A greenddt é um marketplace que conecta clientes a dedetizadoras em todo o Brasil

Dani Rosolen - 6 abr 2021
COMPARTILHE

Nome:
greenddt.

O que faz:
É um marketplace que conecta clientes a dedetizadoras.

Que problema resolve:
Para o cliente final, oferece uma gestão centralizada através de dashboards customizáveis (no caso de grandes empresas), além de avaliações e competitividade nos preços. Para os parceiros (prestadores de serviço e dedetizadoras), dá acesso a novos mercados, aumenta as vendas e a demanda regional, com redução de custos operacionais e maior rentabilidade.

O que a torna especial:
Segundo o fundador, o diferencial é a variedade de parceiros com atuação nacional e regional.

Modelo de negócio:
A greenddt opera no modelo híbrido de marketplace e SaaS. No marketplace, fica com uma comissão de 15% do valor total intermediado, pago pelo parceiro. No SaaS, oferece assinatura mensal que varia de acordo com o número de unidades geridas via plataforma e perfil de clientes nesta modalidade.

Fundação:
Fevereiro de 2019.

Sócio:
Ailton Santos — CEO e fundador

Fundador:

Ailton Santos — 38 anos, Embu das Artes (SP) — é formado em Economia pela FECAP e em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela Fatec Ipiranga. Trabalhou em empresas como Kemira Chemicals Brazil, Nextel, Morebusiness Consulting e Baxter Internacional Inc.

Como surgiu:
Ailton conta que teve contato com esse mercado quando, em um momento de transição de emprego, atuou em uma empresa desse segmento em vários departamentos, desde vendas até a operação. Ele diz que viu de perto as dores do mercado, do ponto de vista do empresário e do cliente. O MVP foi executado com o lançamento do site e a validação das perguntas e problemas levantados na fase de ideação. À medida que as questões foram sendo corroboradas, ele iniciou a prototipação e o desenvolvimento da plataforma.

Estágio atual:
A greenddt opera de maneira remota, sem escritório próprio. Conta com aproximadamente 300 clientes pessoa física espalhados pelo Brasil e dez orçamentos de pessoa jurídica em fase de fechamento.

Aceleração:
Não busca.

Investimento recebido:
O empreendedor investiu 25 mil reais no MVP.

Necessidade de investimento:
“Quando a empresa tiver uma faturamento considerável e uma diversidade de clientes que represente a pluralidade do Brasil, então iniciaremos a nossa rodada de investimento”, afirma Ailton.

Mercado e concorrentes:
“Há várias oportunidades para atuação, já que o profissionalismo atual neste segmento é de médio para baixo e os melhores contratos estão muito concentrado em grandes players, que têm acesso aos maiores clientes pelo fato de haver barreiras de entrada, geralmente investimento em ativos em alto volume para participar dos contratos. Nossa missão é romper essas barreiras e oferecer a esses clientes parceiros com alto nível de profissionalismo e menor custo”, conta o CEO. Ele aponta como concorrentes as empresas Rentokill, Ecolabe, Orkin, Higitec e Jupiter.

Maiores desafios:
“Implantar a metodologia aos candidatos a parceiros que ainda são muito resistentes e tradicionais, além de crescer a plataforma para atuação nacional sem reduzir os níveis de serviços.”

Faturamento:
50 mil reais mensais, em média.

Previsão de break-even:
Foi atingido em dezembro de 2020.

Visão de futuro:
“Democratizar esse tipo de serviço, gerar renda para parceiros, principalmente os pequenos que atuam sob gestão familiar, e estreitar o relacionamento com os fabricantes de pesticidas para reduzir os custos de aquisição dos insumos. Do ponto de vista social, profissionalizar os técnicos que estão na ponta executando os serviços, criar mecanismos de gratificação pelo bom desempenho, além de políticas de inclusão para seus filhos por se tratar, geralmente, de crianças com pouco ou nenhum acesso à educação de qualidade, lazer e cultura.”

Site
Contato

 

2601 Total Views 1 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: