APRESENTA
APRESENTA

Aos 20 anos, a Simpress conta como mantém o espírito de inovação e o apetite para disputar a liderança de novos mercados

Bruna Fontes - 17 nov 2021
Vittorio Danesi, CEO da Simpress: “A inovação incremental aprimora o que já existe. Continuamos desenvolvendo nossa plataforma de negócio para que a nossa oferta seja cada vez mais eficiente.”
Bruna Fontes - 17 nov 2021
COMPARTILHE

Inovação é uma palavra que jamais saiu do vocabulário profissional de Vittorio Danesi, CEO da Simpress, empresa focada em outsourcing de gestão de equipamentos de TI.  Para ele, inovação não se restringe a um novo produto. Aprimorar um processo e oferecer novas soluções para facilitar a vida de seus clientes é como Vittorio pratica a inovação no dia a dia.

“Comecei minha carreira em vendas e acompanhei uma mudança profunda nesse mercado. Antes o hardware dominava a história, mas o foco foi se deslocando, primeiro para os softwares, depois para a internet e hoje para as plataformas desintermediadoras”, conta Vittorio.

Com o tempo, esses recursos tecnológicos foram se popularizando no mundo corporativo, trazendo novas oportunidades de negócios, melhoria de processos e desafios, afirma o CEO.

“As empresas que têm mais sucesso são as que entendem como usar o avanço tecnológico para transformar seus modelos de abordagem de mercado, de oferta de produtos e serviços e de go to market, por exemplo.”

Esse foi o espírito que ele imprimiu à Simpress ao longo dos anos. No início do novo milênio, Vittorio percebeu que a popularização dos ERP iria mudar radicalmente o perfil dos executivos de TI. Para que eles se dedicassem à inteligência de dados, a Simpress surgiu como um parceiro que cuidaria da gestão da infraestrutura de impressão (contamos aqui essa história com detalhes).

Durante quase duas décadas, essa foi a fórmula perfeita para fazer a Simpress crescer e chegar à liderança do mercado de outsourcing de impressão com um market share de 32%. Mas Vittorio não estava satisfeito.

Inovação contínua

Há alguns anos, ele começou a pensar em uma maneira de impulsionar ainda mais o crescimento do negócio. “O outsourcing de impressão é um mercado maduro, com tendência de crescimento moderado em tempos de aceleração digital”, explica. “Mas achei que deveria haver um modo de aproveitar a nossa experiência e a nossa estrutura (comercial, de serviços e logística) para vender algo diferente para os nossos clientes.”

Foi assim que surgiu a ideia de expandir o portfólio de produtos e soluções da companhia com o outsourcing de outros dispositivos: PCs, notebooks, celulares, tablets, impressoras térmicas e coletores de dados. “Era uma solução que poderia ser incorporada à nossa operação e que tinha muita sinergia com os principais diferenciais competitivos da empresa”, lembra Vittorio. “Com um investimento adicional proporcionalmente pequeno, multiplicamos as oportunidades de negócio e exploramos mercados que eram de seis a dez vezes maiores do que o de impressão.”

Em 2019, a empresa se reinventou com o SaaS (Simpress as a Solution), agregando o outsourcing desses equipamentos ao de impressão.

“Não é uma tarefa simples: temos mais de 400 mil equipamentos espalhados pelo país e nossa meta é chegar a 1 milhão em três anos. Precisamos cuidar bem deles na Faria Lima ou nas regiões mais remotas do país.”

Ele estava certo: com a aceleração digital, a escalada do home office e o crescimento exponencial do e-commerce, os clientes logo perceberam os benefícios de contratar esses equipamentos por meio do outsourcing. Nos últimos 12 meses, 58% do crescimento da Simpress veio dessas novas ofertas.

Para Vittorio, existem duas maneiras de pensar em inovação. “Uma é a disruptiva, criar do zero um produto ou serviço que resolva um problema de uma forma inédita. Outra é a inovação incremental, que aprimora o que já existe. Nós continuamos desenvolvendo nossa plataforma de negócio para que a nossa oferta seja cada vez mais eficiente sem deixar de ter um custo atraente para o cliente.”

Lado a lado com as startups

A Simpress, no entanto, não está sozinha para resolver os desafios que vêm pela frente. Desde 2020, a empresa já trabalhava em parceria com startups para buscar soluções inovadoras –tanto que algumas acabaram virando suas fornecedoras.

Em 2021, Vittorio foi além e criou o Simpress Lab, um hub interno focado em inovação e aceleração digital que incentiva startups que atuam com SaaS (software as a service) a criar respostas disruptivas que melhorem a operação do negócio em campos diversos, como experiência do cliente, eficiência em logística e eficiência operacional.

Desde que o Simpress Lab começou, 15 soluções propostas pelas startups foram adotadas para que a empresa se tornasse mais eficiente.

Algumas delas foram uma solução para medir a produtividade do time de TI que estava trabalhando remotamente e outra para automatizar informações de diferentes departamentos e otimizar o atendimento ao cliente.

Para Vittorio, trabalhar com startups é uma jornada que ele define como “aprender a reaprender”. “É uma excelente oportunidade de conhecer de perto esse modelo de negócio e compartilhar com esses empreendedores a minha experiência em gestão. Acredito muito no aprendizado contínuo, e a melhor maneira de acelerar esse processo é estar junto com essa moçada.”

474 Total Views 7 Views Today
APRESENTA
COMPARTILHE
APRESENTA

Confira Também: