APRESENTA

Pensando em empreender? Veja os mitos e verdades sobre esse universo antes de se decidir

Fernanda Cury - 23 jul 2019
"O empreendedor precisa mostrar capacidade e habilidade para tocar qualquer negócio, além de liderança, determinação, resiliência e, sobretudo, abertura para o novo e assertividade na tomada de decisão", conta Flávia Bendelá.
COMPARTILHE

Crédito imagem: Pexels

 O empreendedorismo nunca foi tão falado ou desejado. E, como não poderia deixar de ser, as mulheres marcam presença, representando hoje pouco mais de 50% do número de empreendedores no Brasil. Não há dúvida de que o movimento empreendedor é a grande alavanca da economia global, aliás, sempre foi, desde os primórdios da humanidade. “É importante, porém, refletir bastante antes de tomar a decisão de empreender, pois são muitos os desafios e nem sempre o glamour associado às startups de sucesso ou ao status de empresária vem sem duras escolhas que levam a privações e mudanças no estilo de vida”, alerta Flávia Bendelá, Coordenadora de Projetos Especiais do Núcleo de Inovação do Ibmec RJ.  Com o intuito de ajudá-la a pensar sobre o tema e buscar a certeza do que realmente procura para si, ela esclarece alguns mitos e verdades que envolvem o mundo empreendedor.

1- Quero ter mais tempo livre para mim e minha família!

Flávia: Mito. Empreender na maioria das vezes vai exigir uma dedicação exclusiva, o que, ao contrário, pode até tomar o seu tempo pessoal e da família. Para que o negócio tenha êxito, principalmente no início, quando não poderá contar ainda com uma equipe autogerenciada, você vai se pegar em diversas situações nas quais terá de abrir mão do convívio com familiares e amigos.

2- O melhor é abrir um negócio com o qual tenho afinidade.

Flávia: Verdade. Contudo, ter afinidade aqui significa compreender todas as etapas de produção e comercialização do produto e gostar de trabalhar com isso. Por exemplo, o fato de gostar de frequentar como cliente um determinado comércio, não faz de você uma potencial empreendedora deste tipo de negócio, pois são experiências completamente diversas.

3- Ter uma ideia brilhante e inovadora é o que garante o sucesso.

Flávia: Mito. Uma ideia genial não é garantia de que será aplicável ou viável. Nossa orientação é a de que o empreendedor foque no problema real que ele quer resolver. A partir daí, deve então buscar soluções inovadoras que garantam melhorias no processo, mudanças nas relações da cadeia produtiva, uso de novas tecnologias ou até mesmo aumento de identidade com o cliente. Por isso, é tão importante desenvolver um modelo de negócios antes de validar no mercado seu projeto.

4- A capacidade de escala não é o único ponto importante para atrair investidores para o meu projeto.

Flávia: Verdade. Os investidores, em grande maioria, estão interessados em projetos de negócios que mostrem capacidade de escala e crescimento exponencial, porém que tenham de alguma forma já testado mercado e garantido o potencial de clientes. Além disso, outro fator determinante na hora de escolher o investimento: o empreendedor. O investidor entende que muitas vezes o negócio precisa ser alterado por questões de mercado e, portanto, há uma flexibilidade em relação a isso, porém o empreendedor precisa mostrar capacidade e habilidade para tocar qualquer negócio, além de liderança, determinação, resiliência e, sobretudo, abertura para o novo e assertividade na tomada de decisão.

5- A escolha do melhor canal, físico ou digital, vai depender do tipo de negócio que pretendo desenvolver.

Flávia: Verdade. Contudo, uma coisa é certa: não há hoje em dia como se pensar qualquer tipo de negócio que não tenha um trabalho integrado entre a abordagem e o comércio online e offline. Não é à toa que grandes marcas do varejo digital buscam um espaço de atuação no mundo real, abrindo lojas físicas. A experiência do cliente não pode ser mais compartimentada, as novas tecnologias entraram em nossas vidas, ao mesmo tempo em que, como humanos, precisamos de interação, emoção e estímulo aos sentidos.

6- É possível ser empreendedora sem ter tido experiência em liderança.

Flávia: Verdade. Liderança e empreendedorismo são duas competências que se complementam e podem ser desenvolvidas. Algumas pessoas possuem um tipo de personalidade mais adaptável a isso, mas todos podem trabalhar no desenvolvimento de habilidades que ativem este perfil. O resultado é sempre gratificante, porém, não basta querer, é preciso sair da zona de conforto e mudar pensamentos e comportamentos. Além disso, ser um líder empreendedor é muito importante também para se sobressair no atual mercado executivo. Existem mentores que podem ajudá-la neste processo.

 

Esta matéria pode ser encontrada no Itaú Mulher Empreendedora, uma plataforma feita para mulheres que acreditam nos seus sonhos. Não deixe de conferir (e se inspirar)!

 

 

 

25 Total Views 1 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: