Seleção Draft – Novas tecnologias, novos trabalhos

Luisa Migueres - 13 jul 2016
A expansão da Internet das Coisas depende de profissionais especializados. (Imagem: Tumitu Design - Flickr/ Reprodução)
Luisa Migueres - 13 jul 2016
COMPARTILHE

Novas tecnologias, novos trabalhos
Junto de uma nova geração de tecnologias, há uma busca por profissionais que queiram trabalhar com elas. Ryan Matthew Pierson, no ReadWrite, fala da demanda crescente do mercado por pessoas que capazes de facilitar a expansão da Internet das Coisas. Até mesmo em empresas de outros ramos. Cientistas de dados, desenvolvedores e arquitetos de soluções, engenheiros de software e hardware: todos serão necessários. No link acima, o autor também diz que o timing é bom para criar startups que podem firmar parcerias com grandes companhias, para ajudá-las a implementar a IoT:

“Um jeito fácil de lançar linhas de produtos conectados e ter equipes capacitadas é comprando ambos”

 

Os prós e contras da assinatura
O modelo de assinaturas (baseado na economia da recorrência) é popular entre startups e funciona em muitos casos, como Netflix e Spotify, mas não é para todo mundo. No Harvard Business Review, Robbie Kellman Baxter diz o que separa as empresas que conseguem se firmar com este modelo de negócio das que ficam pelo caminho:

1) Ter certeza de que as pessoas entendem e querem o que você está oferecendo;
2) Identificar as métricas certas para medir seu sucesso;
3) Criar uma cultura de adesão que valorize o relacionamento a longo prazo com o consumidor;
4) Amar mais os assinantes do que o próprio produto.

Leia mais no link acima.

 

Planejamento não é luxo
A parte mais divertida de lançar um negócio, na maioria das vezes, é o lançamento, vê-lo nascer. Mas ter um bom planejamento é o que dá base para que ele cresça. O Mashable publicou uma série de vídeos de entrevistas com empreendedores falando sobre isso. Ele abordam a importância de entender a demanda pelo seu produto e o custo do seu negócio, de saber quando expandir, onde se estabelecer etc. Cada papo traz uma dica, assista no link acima.

 

LeanPlay Brasil
A área criada pela MASISA, empresa que comercializa painéis de madeira, para trabalhar com inovação aberta e intraempreendedorismo abriu hoje as inscrições para seu primeiro programa de aceleração: o LeanPlay Brasil. A ideia do projeto é fomentar a criação de novos negócios e projetos de impacto social e tecnológico. A edição brasileira segue os moldes dos parceiros internacionais e pode ser feita por estudantes, arquitetos, engenheiros, paisagistas e outros profissionais empreendedores. Para se inscrever, acesse o link acima.

684 Total Views 1 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: