitem aos agricultores comprar insumos ou vender a produção de forma eficiente.

Educação: Tecnologias e plataformas para treinamento e capacitação.

 

Diferenciais do programa

O Venture Builder SLC é uma parceria entre a SLC Agrícola e a Innoscience Consultoria. Maximiliano Carlomagno, sócio-fundador da Innoscience, lembra que o programa traz uma série de diferenciais, incluindo o capital de arranque, sem contrapartida. Esse recurso serve para ajudar as empresas durante o programa, por exemplo para custear o desenvolvimento do MVP (Mínimo Produto Viável) ou para participar de agendas presenciais. Não há obrigatoriedade da SLC Agrícola em investir e nem das startups em ceder equity: elas terão acesso a esse capital, a título de, ao final do programa, a SLC Ventures ter prioridade para discutir investimentos.

“Além disso, é um programa que vai mesclar capacitação e mentorias, com pessoas de renome no mercado, ou seja, que vai dar acesso às startups a conhecimentos e relacionamentos de primeira linha, para que possam desenvolver seus negócios. E ao final, o que pode ser o objetivo-fim dessa jornada, elas poderão receber investimentos da SLC Ventures”, diz Maximiliano.

As startups terão acesso a um grupo de mentores qualificados, em workshops, encontros em grupo e em acompanhamentos individuais, personalizados para atender demandas específicas. Internamente, cada startup terá um mentor padrinho, que a acompanha durante todo o programa, e elas também poderão conversar com mentores especialistas sobre demandas específicas, por exemplo com um diretor de recursos humanos sobre um problema de gestão de pessoas.

O programa contará também com um time de mentores externos que auxiliará as startups nos diferentes territórios prioritários. Fazem parte da equipe de mentores externos: Adriano Silva, CEO do Projeto Draft; André Pessôa, fundador e sócio-diretor da Agroconsult; Francisco Jardim, sócio-fundador da SP Ventures; Marcelo Hoffmann, sócio-fundador da ABSeed Ventures; Maria Bofill, sócia do TozziniFreire; Mariana Vasconcelos, CEO da Agrosmart; Pedro Dusso, CEO da Aegro; Rodrigo Iafelice, cofundador da AgTrace; e Thiago Braga, CEO da Screencorp.

“O Venture Builder SLC prevê ainda acesso aos nossos ativos, incluindo nossas fazendas. Fora isso, temos oportunidades diversas com parceiros”, lembra Carlos Eduardo. Para ele e para Frederico, o grande potencial do programa é ter o apoio do nível executivo da SLC Agrícola. “A gente entende que nosso time e nossas conexões vão ajudar o ecossistema e agregar valor para as startups selecionadas. Ao mesmo tempo, parte dos nossos objetivos com o programa é colocar o nosso time em contato com a nova economia e com as startups, para que ganhe novos conhecimentos e pense de forma mais empreendedora. É uma troca”, diz Frederico.

 

Fases do Venture Builder SLC

Inscrições: Inscrições e seleção de startups alinhadas à tese do programa.

Seleção das startups: Escolha das startups mais aderentes à tese do programa para reunião one-on-one.

Impulsionamento: Impulsionamento equity-free de startups selecionadas para identificar as melhores oportunidades para a SLC Ventures.

Graduação e Demoday: Apresentação da evolução das startups durante o impulsionamento e definição dos próximos passos.

Investimento: Possibilidade de aporte financeiro pela SLC Ventures em troca de participação (equity) das startups.

 

Faça agora sua inscrição para o Venture Builder! Startups podem se inscrever no programa até o dia 10 de julho.

1008 Total Views 1 Views Today
APRESENTA
COMPARTILHE
APRESENTA

Confira Também: