O Artyou é um software que funciona como um acervo virtual de obras de arte

Luisa Migueres - 5 dez 2016 Luisa Migueres - 5 dez 2016
COMPARTILHE

Nome:
Artyou Global.

O que faz:
É um software que compila acervos de galerias, artistas e museus, permitindo que eles cadastrem informações sobre uma obra de arte e compartilhem esses dados de forma privada ou pública.

Que problema resolve:
Facilita a vida do galerista, do museólogo, do comprador e dos profissionais que lidam com obras de arte (restauradores). A ideia dos sócios é criar um sistema para oferecer informações sobre as obras, bem como a troca padronizada dessas informações (tais como imagens, medidas e processos técnicos).

O que o torna especial:
O Artyou é um produto global que nasceu em três idiomas (inglês, português e espanhol) e tem integração de diferentes públicos do mundo das artes visuais. “A ideia é que as informações sobre obras de arte nunca se percam e sejam preservadas no museu, pois a Artyou não terá acesso a informações confidenciais. Usamos um software de última geração para garantir que o funcionamento seja como um banco: cada usuário é criptografado com uma chave diferente”, diz o fundador Douglas Negrisolli.

Modelo de negócio:
O modelo é um SaaS (software como serviço). Há um plano gratuito, o Premium (no valor de 59 dólares mensais) e outro customizado para empresas.

Fundação:
Novembro de 2014.

Sócios:
Douglas Negrisolli – Fundador e CEO
Henri Paganini – CFO
Otavio Soares – CTO

Perfil dos fundadores:

Douglas Negrisolli –  32 anos, Santo André (SP) – formado em história pelo Centro Universitário Fundação Santo André e Doutorando e Mestre em Educação, Artes e História da Cultura pelo Instituto Presbiteriano Mackenzie. Atua como curador independente em Artes Visuais e desenvolve pesquisas relacionadas ao mercado de Artes Visuais.

Henri Paganini – 44 anos, Santo André (SP) – formado em Direito. É advogado, especialista em direito contábil, atendimento a clientes e projetos de startups na área de implantação e tecnologia.

Otávio Augusto Soares – 30 anos, Rolândia (SP) – formado em Ciências da Computação. É desenvolvedor especialista em front end e back end, líder técnico e arquiteto de software. Entusiasta de novas tecnologias.

Como surgiu:
Douglas conta que a ideia da empresa surgiu quando ele entrou no programa de Mestrado do Instituto Presbiteriano Mackenzie e entrou em contato com acervos de arte. “Vi um museu com um acervo de mais de 40 anos e sem nenhuma organização dessas obras. Não encontrei nenhum software no mercado que conseguisse atender às necessidades desse museu”, diz. Em seguida, ele se uniu a Otávio Soares, especialista em programação, e Henri Paganini, advogado, para pensar em uma solução acessível para todos, inclusive no aspecto financeiro.

Estágio atual:
A empresa tem escritórios virtuais, porém a equipe está espalhada pelo Brasil, incluindo Nordeste e Sudeste.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
A startup contou com aporte de cerca de 1 milhão de reais de investidores-anjos.

Necessidade de investimento:
Para entrarem em mercados mais maduros como Estados Unidos, Europa, China e Índia, os sócios dizem que são necessários cerca de 10 milhões de dólares.

Mercado e concorrentes:
“As oportunidades são imensas, pois o Artyou tem um campo grande para trabalhar, em especial com as galerias e museus. Só no Brasil existem cerca de 3 mil instituições museológicas, nos EUA são perto de 5 mil”, diz Douglas. Para o fundador, os concorrentes são o nova-iorquino Artsy e o londrino Saatchi.

Maiores desafios:
“O maior desafio é chegar aos clientes, artistas, galerias e museus. É um processo complexo pois os mercados são muito específicos e os negócios são personalíssimos”, diz o CEO.

Faturamento:
Ainda não fatura.

Previsão de break-even:
Julho de 2017.

Visão de futuro:
“Queremos dinamizar o processo de compra e venda de obras de arte oferecendo um sistema rápido e simples para toda a cadeia, do artista ao moldureiro, da galeria até o colecionador”, diz Douglas.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para [email protected] e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

2550 Total Views 2 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: