Seleção Draft – The Communication (R)Evolution

Kaluan Bernardo - 19 dez 2014 Kaluan Bernardo - 19 dez 2014
COMPARTILHE

Série de entrevistas refletem a revolução na comunicação. Em 2013, o Grupo RBS convidou a cineasta Flavia Moraes para realizar uma investigação sobre o futuro da indústria da comunicação. Durante um ano ela visitou laboratórios de inovação, agências de propaganda, empresas de tecnologia e grandes veículos ao redor do Brasil e do mundo falando com alguns dos maiores especialistas da área.

As entrevistas, com nomes que vão de Ronaldo Lemos a Vint Cerf, foram transformadas em pequenos vídeos que podem ser todos conferidos no site do projeto. Vale separar um tempo e assistir todos, tem muita coisa legal.

 

O que aconteceu quando Marissa Mayer tentou ser Steve Jobs. Nos últimos dois anos, vários dos holofotes no mundo da tecnologia se voltaram a Marissa Mayer, ex-Google que se tornava CEO do Yahoo!, empresa que outrora foi uma das principais de internet, mas começava a ser deixada no tempo.

Essa matéria do The New York Times, que narra toda a trajetória da executiva à frente da companhia, mostra como, no mundo da tecnologia, encontrar a inovação é muito mais do que questão de esforços, criatividade ou contatos. Até o momento, Marissa Mayer está falhando. O problema é que nem todos os CEOs, por mais competentes que sejam, são Steve Jobs. É algo que o professor Aswath Damodran, citado na matéria, resume:

É extremamente perigoso quando empresas focam na exceção ao invés da regra. Para cada Apple, há centenas de empresas que tentaram imitá-la e bateram a cara no chão.

 

O “Vale do Silício mineiro”. Se um dia você quiser comer pão de queijo ou doce de leite enquanto vê o futuro sendo construído, dê uma passada em Santa Rita do Sapucaí. A pequena cidade mineira, com 38 mil habitantes, tem 153 empresas. Desconsiderando as dez de grande porte, o resto são todas pequenas e médias que, só em 2014, geraram receita de R$ 2,7 bilhões.

O Estadão mostra melhor o cenário de uma das cidades onde os investimentos e as empresas crescem acima da média brasileira.
O mentor ideal. John Doerr foi investidor e mentor no Facebook, Google, Amazon, Spotify, Snapchat, e várias outras empresas gigantescas de tecnologia. Mas, mais do que descobrir como ganhar dinheiro, ele tem descoberto como viver a vida e ser um bom pai. Ele descobriu o valor de priorizar o convívio com as pessoas que ama. Marcelo Nakagawa, professor de empreendedorismo, conta a inspiradora história de Doerr nesse texto, que nos faz lembrar o que é que importa na vida, afinal.

Quando fracasso como investidor, eu posso perder algum dinheiro e um pouco de orgulho. Mas se fracasso como pai, eu perco o amor e a convivência que jamais poderá ser recuperado!

 

 

553 Total Views 2 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: