SXSW 2015 – o melhor do dia #4

Filipe Callil - 17 mar 2015O Convention Center, principal local de palestras do SXSW, ficou lotado ontem (foto: reprodução internet).
O Convention Center, principal local de palestras do SXSW, ficou lotado ontem (foto: reprodução internet).
Filipe Callil - 17 mar 2015
COMPARTILHE

por Filipe Callil

 

O quarto dia do SXSW 2015 começou quente. Não apenas em função do sol, que apareceu na medida certa, mas também pela programação. Sem dúvida, foi a manhã com as atrações mais relevantes até o momento. Perfeito? Nem tanto. Em festivais como esse não dá para ver tudo, muito menos ir a todos os lugares. Você precisa fazer escolhas. E nem sempre é fácil.

Às 9h30, por exemplo, rolaram dois painéis que me chamaram a atenção: um sobre bitcoins no hotel Hilton de Austin e outro, no Austin Convention Center, sobre a evolução dos Gifs e conteúdos visuais na web. E aí, qual escolher? Acabei optando pelo segundo. Com o título “Behind The GIF: The Future of Online Visual Culture”, o painel contou com a participação de Alex Chung, fundador e CEO da plataforma Giphy. A mesma que, em 2013, permitiu aos usuários do Facebook o uso de imagens animadas (gifs) para se comunicar na rede social.

O empreendedor defendeu a ideia de que, cada vez mais, a comunicação online vai se basear em imagens. Reflexo dos novos moldes sociais que tem trazido um público mais velho e também de quase bebês para a vida digital. É como Chung disse:

“O mundo inteiro entende uma mensagem com apelo visual. Esse é o futuro na internet”

Aproveitei que estava no Austin Convention Center para embalar um workshop que contou com a participação da atriz brasileira Alice Braga. Só que o foco da conversa não era a carreira dela, e sim a de uma outra celebridade: Neymar Jr. O que um tem a ver com o outro? Além de estrelar filmes de Hollywood, Alice é fundadora da produtora audiovisual Losbragas, que dirigiu a série A Vida Fora dos Campos – um retrato da vida do jogador,que ele mesmo decidiu criar para contar sua história sem a interferência dos veículos de comunicação. O conteúdo foi publicado no canal do YouTube do craque e atingiu milhões de visualizações em pouco tempo.

Fachada do Conventiona Center, Austin, no SXSW

Fachada do Convention Center: ontem foi dia de ficar indoors.

Com a ajuda dos sócios Felipe Braga e Rita Moraes, e também do gerente de Marketing do Google Brasil, Rodrigo Abdalla, Alice contou detalhes sobre a produção da série. Para realizá-la, os produtores que trabalharam full time ao lado de Neymar tiveram um desafio: registrar as cenas dos episódios com uma equipe muito pequena que não podia interferir na rotina do jogador. No material, também entraram cenas adicionais registradas pelo próprio ídolo, em seu telefone celular.

O hotel JC Marriot foi palco de outro painel. Dessa vez, ministrado por ex-presidiários e com o nome de “Nós merecemos uma segunda chance”. Este era o foco da discussão que propunha alguns caminhos para recolocar na sociedade as pessoas que ficaram detidas durante anos. Entre os mentores estava o escritor Shaka Senghor, autor de seis livros, que ganhou repercussão nos EUA com a obra Writing My Wrongs (em tradução livre, Escrevendo Meus Erros).

No final da tarde, dei um pique até a Casa Brasil para acompanhar o show da cantora Mariana Aydar. Valeu. Com uma mistura de baião e MPB, a paulistana colocou os gringos para dançar.

Agora preciso voar para mais algumas atrações do SXSW. Relaxa, pois vou contar tudo amanhã. Até lá!

 

Filipe Callil é sócio do ClapMe que também faz parte das 57 empresas brasileiras do SXSW.

 

973 Total Views 2 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: