Já pensou em transformar qualquer dispositivo em um PC de última geração? Esta é a promessa da Noar

Dani Rosolen - 18 out 2022 Dani Rosolen - 18 out 2022
COMPARTILHE

Nome:
Noar.

O que faz:
É um software baseado em nuvem que permite transformar máquinas simples em computadores de última geração sem investimento em novos componentes.

Que problema resolve:
Democratiza o acesso a computadores para quem não pode comprar ou prefere não dispor um valor alto em um hardware novo. O serviço funciona por meio de uma plataforma de streaming de baixa latência e, por estar em um data center, a conexão da internet na nuvem pode chegar à velocidade de até 5 Gbps, mesmo que acessada por um PC conectado a 50 Mbps. O sistema é multiplataforma e compatível com uma grande variedade de dispositivos de computador e celular, como Windows, MacOS, Linux e Android.

O que a torna especial:
Segundo os fundadores, diferente de outros cloud games que existem, a solução da Noar pode ser utilizada para diversos aplicativos, não apenas jogos.

Modelo de negócio:
O modelo de negócio da startup se baseia na venda de pacotes de horas. O cliente se cadastra no site, faz a compra do pacote e contabiliza o tempo na sua conta. Neste modelo, quando o usuário pode instalar o que quiser, mas quando desliga a máquina, todo o progresso é perdido e o disco é excluído.

Fundação:
Outubro de 2020.

Sócios:
João Luiz Casagrande Villa Nova Diretor Geral
Rafael Tavares Guimarães Diretor Comercial
João Arthur Sócio-investidor
João Jutape Gerente de TI
Gabriel Cury Diretor de Marketing

Fundadores:

João Luiz Casagrande Villa Nova — 22 anos, Rio de Janeiro (RJ) é formado em Ciência da Computação pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo, com MBA em Engenharia de Software na mesma instituição. É desenvolvedor back-end. Trabalha como engenheiro de software e TechLead no Itaú.

Rafael Tavares Guimarães 32 anos, São Paulo (SP) é formado em Ciências da Computação pela UNIP e em Marketing pela Uninove. Já trabalhou em empresas como Lopes Imobiliária e Porto Seguro.

Como surgiu:
João conta que a Noar surgiu de um sonho: jogar remotamente. “O Rafael e eu sempre tivemos algo comum durante grande parte de nossas vidas: assistíamos e ouvíamos falar de games muito divertidos que precisavam de máquinas super poderosas para poder jogar, mas não tínhamos condições financeiras nem conhecimento técnico para conseguir montar algo perto do necessário para se divertir”, diz. Além desse ponto principal, ele afirma que quando estava cursando seu primeiro ano da graduação, passava horas do dia dependendo da sala de computação da faculdade para poder estudar as matérias, já que seu computador não conseguia sustentar os programas necessários. Logo depois de se conhecerem, no início de 2020, as dores e ideias da dupla se uniram. “No começo tudo era muito embrionário, e olhando agora, muito diferente do produto que chegamos hoje. A ideia inicial era fazer com que fosse possível jogar em qualquer computador, seja lá o que a gente precisasse pra isso acontecer. Depois de meses de estudos, conversas com amigos, colegas de faculdade, de trabalho, familiares e diversos outros, chegamos às perguntas: ‘Por que somente pessoas com todo esse conhecimento que a gente está precisando aprender podem usar a tecnologia em nuvem? Por que as pessoas com pouco conhecimento técnico e que precisam da tecnologia não podem ter acesso a isso tudo? Por que não automatizamos esses processos que a gente vem estudando?'”. Assim, nasceu o primeiro protótipo da Noar.

Estágio atual:
A startup tem 7 200 usuários registrados na plataforma e o número aumenta cerca de 200 por dia, de acordo com João.

Aceleração:
A Noar teve um auxílio da Associação Brasileira de Startups, que ofereceu à startup a oportunidade de fazer alguns contatos e parcerias, como AWS e Google Cloud. Mas a empresa está aberta a programas de aceleração.

Investimento recebido:
Recebeu 100 mil reais de um investidor-anjo, além de 200 mil dólares em benefício da Google Cloud.

Necessidade de investimento:
“Estamos nos preparando para a próxima rodada, em que o objetivo é acelerar o desenvolvimento, aumentar a equipe e investir mais em mais divulgação, ou seja, expandir. Nesta rodada pretendemos captar um valor acima do anterior, mas ainda estamos definindo o aporte necessário”, afirma João.

Mercado e concorrentes:
“O mercado de tecnologia no Brasil é muito necessitado, mas com a adesão ao 5G, a expansão de conectividade, o aumento no preço dos hardwares com a crise dos semicondutores e por estarmos dentro do maior mercado gamer da América Latina e um dos maiores do mundo, as pessoas precisam de uma solução como a nossa. Nossos serviços vão suprir boa parte da demanda por atualizar um hardware, isso vale tanto para  um gamer que não quer pagar 6 mil reais em um computador quanto para um designer, um estudante ou até para uma empresa que deixa de gastar milhares de reais em computadores e equipe de TI caríssimas”, diz o CEO. “No Brasil ainda não existe um serviço consolidado parecido com o nosso. Atualmente, a Nvidia, com o Geforce Now, é o maior concorrente estrangeiro, seguido por Microsoft, com Xcloud, no entanto, ambos os serviços se limitam apenas a games.”

Maiores desafios:
“Nosso maior desafio é conseguir fechar um contrato de longo prazo com nosso fornecedor e baixar os custos. Para isso, precisamos atingir a meta de 75 mil horas consumidas por mês.”

Faturamento:
36 mil reais em quatro meses de operação.

Previsão de break-even:
Julho de 2023.

Visão de futuro:
“Nosso time está engajado em melhorar o nosso sistema para logo sermos referência em tecnologia, não somente no Brasil como no mundo todo. Vamos chegar ao ponto em que trocar o hardware e contratar equipes caríssimas de TI será um luxo desnecessário. Isso será algo bom até mesmo para o meio ambiente, uma vez que nosso fornecedor (Google) segue rigorosamente os critérios ambientais e o cliente vai aumentar muito o tempo de uso do hardware atual dele.”

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

587 Total Views 1 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: