APRESENTA

3M lança relatório de diversidade, equidade e inclusão, celebra avanços e identifica caminhos para evoluir

Giovanna Riato - 26 fev 2021 Diversidade 3M
Sandra Barquilha, diretora de RH da companhia e líder de Diversidade para a América Latina, diz que documento traz transparência sobre o tema e reforça o compromisso da organização com o tema.
COMPARTILHE

Diversidade e inclusão é um assunto que ganhou espaço em boa parte das conversas de negócios nos últimos anos. De qualquer maneira, ainda há um longo caminho para que de fato aconteça na prática. Por isso, para levar transparência e reforçar o compromisso com o tema a 3M acaba de lançar um relatório global de diversidade, equidade e inclusão.

O documento mostra a evolução da participação de diferentes grupos na empresa, aborda os desafios que a companhia encontra ao endereçar o tema e, ainda, traz as metas e a importância estratégica da diversidade e da inclusão na organização. Sandra Barquilha, diretora de Recursos Humanos da empresa na América Latina e líder do pilar de D&I da empresa na região, diz que a publicação é uma fotografia da empresa e, a partir disso, torna os próximos passos mais precisos.

“É um grande marco, uma iniciativa que traz muita transparência. Com o relatório, mostramos nossa evolução e o que podemos melhorar. É um compromisso forte que vai impulsionar  nossos próximos movimentos e ações”

Segundo a executiva, o relatório global consolida a relevância que o debate sobre diversidade, equidade e inclusão vem ganhando na companhia nos últimos anos. Desde 2017, a organização conta com uma Chief Diversity Officer, função desempenhada por Ann M. Anaya. “Queremos ser mais transparentes sobre a diversidade da nossa força de trabalho. Sabemos que precisamos dar passos maiores e mais ousados para que o nosso quadro de funcionários reflita a diversidade da nossa comunidade”, diz a executiva, no relatório.

A EVOLUÇÃO DA REPRESENTATIVIDADE

Em 2020, um ano tão desafiador quando se trata do bem-estar das pessoas, a 3M deu ainda mais força ao tema ao criar uma vice-presidência global focada em diversidade, equidade e inclusão. Sandra fala do movimento:

“É uma demonstração clara de que esta discussão deixou de ser apenas um esforço da área de RH para ganhar um assento no negócio como um todo”

Este movimento, avalia a diretora, deve ganhar ainda mais tração dentro da companhia globalmente. No Brasil, o assunto está na agenda há pelo menos cinco anos, mas foi a partir da criação de grupos de afinidade que os resultados foram acelerados. “Criar estes espaços para falar do tema é essencial para que as pessoas possam se abrir e gerarmos conscientização. A partir disso, fomos identificando preocupações e gerando a oportunidade de trabalhar para endereçá-las”, diz.

Com esforço equivalente em cada uma de suas operações, globalmente a 3M tem conquistado bons resultados. A presença de mulheres na organização subiu de 33,9% para 36,6% entre 2015 e 2020. Na liderança, em cargos de vice-presidência para cima, a participação feminina é de 34,7%. Há ainda parcela de 24,8% de profissionais que se identificam como pertencentes a diversas raças e etnias, além de 31,7% de estrangeiros, profissionais que nasceram fora dos Estados Unidos, onde fica a matriz da organização.

O sentimento de pertencimento também melhorou nos últimos anos: 71% dos funcionários da companhia diziam se sentir incluídos na organização na pesquisa feita em 2017. No ano passado, este porcentual subiu para 76%. Ann, Chieff Diversity Officer, destaca no relatório a importâncias destas conquistas para o ecossistema 3M:

“Nossos funcionários, acionistas, clientes e talentos futuros têm grandes expectativas de que sejamos líderes em influenciar a mudança que tanto queremos e precisamos em nossa cultura, tanto interna quanto externamente”

Para Sandra, “é algo que nos permite entender onde estamos para traçar um plano efetivo de melhoria”. Segundo ela, depois da divulgação do relatório, há forte expectativa para que as transformações aconteçam de forma ainda mais acelerada, com alcance mais robusto. Sandra fala a respeito:

“Além de promover a inclusão internamente, fomentar a diversidade e ampliar o compromisso da liderança com o tema, queremos levar esta consciência para fora da 3M. Esperamos estimular os nossos funcionários a espalhar esta cultura entre as suas famílias e comunidades”

Como aponta Ann no relatório de Diversidade e Inclusão, “mudanças de longo prazo requerem comprometimento de longo prazo” – algo que a 3M está disposta a fazer. Porque a construção de um ambiente mais diverso pode não ser rápida, mas precisa ter consistência, tijolo por tijolo.

739 Total Views 1 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: