Na Digital Innovation One os alunos não pagam para estudar desenvolvimento de software

Dani Rosolen - 12 dez 2019
COMPARTILHE

Nome:
Digital Innovation One.

O que faz:
Plataforma Open Education com o objetivo de democratizar o conhecimento em desenvolvimento de software e tecnologias exponenciais.

Que problema resolve:
Prepara pessoas para a crescente demanda por desenvolvedores de software. De acordo com os sócios 400 mil vagas de emprego podem ficar sem ocupação devido a falta de profissionais da área qualificados.

O que a torna especial:
Segundo os sócios, o diferencial da Digital Innovation One é o modelo de negócio, já que o aluno faz o curso gratuitamente e quem paga são as empresas interessadas na contratação do estudante ou no aperfeiçoamento de seus funcionários.

Modelo de negócio:
Quando uma empresa contrata um aluno da Digital Innovation One, ela paga uma bolsa que varia de R$ 2.250 a R$ 2.650, dependendo do volume contratado anualmente. As empresas também podem utilizar a plataforma de learning experience da Digital Innovation One para desenvolver seus colaboradores a um custo de R$ 29,90 por licença.

Fundação:
Fundada em 2018, com operação iniciada em janeiro de 2019.

Sócios:
Iglá Generoso — CEO
Gustavo Pereira — CTO
Pablo Zaniolo — CGO

Fundadores:

Iglá Generoso — 41 anos, Araraquara (SP) — é formado em Análise de Sistemas pela FATEC Taquaritinga. Tem passagem por empresas como Hewlett-Packard, Itaú, Vivo e Embratel.

Gustavo Pereira — 25 anos, Matão (SP) — é formado em Análise de Sistemas pela FATEC Taquaritinga. Trabalhou na Hewlett-Packard, Cast Company e UOL BoaCompra.

Pablo Zaniolo — 25 anos, Araraquara (SP) — é formado em Análise de Sistemas pela FATEC Taquaritinga. Fundou as startups Area Pet e Mupper.

Como surgiu:
Com experiência de dez anos liderando projetos e operações de tecnologia no Brasil, EUA e Europa, Iglá conta que sempre teve como um grande desafio para acelerar a entrega de projetos e escalar modelos de negócio o recrutamento de talentos de tecnologia. Após visitar e se aprofundar em diversos modelos inovadores de educação e recrutamento, reencontrou-se com Gustavo, com quem tinha trabalho na HP, para discutir potenciais soluções. Na sequência, convidaram Pablo, que conheceram em um evento de empreendedorismo, para se juntar ao time como responsável por growth. Decidiram pela criação do ecossistema gratuito de educação para desenvolvedores de software, em que a comunidade é o alicerce central e impulsiona os talentos para o mercado.

Estágio atual:
A plataforma conta com mais de 35 mil estudantes, 120 instituições de ensino, 20 embaixadores, 250 mentores/professores e 90 empresas conectadas por meio dos programas educacionais e de recrutamento de alunos. O escritório fica na cidade de Araraquara (SP).

Aceleração:
A startup de internacionalizou nos Estados Unidos e começou seu processo de aceleração com a The Venture City, em Miami.

Investimento recebido:
Os sócios investiram R$ 1 milhão na empresa e estão fechando uma rodada de valor não revelado.

Necessidade de investimento:
Os sócios esperam fechar em breve uma nova rodada com investidores dos Estados Unidos para acelerar a operação no Brasil.

Mercado e concorrentes:
“Como apenas 20% das empresas globais estão acelerando o seu processo de transformação digital e desenvolvedores de software são as principais fontes desse processo, a demanda por esses profissionais deve aumentar drasticamente ano após ano”, afirma Iglá. Ele aponta como concorrentes a Revelo e Geekhunter, no Brasil. Nos Estados Unidos, a Hired.

Maiores desafios:
Entre os maiores desafios, o CEO cita: criar o maior ecossistema open education de tecnologia do mundo em um sistema descentralizado de ensino exponencial; desenvolver um produto analítico e automatizado para reduzir o lead time, esforço e custo nas contratações de TI, além de acelerar o desenvolvimento contínuo dos alunos; e aplicar técnicas de micro learning, project based learning, metodologias ativas e tecnologias exponenciais como machine learning, blockchain e big data para ampliar a experiência de aprendizagem.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Já foi atingido no início da operação.

Visão de futuro:
“Nosso propósito é criar o maior ecossistema gratuito de educação em tecnologia do mundo para incluir, democratizar e acelerar a formação de mais de 5 milhões de talentos, conectando-os com oportunidades reais de trabalho nas empresas mais inovadoras do mundo”, afirma Iglá.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

3302 Total Views 11 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: