A Alude quer automatizar o trabalho dos corretores de imóveis com uma plataforma de locação online

Dani Rosolen - 25 nov 2020
COMPARTILHE

Nome:
Alude.

O que faz:
É uma plataforma que automatiza o trabalho dos corretores imobiliários e permite um processo de locação 100% donline, com verificação de antecedentes, coleta de documentos, assinatura eletrônica e compra de seguros.

Que problema resolve:
Possibilita a redução de custos e horas de trabalho para corretores. Já para os inquilinos e compradores, a startup oferece uma uma experiência segura e rápida.

O que a torna especial:
A Alude permite que o processo de locação seja concluído em apenas um dia e evita que corretores percam clientes por conta da burocracia.

Modelo de negócio:
A plataforma é oferecida gratuitamente para imobiliárias tradicionais. O faturamento é proveniente da venda de produtos financeiros e domésticos para seus clientes, como seguros, por exemplo. No futuro, a Alude pretende atuar como concierge e oferecer entre outros serviços, internet, móveis, logística para mudanças, além de processar pagamentos.

Fundação:
Janeiro de 2020.

Sócios:
Alexandre Dubugras — CEO
Jota Junior — COO
Alef Miranda — CTO

Fundadores:

Alexandre Dubugras 23 anos, São Paulo (SP) trocou o curso de Engenharia Eletrônica por uma oportunidade no Vale do Silício, onde trabalhou no EBANX. É um dos fundadores da Smartlike, empresa de automação de marketing focada no Instagram.

Jota Junior — 26 anos, Volta Redonda (RJ) é formado em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Durante o curso, fez intercâmbio na Universidade de Columbia (NY), com passagem pelo MIT e RetSKU, empresa de tecnologia. De volta ao Brasil, atuou como head de dados na Beblue e na Clickbus. É um dos fundadores da Smartlike.

Alef Miranda Natural — 25 anos, Arcos (MG) — é mestre em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atuou como engenheiro de software no AppProva, fundou a área de ciência de dados na Somos Educação e é um dos fundadores da Smartlike.

Como surgiu:
A ideia de atuar no mercado imobiliário surgiu, segundo os sócios, da vivência dos fundadores no setor. Alexandre trabalhou como auxiliar de corretor e Jota passou por diversos processos de locação de imóveis. Eles contam que notaram a dificuldade dos corretores de lidar com a burocracia nesse meio e decidiram criaram um software capaz de automatizar todo esse processo, que passa a ser realizado de forma online.

Estágio atual:
A Alude tem escritório em São Paulo e está em processo de aprimoramento do produto. Atualmente, 150 corretores já utilizam o produto com 100% dos clientes.

Aceleração:
A startup passou pelo programa de aceleração da Y Combinator.

Investimento recebido:
A Alude fechou uma rodada seed de 3,3 milhões de dólares co-liderada pelos fundos de investimento Ribbit Capital, Y Combinator, Maya Capital e GFC. Também participaram da rodada investidores como Hugo Barra e os fundadores da Stone, Viva Real, Wildlife, Brex, Gympass, Ingresse e Plaid.

Necessidade de investimento:
A empresa não tem planos de buscar mais investimento por ora.

Mercado e concorrentes:
“Há uma grande transformação no mercado atualmente, com o surgimento de novos players. As imobiliárias estão se digitalizando com o avanço da tecnologia. O papel do corretor ainda é muito importante e vai seguir sendo essencial. Por isso, a Alude oferece um produto focado na figura do corretor e trabalha para atuar em parceria, fornecendo uma ferramenta que automatiza a burocracia do dia a dia e permite que ele foque sua atenção 100% no cliente”, afirma Alexandre. Os sócios afirmam que ainda não há uma plataforma com a mesma proposta.

Maiores desafios:
“O maior desafio é a integração com parceiros, como seguradoras e bancos, além de contratação para o time de engenharia”, diz o CEO.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
“Temos unit economics positivo em todos os produtos que vendemos. Reinvestimos tudo em tecnologia e seguiremos desta forma enquanto fizer sentido.”

Visão de futuro:
“A Alude pretende ser o sistema operacional utilizado por todo o mercado imobiliário brasileiro, intermediando massivamente suas transações e sendo o principal canal de distribuição dos produtos financeiros do meio. Nesta fase inicial, focamos em facilitar todos os passos da locação e rentabilizar via seguro residencial e de fiança locatícia”, conta Alexandre.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

1732 Total Views 3 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: