Seleção Draft – Global

Pedro Burgos - 6 out 2014 Pedro Burgos - 6 out 2014
COMPARTILHE

TED Global no Rio – A conferência de grandes ideias está no Rio de Janeiro, onde começou hoje com um monte de palestras bacanas agendadas para toda a semana. Não há transmissão online e as entradas são bastante restritas, mas você pode acompanhar toda a pelo blog do TED e pela hashtag #tedglobal. Nos próximos dias vamos trazer alguns exemplos de lá.

Hoje, os TED Fellows (os inovadores acelerados pelo TED), apresentaram seus projetos, que iam desde o embelezamento de carroças (dos projetos mais bem-sucedidos do Catarse) a um equipamento para triagem médica na África. A semana promete.

 

Ninguém disse que ia ser fácil – Paul Graham, co-fundador da Y Combinator, escreveu um post bem legal em seu blog falando sobre as dificuldades que é preciso se ter em mente ao se criar uma startup. Ele começa com o básico, dizendo para sempre, sempre mesmo, se cercar de pessoas que você gosta, mas acrescenta algumas questões interessantes: “você não precisa entender de startup, mas do problema que se propôs a resolver”. Graham diz que é bom pensar bem se é aquilo mesmo que você quer da vida, porque para fazer uma startup decolar é preciso dedicação por longos períodos – às vezes mais de uma década. E finaliza:

A Y Combinator já financiou várias empresas que podem ser consideradas grandes sucessos, e em todos os casos, os fundadores dizem o mesmo: “Nunca fica mais fácil. Só a natureza dos problemas que muda.”

 

O StartUp Brasil está com inscrições abertas – O programa de aceleração do governo federal abriu chamada, até o dia 24 de outubro, para a sua quarta turma. Serão selecionadas 50 empresas nascentes que receberão bolsas totalizando 200 mil reais. A incubação dessas startups (que podem ter no máximo 4 anos de vida) será em uma das 12 aceleradoras selecionadas.

Aviso importante: o StartUp Brasil é focado em empresas de tecnologia: “Para concorrer a uma vaga na iniciativa, as empresas devem ter até quatro anos de constituição e precisam desenvolver software, hardware e serviços de tecnologia da informação (TI), ou criar novas soluções que usem esses elementos em seu esforço de inovação.”

Mais informações aqui.

 

Para pobres ou para todos? – Daniel Izzo, co-fundador da Vox Capital, escreveu um artigo no Startupi sobre a relevância que novos empreendimentos podem ter em reduzir a desigualdade. Falando das empresas que seu fundo investe (especialmente no ramo educacional), ele diz que elas conseguem “através dos resultados que começam a aparecer, mostrar o que queremos desenvolver no ambiente de negócios e startups brasileiro: reduzir a diferença de qualidade no serviço prestado entre as soluções que são ofertadas para as diferentes classes sociais.”

532 Total Views 1 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: