A 120CAR conecta lojistas de automóveis a consumidores com estratégias personalizadas

Dani Rosolen - 26 jan 2021 Dani Rosolen - 26 jan 2021
COMPARTILHE

Nome:
120CAR.

O que faz:
É uma plataforma que conecta lojistas de automóveis seminovos e usados a consumidores finais de forma personalizada.

Que problema resolve:
Busca resolver a falta de uma estratégia personalizada e de presença digital nas vendas de carros.

O que a torna especial:
Segundo os sócios, por ser um processo personalizado os lojistas conquistam uma maior presença digital, aumentando a visibilidade dos seus anúncios e impactando maior volume de clientes com real potencial de compra.

Modelo de negócio:
A 120CAR lucra com uma assinatura paga mensalmente pelos lojistas para utilizar a plataforma.

Fundação:
Maio de 2020.

Sócios:
Paulo Barreto — CEO e fundador
Lizt Chopin — Cofundador

Fundadores:

Paulo Barreto — 32 anos, Marabá (PA) — cursa Engenharia Automotiva no Senai. Fundou a NLP Digital e foi diretor de marketing do grupo Makre atacarejo.

Lizt Chopin — 26 anos, Londrina (PR) — é formado em Design Motion pela Univille. Trabalhou na Design Inverso e fundou a Checkpoint.

Como surgiu:
Os sócios contam que a ideia surgiu da necessidade que notaram do mercado durante a pandemia de aproximar os lojistas dos consumidores sem precisar da presença do cliente nas lojas físicas, aumentando assim as chances de vendas.

Estágio atual:
A sede da 120CAR fica em Palhoça (SC). Hoje são cerca de 60 lojistas e 10 mil usuários da plataforma. São gerados mais de 20 leads diários.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
O investimento inicial foi de 15 mil reais na primeira fase. Na segunda, que se inicia em fevereiro, será aportado mais 10 mil reais. E na terceira fase, serão 20 mil reais.

Necessidade de investimento:
A startup quer captar 300 mil reais para investir em inteligência artificial e machine learning garantindo a melhoria contínua da experiência não só do usuário comprador como dos clientes lojistas.

Mercado e concorrentes:
“Antes da pandemia, cerca de 17 milhões de veículos eram comercializados anualmente. No pós-pandemia, estima-se que o mercado retome com mais fôlego e aumente esse número, com o crescimento de compras online”, diz Paulo. Existem plataformas com a mesma proposta como a Carflix e a Carupi.

Maiores desafios:
“Atrair a confiança de lojistas para a plataforma.”

Faturamento:
Em média, 38 mil reais mensais.

Previsão de break-even:
Nos próximos seis meses.

Visão de futuro:
“Hoje mais de 80% das compras de carros se iniciam no digital e são concluídas no offline. Queremos a médio e longo prazo atingir a compra 100% online. Para isso, vamos investir em inteligência artificial a fim de melhor a experiência de visualização do produto na plataforma pelo consumidor”, conta o CEO.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

768 Total Views 2 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: