A Beaver extrai informações de documentos desestruturados por meio de AI e machine learning

Dani Rosolen - 21 jul 2020
COMPARTILHE

Nome:
Beaver.

O que faz:
É uma plataforma de leitura e extração de dados de documentos desestruturados por meio de machine learning e inteligência artificial.

Que problema resolve:
O processamento de documentos é uma etapa custosa, demorada e repetitiva de processos como auditorias e due-diligence de carteiras de imóveis, cadastro e onboarding de novos clientes, entre outros. A partir da extração de dados, a startup acelera a esteira de trabalho de tarefas repetitivas e busca evidenciar dados existentes nas empresas, mas que se encontram subutilizados.

O que a torna especial:
De acordo com os sócios, o diferencial da empresa é possuir sistemas de software de inteligência artificial e de machine learning desenvolvidos para o mercado imobiliário, que hoje atua nesses processos majoritariamente de forma manual.

Modelo de negócio:
Lucra com o ganho de escala proporcionado pela aceleração do processo de análise de documentos.

Fundação:
Junho de 2017.

Sócios:
Rogério Bromfmam Cofundador e responsável pelo desenvolvimento de tecnologia
Alessandro Allodi Cofundador e responsável pelo desenvolvimento de negócios.

Fundadores:

Rogério Bromfmam — 47 anos, São Paulo (SP) é mestre em Finanças pela London Business School. Tem experiência anterior no mercado financeiro, em bancos e fundos de investimentos, com passagem pelo WestLB, Standard Bank e Sagitta.

Alessandro Allodi — 47 anos, São José dos Campos (SP) é formado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas. Tem passagem pela Capitania Invest e SG Realty e Bloomberg TV.

Como surgiu:
A Beaver começou como um marketplace diversificado para o mercado imobiliário. Na sua primeira pivotada, focou em um dos produtos desse marketplace: a negociação de recebíveis imobiliários. A proposta nessa fase da empresa era criar uma listagem de diversas carteiras de recebíveis imobiliários e analisar a carteira automaticamente. Um dos features dessas esteiras de validação de carteiras era a extração de informações relevantes de documentos desestruturados. No momento em que os sócios foram ao mercado para validar a tese, perceberam um interesse muito maior por esse feature específico do que pelo processo de automação da esteira de emissão de recebíveis imobiliários. Daí, veio a segunda pivotada da empresa, e o momento em que se encontra hoje.

Estágio atual:
A startup faz parte da Fisher Venture Builder, ecossistema de inovação que cria soluções, conecta empresas e compartilha conhecimento. Está em fase de MVP, com dois funcionários e os dois sócios-fundadores atuando na operação.

Aceleração:
Está em busca de aceleração.

Investimento recebido:
Não teve.

Necessidade de investimento:
Os sócios querem captar entre 1 milhão e 3,6 milhões de reais.

Mercado e concorrentes:
“Entendemos o mercado de extração de dados de documentos desestruturados como uma grande oportunidade, pois ainda existem poucas empresas especializadas nesse assunto e há uma demanda crescente. O processo de transformação digital, que irá se acelerar a partir de agora, é mais um um fator de oportunidade. Além disso, o Brasil é um dos países que ainda é mais deficitário nesta frente de negócios”, afirma Rogério. Ele cita como concorrentes a LegAut, Noveo, Docket.

Maiores desafios:
“Atualmente, este mercado está passando por um processo de construção. Por conta disso, há ainda pouca oferta de mão de obra qualificada (o que aumenta o preço e dificulta contratações). Também existe um obstáculo cultural: preconceitos com relação às técnicas de inteligência artificial. Por exemplo, a de que pessoas perderão seus empregos, quando na verdade, a tendência é de que as pessoas no mercado de trabalho passem a ter mais qualificações e diferentes graus de profissionalização”, diz Alessandro.

Faturamento:
60 mil reais (em 2019).

Previsão de break-even:
2021.

Visão de futuro:
“O mercado de análise de documentos é um mercado bilionário, e a incorporação de tecnologia nesses processos de análise é capaz de capturar grande parte desse valor de mercado, bem como de criar novas frentes de criação de valor. Queremos que a Beaver seja vista como uma das líderes do mercado de NLP no Brasil, e que isso se reflita em nosso share de mercado.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

1391 Total Views 9 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: