Como ajudar gestores municipais a direcionar as despesas em saúde de acordo com as receitas de suas cidades

Dani Rosolen - 5 jan 2023 Dani Rosolen - 5 jan 2023
COMPARTILHE

Nome:
+Gestor Govtech.

O que faz:
É uma plataforma especializada na gestão pública em saúde que busca proporcionar maior resolutividade aos problemas locais das Secretarias Municipais de Saúde e melhorar a qualidade da assistência prestada à população. Além disso, tem o compromisso de apoiar os profissionais que atuam no Sistema Único de Saúde, desburocratizando o acesso à informação.

Que problema resolve:
Diagnostica as principais dificuldades enfrentadas pelos municípios no processo de gerenciamento das políticas públicas voltadas para a saúde, além de planejar estrategicamente soluções viáveis para as problemáticas locais, promover implantação de programas, captar recursos para as Secretarias Municipais de Saúde e auxiliar na correta aplicação financeira dos recursos públicos do SUS.

O que a torna especial:
Segundo os sócios, a startup possui um software, o +Gestor Govtech, cuja propriedade intelectual é reconhecida pelo INPI e válida por 50 anos, capaz de acompanhar e orientar os gestores municipais sobre a aplicação financeira dos recursos do SUS de acordo com cada programa implantado no município.

Modelo de negócio:
O modelo de negócio é o SaaS.

Fundação:
Junho de 2019.

Sócio:
Kainã Pereira Lopes da Rocha Mendes — CEO

Fundador:

Kainã Pereira Lopes da Rocha Mendes — 32 anos, Bom Jesus (PI) — é formado em Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí, com especialização em Vigilância em Saúde pelo Instituto de Ensino e Pesquisa/Hospital Sírio Libanês e Gestão em Saúde pela Universidade Estadual do Piauí. Atuou como enfermeiro assistencial da Atenção Primária à Saúde e Rede Hospitalar nos municípios de Cristino Castro e Jaicós (PI) e como coordenador da Atenção Primária à Saúde nos mesmos municípios. Foi conselheiro municipal de saúde do município de Cristino Castro, coordenador do Programa de Controle da Hanseníase em Jaicós e coordenador do Programa Saúde na Escola de Cristino Castro, além de consultor de gestão em saúde e assessor técnico das Secretarias Municipais de Saúde de São João do Piauí, Paulistana e Colônia do Gurgueia. Atualmente, trabalha como consultor de gestão em saúde e assessor técnico das Secretarias Municipais de Saúde de Jaicós, Patos do Piauí e Cristino Castro.

Como surgiu:
Kainã conta que a ideia surgiu a partir de sua experiência com a gestão do sistema de saúde e da necessidade dos municípios, por, de acordo com ele, apresentarem escassez de recursos humanos especializados nesta área. Ele diz que o sistema da +Gestor GovTech surgiu para ajudar prefeitos e secretários de saúde no direcionamento dos recursos vinculados a cada programa de saúde implantado nos municípios. “Vale destacar que nos serviços públicos de saúde a grande maioria dos cargos de chefia é político e muitos não possuem uma formação específica que permita compreender as particularidades dos programa, consequentemente, não sabem como utilizar adequadamente os recursos do SUS para promover saúde para a população”. É aí que a startup entra.

Estágio atual:
A Gestor Govtech tem até o momento cinco municípios cadastrados usando seu sistema, todos no Piauí: Colônia da Gurguéia, Cristino Castro, Jaicós, Paulistana e Patos do Piauí.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
O fundador investiu 400 mil reais na +Gestor Govtech.

Necessidade de investimento:
“Já temos investidores interessados na compra do sistema. Mas, é algo ainda em processo de análise.”

Mercado e concorrentes:
“São 5.568 possibilidades se formos implantar o sistema nos municípios brasileiros, porém o custo aumenta exponencialmente. Pensando numa quantidade razoável de clientes que dê para atender a demanda, o sucesso financeiro é garantido. Além disso, vejo que a ferramenta pode, inclusive, ser utilizada pelos escritórios de contabilidade pública, consultorias públicas, órgãos de controle externo (TCE, TCU, CGU, DENASUS etc.) e como apoio para identificar o que pode e o que não pode ser feito com os recursos públicos do SUS, já que a temática ainda é muito desconhecida por estes órgãos. Vejo ainda que o sistema tem aplicabilidade para apoio às entidades e associações que dão suporte aos prefeitos na execução das finanças públicas voltadas para a saúde”, afirma Kainã. Ele cita como concorrentes consultorias em gestão pública de saúde de forma geral.

Maiores desafios:
“O maior desafio a ser enfrentado é conseguir mão de obra especializada para dar apoio aos serviços de consultoria financeira e possuir capital de giro seguro para apoiar as despesas mensais existentes e proporcionar mais investimento para o aprimoramento do software. Porém, esses desafios podem ser solucionados com a formação adequada de novos consultores e o investimento adequado para atender essas necessidades.”

Faturamento:
Cerca de 225.800 (entre janeiro e novembro de 2022).

Previsão de break-even:
Não informado.

Visão de futuro:
“Temos a missão de consolidar o sistema +Gestor GovTech no mercado brasileiro, independentemente das propostas que forem surgindo. O futuro da empresa depende do sucesso da nossa plataforma de trabalho.”

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

76 Total Views 1 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: