Conheça o Universo, um aplicativo de social reading que conecta amantes da literatura

Dani Rosolen - 22 dez 2022 Dani Rosolen - 22 dez 2022
COMPARTILHE

Nome:
Universo.

O que faz:
É uma rede social para produtores e amantes de literatura.

Que problema resolve:
Para autores e escritores, o aplicativo de inovação literária permite contar uma história através de fotografias, histórias em quadrinhos, receitas culinárias com histórias de famílias ou uma novela, com capítulos revelados semanalmente, por exemplo, e receber retornos dos fãs de literatura. Para quem gosta de ler, é uma plataforma para encontrar variedade de literatura.

O que a torna especial:
Segundo o fundador, o que torna o Universo especial é preencher a lacuna entre as redes sociais convencionais e os tradicionais grupos de leitura. Além de expandir o universo da literatura através da publicação de modalidades textuais variadas e permitir que os usuários descubram novos autores.

Modelo de negócio:
A ideia é monetizar o App Universo por meio de publicidade.

Fundação:
Agosto de 2022.

Sócio:
William Costa — CEO e fundador

Fundador:

William Costa — 33 anos, Formiga (MG) — é formado em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, com especialização em Anestesiologia pelo Hospital Felicio Rocho, em Belo Horizonte. Além de empreender com tecnologia, trabalha com anestesia pediátrica no Hospital Otorrinos e anestesia plástica no Hospital Santé, ambos em Curitiba, onde reside atualmente.

Como surgiu:
William conta que o aplicativo foi criado a partir do seu desejo de inovar e mudar de profissão. Ele estudou o mercado e viu uma oportunidade de investir em tecnologia no mercado literário. Assim, decidiu criar uma rede social para amantes da literatura.

Estágio atual:
A startup não tem sede física e o Universo conta com cerca de 2 mil usuários.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
O empreendedor investiu 250 mil reais na startup.

Necessidade de investimento:
“Pensamos em buscar aporte no futuro, mas a ideia é estruturar primeiro a monetização do app.”

Mercado e concorrentes:
“O mercado é amplo e incrivelmente atrativo, apesar de concorrido. É preciso estar de olho nas oportunidades, por isso, para o futuro, queremos ser uma alternativa até mesmo para o Twitter”, afirma William. Entre os concorrentes, ele cita Amazon Kindle, Wattpad, Kobo e Ebook Reader.

Maiores desafios:
“O maior desafio é ser destaque frente a outros aplicativos e redes sociais já consolidados. Ainda é difícil furar a bolha e atingir o público-alvo.”

Faturamento:
Ainda não fatura.

Previsão de break-even:
Não informado.

Visão de futuro:
“Ser referência como social reading no mercado brasileiro No momento, estamos com um novo projeto de acrescentar uma modalidade semelhante ao Twitter dentro no app para postagens mais curtas e que requerem uma interação mais dinâmica.”

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

125 Total Views 1 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: