APRESENTA

Como fazer adolescentes se interessarem por ciência? Para a 3M, o caminho está em estimulá-los a colocar a mão na massa

Giovanna Riato - 22 out 2020 3M Mostra Ciência
Companhia abre inscrições para a 8ª edição da Mostra de Ciência e Tecnologia, que reconhece alunos e professores pelos melhores projetos. A foto, da edição de 2019, mostra estudantes no evento presencial. Este ano iniciativa será on-line.
COMPARTILHE

A ciência foi alvo de questionamentos e desinformação nos últimos anos. Mas se há um consenso no momento atual é de que a saída para a sociedade superar a pandemia da Covid-19 está no desenvolvimento científico, na criação de uma vacina. Por isso, mesmo dos tantos desafios do momento atual, o Instituto 3M manteve a agenda da 8ª Mostra de Ciência e Tecnologia, que neste ano vai acontecer on-line, em dezembro.

Clique aqui para fazer a inscrição na 8ª Mostra 3M de Arte e Tecnologia

Até 30 de outubro, alunos dos ensinos fundamental, médio e técnico das regiões de Campinas e Ribeirão Preto podem inscrever seus projetos. “Precisamos manter este debate e o engajamento dos jovens na ciência vivos, ainda que o contexto seja mais desafiador para isso”, resume Paulo Gandolfi, diretor de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da 3M e um fã da Mostra de Ciência e Tecnologia.

“É impressionante ver jovens apresentarem projetos que propõem melhorias para problemas reais da sociedade. Por isso, decidimos manter a iniciativa este ano, ainda que ela aconteça no ambiente digital”

EVENTO É OPORTUNIDADE PARA ALUNOS E PROFESSORES

A Mostra de Ciência e Tecnologia do Instituto 3M busca despertar nos jovens o olhar de que a Ciência pode ajuda-los a solucionar problemas do cotidiano de forma inovadora.

Podem se inscrever grupos de até três estudantes, sempre com um professor orientador, que tenham um projeto dentro de uma destas sete áreas de conhecimento: ciências agrárias, ciências biológicas, ciências exatas e da terra, ciências humanas, ciências da saúde, ciências sociais e engenharias. Liliane Moura, supervisora do Instituto 3M, fala do potencial da iniciativa:

“A Mostra desperta a questão da ciência como fator de empoderamento que aumenta a confiança e demonstra na prática o poder transformador que cada jovem tem para mudar sua escola, comunidade, país e mundo para um lugar melhor”

Serão selecionadas 100 propostas, que ganharão espaço entre os dias 7 e 11 de dezembro, na primeira edição virtual da Mostra de Ciência e Tecnologia. Uma banca vai avaliar os projetos e, no dia 12 de dezembro, alunos, professores e toda a comunidade escolar vão conhecer as iniciativas vencedoras.

Nos anos anteriores, tudo isso acontecia em um evento presencial. Apesar da digitalização, a merecida recompensa dos grupos campeões seguirá bastante real: as equipes que ficarem entre as 7 primeiras colocadas receberão R$ 1.100. Além disso, os projetos que se destacarem nas três primeiras posições estarão automaticamente classificados para participar da Febrace – Feira Brasileira de Ciências e Engenharia, evento nacional que acontece em março de 2021 na USP, em São Paulo.

MOSTRA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA COROA UMA JORNADA DE FOMENTO À CIÊNCIA

A iniciativa do Instituto 3M não reconhece apenas os estudantes. Educadores engajados na orientação dos projetos serão reconhecidos no Prêmio Professor Mobilizador. Para concorrer estes profissionais precisam ter feito a formação Prática da Ciência na Educação Básica, um curso que prepara os professores a orientarem projetos e é parte do Desafio de Inovação Instituto 3M 2020. A premiação também leva em conta a quantidade de projetos inscritos na 8ª Mostra do Instituto 3M, pessoas externas envolvidas no projeto e demonstração de espírito de superação de dificuldades. Ao todo serão reconhecidos três professores.

Liliane lembra que os educadores têm papel essencial ao orientar projetos e despertar o interesse dos alunos pela ciência. “A busca do Instituto 3M é por reforçar o papel do professor como agente de transformação”, diz. Segundo ela, a Mostra é apenas a cereja do bolo de uma longa jornada para capacitar estes profissionais para orientar seus alunos, que começa com o curso de formação.

A organização também premiará duas Escolas Pioneiras, destacando as instituições públicas de ensino que tenham as melhores iniciativas. O prêmio totaliza 20 mil reais em equipamentos para o laboratório – tudo para garantir a longevidade e a qualidade do ensino de ciências para os próximos alunos.

2991 Total Views 4 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: