Doula? Que carreira é essa? Conheça Kalu Brum, que já ajudou mais de 100 mulheres a darem à luz

Kalu Brum - 22 out 2014 Kalu Brum, sobre o parto humanizado: "Eu me senti a mulher mais poderosa do planeta!"
Kalu Brum, sobre o parto humanizado: "Eu me senti a mulher mais poderosa do planeta!"
Kalu Brum - 22 out 2014
COMPARTILHE

Por Kalu Brum

“Em apenas 40 minutos vivi a experiência mais transformadora da minha vida: o parto do meu primeiro filho. Em 2006, engravidei após cinco meses de relacionamento. Foi algo inesperado, mas ao mesmo tempo muito almejado. Conhecia pouco os preceitos do parto humanizado, mas sempre tive a certeza de que não queria usar medicamentos ou hormônios quando o Miguel nascesse, ao contrário do que meu médico indicava.

“Vasculhando na internet, encontrei grupos de apoio e cheguei ao hospital de referência Sofia Feldman, em Belo Horizonte (MG). Lá me sugeriram o parto domiciliar, que durou menos de uma hora. Naquele ambiente acolhedor, minhas entrega e confiança fizeram com tudo acontecesse naturalmente. Foi assim que conheci a maternidade ativa – e me senti a mulher mais poderosa do planeta!

“Logo depois, aproveitei meu talento com as palavras – sou jornalista – e fiz um blog, para contar minha experiência e informar sobre o parto humanizado. Quando o Miguel tinha 3 anos, em 2010, decidi fazer um curso de doula, a profissional que dá apoio psicólogico e físico, por meio de massagens, à parturiente. De lá pra cá já participei de mais de 100 partos!

“Dois anos depois de abraçar essa nova profissão, comecei a registrar em fotos este momento inigualável. Já fazia isso, vez ou outra, e as imagens faziam sucesso. Hoje sou doula e fotógrafa, funções que exerço ao mesmo tempo e com muita alegria, além de manter o portal Vila Mamífera. O meu objetivo com esse trabalho? Inspirar futuras mães por meio do olhar poético das minhas fotos e explicar sobre o protagonismo da mulher na hora do próprio parto. Quero que elas vejam as imagens e pensem: ´também quero isto pra mim!´”

 

Kalu Brum, 35, doula, fotógrafa e jornalista, vive em São Paulo (SP).

 

Esta matéria, e muitas outras conversas de marca da Natura, podem ser encontradas na Sala de Bem-Estar, no Rede Natura. Seja bem-vindo!

Saiba mais também sobre o Movimento Natura. E veja como inscrever lá projetos sociais que você toca, admira ou que gostaria de ajudar.

COMPARTILHE

Confira Também: