A Yesfurbe compra e vende celulares refabricados

Dani Rosolen - 22 fev 2019
COMPARTILHE

Nome:
Yesfurbe.

O que faz:
Compra e vende celulares refabricados.

Que problema resolve:
Busca reduzir a poluição por descarte incorreto de eletrônicos e a dificuldade de revenda de aparelhos usados.

O que a torna especial:
Segundo os fundadores, a startup reaproveita aparelhos usados, ainda em condições de uso, e os coloca de volta no mercado com qualidade e segurança. E oferece seis meses de garantia.

Modelo de negócio:
A empresa opera por meio de e-commerce, com a compra de aparelhos usados e venda de celulares refabricados. Os valores variam de acordo com o modelo dos celulares, mas saem a partir de 369 reais.

Fundação:
Maio de 2018.

Sócios:
Danilo Martins — Fundador
Anderson Takara — Fundador
Pablo Linhares — Fundador
Lucas Linhares — Fundador

Perfil dos fundadores:

Danilo Martins — 35 anos, São Paulo (SP) — é formado em Administração de Empresas, com foco em Tecnologia, pela Faculdade Impacta, com pós-graduação em Gestão de Negócio e Finanças pela FIA. Trabalhou na Zurich Seguros, Itaú e Siemens.

Anderson Takara — 28 anos, São Paulo (SP) — é formado em Engenharia de Produção pela Universidade de São Paulo, com extensão em Gestão de Negócios pela Universidade de Melbourne e pós-graduação em Administração pelo Insper. Trabalhou no Itaú e na PepsiCo.

Pablo Linhares — 38 anos, Belo Horizonte (MG) — é formado em Engenharia Eletrônica pela Universidade Estácio. É cofundador do Grupo PLL.

Lucas Linhares — 35 anos, Belo Horizonte (MG) — é  cofundador do Grupo PLL.

Como surgiu:
Os sócios contam que buscavam uma forma de tornar acessível celulares modernos e desejados, mas com preço menor do que são vendidos originalmente. Eles falam que encontraram no mercado de telefonia “uma grande oportunidade” para abrirem um e-commerce de venda e compra de celulares novos, seminovos e usados.

Estágio atual:
A Yesfurbe possui um processo próprio de refabricação dos celulares do e-commerce e trabalha em parceria com o mercado B2B para a revenda de seus aparelhos e com o trade in para a captação dos modelos usados.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
A startup recebeu 3 milhões de reais de aporte do Grupo PLL, dos irmãos Pablo e Lucas Linhares.

Necessidade de investimento:
Os sócios ainda estudam a necessidade de investimento para 2019.

Mercado e concorrentes:
“O mercado de venda de smartphones seminovos segue em grande expansão no Brasil. Os analistas dizem que a demanda por consertos de smartphones é recorrente e continuará crescendo. “É preciso ressaltar que o conceito de refurbishing não é o de um smartphone velho. É um aparelho refabricado, em que suas características técnicas e estéticas voltam a ser semelhantes as de fábrica”, diz Danilo. Como concorrentes ele cita a Trocafone, Brightstar, Brused e Refone.

Maiores desafios:
“Incentivar o consumidor a vender o aparelho antigo e comprar um modelo refabricado”, afirma o cofundador.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Final de 2019.

Visão de futuro:
“Transformar a Yesfurbe no maior player de venda de celulares seminovos e novos do mercado de telefonia”, fala Danilo.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

3027 Total Views 5 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: