A Dadivar quer estimular a cultura de doação no país com a ajuda de celebridades

Dani Rosolen - 18 out 2017
COMPARTILHE

Nome:
Dadivar.

O que faz:
É um negócio de impacto social que reúne em uma plataforma personalidades influentes (atores, músicos, atletas etc) dispostas a apoiar causas sociais com campanhas de arrecadação de fundos.

Que problema resolve:
A startup quer estimular a cultura de doação no país.

O que a torna especial:
Segundo Lucas, CEO do negócio, todos os doadores que contribuem com as causas indicadas pelas celebridades concorrem a contrapartidas em companhia da personalidade, como um almoço, uma peça de teatro, uma partida de futebol etc. Além disso, a Dadivar oferece outros serviços para as ONGs apoiadas, como consultorias de impacto social,  legislação do terceiro setor e comunicação.

Modelo de negócio:
Do total das doações arrecadadas, 90% vai para a ONG e os outros 10% são reinvestidos na startup.

Fundação:
Março de 2017.

Sócios:
Lucas Fox — CEO
Alejandro Diaz — CTO
Enzo Celulari — COO
Danilo Tiisel —  Gestor do Fundo Social

Perfil dos fundadores:

Lucas Fox — 20 anos, Rio de Janeiro (RJ) — cursa Inteligência Artificial na Minerva Schools (Califórnia), mas atualmente está com a matrícula trancada. Fundou duas empresas de softwares, a iDO e FazByte.

Alejandro Diaz — 29 anos, Havana (Cuba) é formado em Ciência da Computação pela Faculdade de Havana. Trabalhou no Instituto de Neurociência de Cuba e se  mudou para o Brasil em 2014, quando recebeu uma bolsa de pós-graduação em Inteligência Artificial da PUC-RJ.

Enzo Celulari  — 20 anos, Rio de Janeiro (RJ) — cursa Administração de Empresas na FAAP. É sócio-fundador do e-commerce Claudia Raia Loja.

Danilo Tiisel — 47 anos, São Paulo (SP) — é formado em Direito pela USP e se especializou em legislação para o terceiro setor e desenvolvimento institucional. É membro da Comissão de Terceiro Setor da OAB/SP, conselheiro do Instituto Filantropia e diretor da Social Profit Consultoria.

Como surgiu:
Após vender suas empresas, em novembro do ano passado, Lucas decidiu entrar no mundo dos negócios de impacto social. Nessa época, conheceu Danilo, que se tornou seu mentor, e também reencontrou Enzo, amigo de infância. Juntos, fizeram um brainstorming e tiveram a ideia de utilizar a capacidade de influência das celebridades para fazer o bem. Os outros dois sócios se juntaram ao grupo depois e, em junho deste ano, lançaram com a ajuda de mais de 20 colaboradores voluntários a primeira campanha piloto da Dadivar, estrelada pela atriz Claudia Raia.

Estágio atual:
A startup já lançou quatro campanhas (uma ainda em andamento), com um total de 1 000 doadores, e apoiou as instituições sociais Aldeias Infantis SOS, Retiro dos Artistas e Associação Helena Piccardi de Andrade Silva).

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
Lucas investiu 100 mil reais de recursos próprios e Enzo será o próximo a fazer um aporte com um valor equivalente.

Necessidade de investimento:
Os sócios pretendem captar pelo menos 1 milhão de reais no ano que vem para desenvolver outros produtos e serviços da Dadivar.

Mercado e concorrentes:
“Enxergamos o país repleto de problemas políticos e econômicos. Ao analisar tal cenário e nos depararmos com grande parte da população em extrema necessidade, nos vimos na obrigação de fazer a diferença, revolucionando o mercado de doações no Brasil”, conta Lucas. Ele afirma que a empresa não possui concorrentes.

Maiores desafios:
“Nosso objetivo é tornar todos os 1 000 usuários pagantes em doadores recorrentes de nossas campanhas”, diz o CEO.

Faturamento:
A previsão é fechar o primeiro ano em 400 mil reais (no mínimo, 360 mil direcionados às instituições e, no máximo, 40 mil reais para suprir os custos da plataforma).

Previsão de break-even:
Final de 2018.

Visão de futuro:
“Queremos que a Dadivar se torne uma referência no mercado de negócios sociais no Brasil e um veículo de transformação cultural. Além disso, entraremos em outros mercados utilizando o diferencial competitivo social, como o de eventos de música e licenciamento de produtos de softwares para os fãs de celebridades com parte do lucro revertido para causas”, afirma Lucas.

 

Onde encontrar:
Site
Contato

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para [email protected] e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

124 Total Views 1 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: