Tiago Yonamine: como um projeto pessoal no Twitter virou um negócio de sucesso

Joana Andrade - 24 jan 2015 Marcel Ueno e Tiago Yonamine: o Trampos nasceu da vontade de ajudar os amigos – e virou uma referência no recrutamento de talentos para a Comunicação e a Publicidade
Marcel Ueno e Tiago Yonamine: o Trampos nasceu da vontade de ajudar os amigos – e virou uma referência no recrutamento de talentos para a Comunicação e a Publicidade
COMPARTILHE

O Trampos, fundado pelo designer Tiago Yonamine, o Sushi, em 2008, tinha um objetivo: ajudar os amigos a se (re)colocar no mercado de trabalho, em agências de publicidade e empresas de comunicação. Mas logo virou um sucesso e uma referência de mercado. “Acho que até hoje o que fez o Trampos dar tão certo é a linguagem específica que usamos para falar com os profissionais. Todos no Trampos são da área e também já foram candidatos. A gente sabe qual é o nosso público e como falar com ele”, diz Tiago. “Por termos iniciado o projeto sem uma pretensão financeira, as pessoas receberam o trampos de forma muito amigável. A impressão é que nos consideram uma plataforma de serviço feita de ‘brother’ pra brother”.

A ideia surgiu quando Tiago, que atuava como diretor de arte na Espalhe, uma agência de marketing de guerrilha, começou a direcionar suas campanhas para as redes sociais. Como a maioria dos profissionais da área, ele participava de grupos de e-mails que, constantemente, comunicavam as vagas disponíveis no mercado e pediam indicações de profissionais para ocuparem cargos vagos.

“Foi aí que eu pensei: por que não facilitar essa comunicação, e a viralização dessas oportunidades, usando o Twitter?”. Tiago criou o perfil @trampos e, a partir daí, o número de seguidores nunca parou de crescer. Hoje o Trampos conta com quase 300 mil pessoas acompanhando os seguintes perfis: @trampos, @estagios, @tramposfreelas, @tramposTI e @socialtrampos – além de mais de 300 mil membros da fan page no Facebook. “Na época, o Twitter era usado basicamente por pessoas das áreas de Comunicação e Publicidade. Isso fez o @trampos crescer rapidamente. Em pouco tempo, estávamos sendo procurados diretamente pelo RH das empresas”, diz Tiago. O serviço se tornou referência no mercado e começou a se tornar rentável por meio de planos de divulgação de vagas e de anúncios vendidos para as empresas.

A criação do site e a transformação do Trampos em um negócio, porém, aconteceria somente quatro anos depois, em 2012, quando a renda obtida com a atuação nas redes sociais passou a superar o que Tiago ganhava como diretor de arte. “Eu dedicava cerca de 3 horas todos os dias à atualização do Trampos e ganhava a mesma coisa que no meu trabalho. Percebi que se me dedicasse em tempo integral ao Trampos, aquele projeto paralelo podia virar um negócio sustentável. Resolvi então investir na criação do site e pedi demissão para encarar essa nova fase do projeto e da minha vida”, diz ele. Para essa etapa do processo, Tiago convidou o programador Marcel Ueno para cuidar do desenvolvimento do site. O Trampos ganhava um novo sócio. Em outubro de 2014, o negócio recebeu um aporte do fundo de investimentos Evolution Partners.

O Trampos não cobra do candidato o acesso às vagas. O modelo de negócios é a venda, para as empresas, de pacotes de divulgação de vagas que podem variar entre 5 e 20 publicações. Após fecharem a parceria, os recrutadores recebem os dados de acesso à ferramenta e podem gerenciar as posições e o relacionamento com os candidatos. Hoje, são mais de 2 600 empresas anunciantes, entre elas Ambev, Nestlé, Volkswagen, além de 35 das 50 principais agências de publicidade do Brasil.

Também há produtos específicos para candidatos, como a análise de currículos. Nessa opção, os candidatos enviam seus currículos e o Trampos o encaminha aos analistas parceiros, que são membros do RH de grandes empresas das áreas de Comunicação e Publicidade. Em cinco dias, esses profissionais apontam melhorias para os CVs, como clareza das informações, ortografia, criatividade e objetividade. Caso o currículo esteja bem elaborado, é cobrada apenas uma taxa de diagnóstico, no valor de 9,90 reais.

Os candidatos também podem optar pela assinatura premium, que permite que as vagas sejam visualizadas antes da publicação aberta no site. E ainda possibilita que ele veja em tempo real se o recrutador visualizou seu currículo. Atualmente, o Trampos conta com mais de 121 mil candidatos cadastrados, totalizando cerca de 2,7 milhões de portfólios e currículos enviados para as quase 42 mil vagas publicadas em quatro anos de vida do site.

O Trampos também promove workshops com profissionais do mercado e mantém um blog, recém-inaugurado, o Tutano, com conteúdo, dicas, inspirações e troca de experiência sobre o mercado de trabalho.

“O desejo da maioria dos recém-formados é poder trabalhar em uma agência de publicidade ou empresa de comunicação de grande porte”, diz Tiago. “E o mercado era muito fechado, funcionava à base de indicação. O Trampos contribuiu para uma mudança positiva nesse cenário. As vagas que antes eram restritas a alguns poucos indicados hoje foram democratizadas e atingem um número bem maior de profissionais capacitados. Isso só traz benefícios a quem contrata. E também, aos candidatos, claro”.

 

DE EMPREENDEDOR PARA EMPREENDEDOR

 

Que softwares você usa no seu computador pessoal?
A maior parte do meu trabalho é feita na nuvem. Então, os softwares que eu mais utilizo são o Google Chrome, para e-mails e planilhas, o Dropbox, para armazenamento e transferência de arquivos, o Evernote, para anotações em geral, o HipChat, para conversas internas com o nosso time e o Spotify, que sincroniza minhas músicas entre meus dispositivos.

Dica de configuração ou atalho?
O básico, cmd+tab para alternar entre os programas e ctrl+x e ctrl+v para editar textos e organizar arquivos.

Qual a sua opinião sobre cloud computing?
Essencial. No Trampos, tudo está na nuvem.

Como seria o computador dos seus sonhos?
Um computador portátil rápido e, principalmente, leve para que eu consiga transportar facilmente para qualquer lugar.

Quais Apps de produtividade que todo empreendedor devia usar?
Google apps & Evernote.

Quais sites/perfis de negócios e inovação que todo empreendedor devia seguir?
Os que estão nos meus feeds: emarketer, Forbes e Fast Company.

Quais livros de negócio que todos empreendedor devia ler?
Lean Startup, de Eric Ries; Rework, de Jason Fried e Enchantment, de Guy Kawasaki.

Quais ferramentas (planilhas, softwares, hardwares etc) que todo empreendedor deveria ter?
Faço tudo no Google apps.

Eventos de inovação e negócios que todo empreendedor deveria frequentar:
Recentemente, fui a um evento que gostei bastante. o BR New Tech que é uma série de encontros promovida pela Brazil Innovators.

 

AssinaturaHP

 

Com esta série HP/Intel no Draft, vamos falar das ferramentas e tecnologias usadas pelos inovadores. Do lifestyle e dos novos jeitos de trabalhar dos game changers brasileiros. Dos novos espaços de trabalho e dos novos jeitos de gerir dos nossos makers. Do como pensam e como fazem negócios os empreendedores criativos do país.

235 Total Views 1 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: