A Vissla ajuda empresas a multiplicar campanhas de marketing em vídeo

Dani Rosolen - 16 jul 2020
COMPARTILHE

Nome:
Vissla.

O que faz:
É uma plataforma de automação de vídeos desenvolvida para ajudar empresas a multiplicarem campanhas de marketing nesse formato de maneira rápida e com visual próprio.

Que problema resolve:
A startup ajuda no desenvolvimento de ações visuais multiplataforma para setores de e-commerce e varejo que lidam com problemas como morosidade nos processos de desenvolvimento, custos com edições e “falta de originalidade na identidade visual das marcas” (que os templates prontos não conseguem oferecer).

O que a torna especial:
De acordo com os fundadores, a tecnologia utilizada pela Vissla proporciona um nível de automação super personalizada.

Modelo de negócio:
O modelo de negócios é de assinatura mensal, que começa em 15 mil reais. Mas a solução é adaptável às demandas do cliente e a Vissla trabalha com orçamentos customizados de acordo com as necessidades de cada projeto.

Fundação:
Abril de 2020.

Sócios:
Guilherme Tollmeiner Cofundador
Tatiana Pinheiro Cofundadora

Fundadores:

Guilherme Tollmeiner — 35 anos, São Paulo (SP) mais de 14 anos de experiência em pós produção, focado em efeitos visuais. Iniciou sua carreira na Rede Globo Nordeste, passando por produtoras como Vetor Zero, Pródigo Films, Conspiração e Quanta Post.

Tatiana Pinheiro — 35 anos, São Paulo (SP) é formada em Propaganda e Marketing pela ESPM e Design Digital pela Escola Panamericana de Artes. Tem mais de 14 anos de experiência na indústria audiovisual, com passagem por por produtoras e pós-produtoras de vídeo como Bossa Nova Filmes, Zodiak Media, O2 Filmes, Casablanca e Quanta Post.

Como surgiu:
A criação da Vissla surgiu da necessidade da alta demanda do mercado por versões de vídeos de uma mesma campanha e da vasta quantidade de veículos de mídia para vídeos. “Além da tradicional TV, na última década, acompanhamos o surgimento de diversas mídias sociais, inúmeras possibilidades do digital out of home e digital signage. Observamos que havia uma lacuna e uma demanda reprimida por vídeos pelo fato de ser um processo caro e demorado. Assim, concluímos que a automação era uma resposta natural a todos os problemas que esse processo manual gerava e que não atendia às necessidades das empresas na demanda por vídeos”, dizem os sócios.

Estágio atual:
A Vissla está atualmente baseada em um escritório no bairro de Moema, em São Paulo, com parte de seu time trabalhando remotamente e outra parte in loco. Em três meses de operação, a empresa atendeu um cliente e tem três em fase avançada de negociação.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
Os sócios investiram 340 mil reais na empresa.

Necessidade de investimento:
Após a startup se estabilizar no mercado, os sócios pretendem buscar investimento para ampliar a oferta de serviços.

Mercado e concorrentes:
“Nos últimos meses, acompanhamos uma mudança significativa na vida do brasileiro pelo surgimento da Covid-19 e suas consequências. A maneira que consumimos e interagimos mudou significativamente: estamos mais presentes no digital e muitas empresas levaram seu modelo de negócios para este meio. Essa aceleração da digitalização das empresas traduz uma grande oportunidade de negócios para nós”, afirma Guilherme. Ele cita como concorrentes as plataformas Vidmob, Vati e Chili Gum.

Maiores desafios:
“O principal desafio é apresentar a Vissla ao mercado e o que a tecnologia e a automação de vídeos podem fazer pela comunicação das empresas. Queremos mostrar o nível de qualidade das peças que a automação permite versus o tempo e o custo disso, que é infinitamente menor se comparado aos métodos tradicionais. Outro desafio é encontrar parceiros para ‘plugar’ à Vissla e oferecer um serviço ainda mais completo, como por exemplo a possibilidade de veiculação do vídeo também por meio da plataforma”, conta Tatiana.

Faturamento:
540 mil reais (previsão para 2020).

Previsão de break-even:
Outubro de 2020.

Visão de futuro:
“Queremos prover ao nosso cliente um serviço 360º. Ou seja, além da produção das peças de comunicação em escala com tecnologia de automação, futuramente, queremos que com a inteligência artificial seja possível fazer a análise de performance de cada criativo e que a própria ferramenta proponha as peças que melhor performam baseada nessa análise”, falam os sócios.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

1630 Total Views 3 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: