Que tal pagar apenas uma fração do valor de uma residência de lazer, mas usufruir dela por completo? Conheça a MyDoor

Dani Rosolen - 30 ago 2022 Dani Rosolen - 30 ago 2022
COMPARTILHE

Nome:
MyDoor.

O que faz:
É uma proptech que vende casas de temporada de alto padrão no interior e no litoral paulista por uma fração do valor tradicional, com serviços de hospitalidade de luxo, financiamento direto e compra desburocratizada. Isso é feito por meio da coparticipação na compra (até oito proprietários, sendo que cada um deles pode adquirir até quatro cotas por casa). Cada cota dá direito a 44 dias de uso do imóvel ao ano.

Que problema resolve:
Resolver a questão do alto investimento necessário para comprar um segundo imóvel, a dificuldade de parcelamento; o alto custo mensal de uma casa de lazer ociosa e as dores de cabeça para lidar com as manutenções. Toda a administração do imóvel é realizada pela MyDoor e inclui limpeza da piscina, cuidados com o jardim, gestão de funcionários, reparos de vazamentos e outros problemas comuns aos proprietários de segundas residências.

O que a torna especial:
Segundo os sócios, a MyDoor é única empresa que oferece a venda de imóveis de luxo fracionados e que proporciona a compra de uma segunda residência por meio de um parcelamento próprio. Além da compra ser mais acessível e as condições de parcelamento e gestão facilitadas, dizem, o proprietário tem a oportunidade de rentabilizar seu investimento ao alugar o imóvel para outras pessoas nos dias vagos de suas cotas.

Modelo de negócio:
A MyDoor aposta no modelo de parcerias com imobiliárias e corretores, com cotas a partir de 185 mil reais.

Fundação:
Maio de 2022.

Sócios:
Fabio Godinho CEO
Roberto Pinheiro Diretor de negócios imobiliários

Fundadores:

Fabio Godinho — 47 anos, São Paulo (SP) — é pós-graduado em Estratégia Corporativa pela Northwestern University – Kellogg School of Management e tem MBA em Finanças pelo Ibmec. Foi vice-presidente da CVC Brasil, CEO da Webjet Linhas Aéreas e da GJP.

Roberto Pinheiro — 43 anos, São Paulo (SP) — é formado em Engenharia Civil pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com MBA em Administração pelo Ibmec. Trabalhou em empresas como Gafisa, Tenda e GJP.

Como surgiu:
Os sócios contam que notaram o aumento nas buscas por residências de lazer para toda a família nos últimos anos, especialmente durante a pandemia e decidiram criar a solução oferecida pela MyDoor, que teve como inspiração a startup norte-americana Pacaso.

Estágio atual:
Atualmente, a MyDoor tem 20 casas à venda na plataforma e cerca de 25 funcionários. A startup está presente no litoral Norte de São Paulo (Maresias, Riviera de São Lourenço, Praia de Juquehy, Praia da Baleia e Barra do Una) e interior de São Paulo (Terras de São José/Itu, Avaré e Campos do Jordão).

Aceleração:
Recentemente o ACE Studio se juntou ao time da MyDoor, sendo responsável pela validação do modelo de negócio e tamanho do mercado endereçável.

Investimento recebido:
A MyDoor recebeu uma rodada de captação de recursos liderada pela RTSC Holding, no valor de 6 milhões de reais, com a participação da Apex Partners, que avaliou a empresa em 50 milhões de reais. A startup também estruturou um CRI de 200 milhões de reais para aquisição de casas ou parcelamento aos compradores.

Necessidade de investimento:
No momento, não busca novos aportes.

Mercado e concorrentes:
“Vemos grande oportunidade de curar as principais dores do mercado de segunda residência: alto valor de aquisição, alto valor de manutenção, ausência de parcelamento direto e dor de cabeça com gestão e manutenção do imóvel. No momento, a MyDoor não tem concorrentes diretos. A empresa que oferece um serviço mais similar é a Prime You, com foco no segmento de mansões de até 30 milhões de reais”, diz Fabio.

Maiores desafios:
“O mercado de propriedades compartilhadas de alto padrão ainda é pouco difundido no Brasil, portanto, nosso maior desafio é ampliar o conhecimento deste modelo de negócio e demonstrar a segurança e rentabilidade do investimento em uma segunda residência de coparticipação”, afirma o CEO.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Não informado.

Visão de futuro:
“Buscamos revolucionar o mercado da segunda residência no Brasil”, afirma Fabio.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

287 Total Views 1 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: