A Mobees usa painéis LED sobre carros de aplicativo de corridas para veicular propagandas

Dani Rosolen - 13 ago 2020
COMPARTILHE

Nome:
Mobees.

O que faz:
É uma plataforma de mídia exterior digital para carros de aplicativos com sistema de painéis LED que podem ser aplicados sobre o teto dos veículos.

Que problema resolve:
Para os motoristas, permite uma renda extra por meio da transmissão de anúncios geolocalizados enquanto circulam pela cidade. Para as marcas, oferece a possibilidade de alcançarem os consumidores nas ruas, mas com a mesma experiência que elas se acostumaram no marketing digital: múltiplas opções, hipersegmentada, real time, com maior mensuração de resultados e otimização do orçamento e da estratégia de veiculação ao longo da campanha.

O que a torna especial:
Segundo os sócios, a startup está criando uma inovadora plataforma de mídia digital em escala. “Queremos entregar o valor que Facebook e Google entregam para anunciantes no mundo online, só que nas ruas, com conceitos inovadores, como DOOH (Digital Out Of Home) móvel usando os carros de aplicativos, mídia exterior programática, hipersegmentada e democratizada, uso de informações públicas para condicionar a veiculação dos anúncios, relatórios de dados reais de audiência, IoT para acesso remoto aos displays e IoT para coleta de dados sobre mobilidade e infraestrutura urbana.”

Modelo de negócio:
A Mobees monetiza seu negócio com anunciantes e paga até 1.000 reais de comissão para os motoristas. A venda direta dos espaço é feita para as grandes marcas e construção de relacionamento com as principais agências combinados com um modelo de auto-serviço via plataforma programática.

Fundação:
2019, mas a operação começou em 2020.

Sócios:
Fábio Barcellos CEO 
Flávia Coelho CMO
José Lyra JúniorCTO

Fundadores:

Fábio Barcellos — 47 anos, Rio de Janeiro (RJ) é mestre em Administração pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e bacharelado em Economia pela UFRJ. É fundador e CEO da Affero Lab.

Flávia Coelho — 35 anos, Rio de Janeiro (RJ) é formada em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, com MBA em Gestão de Marketing pela mesma instituição e especialização em Facilitação de Processos de Design pela Hyper Island (Estocolmo). Foi gerente de produtos e inovação da Affero Lab.

José Lyra Júnior — 47 anos, Rio de Janeiro (RJ) é mestre em Engenharia Elétrica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, com especialização em Negócios pelo MIT Sloan. Tem passagem por empresas como Vale e Accenture.

Como surgiu:
Os fundadores contam que estavam no processo de validação de um business plan para uma outra ideia, que também tinha a ver com renda extra e mobilidade, mas em um marketplace, sem relação com mídia. No entanto, ela não foi validada. Tempos depois, Fábio foi a um evento de sinalização em Las Vegas ajudar um amigo a validar um novo produto para outra startup e voltou com a proposta de desenvolver um app que ajudaria trabalhadores informais a conseguir renda extra para andarem a pé pela cidade (em rotas pré-definidas) vestindo outdoors digitais conectados na internet. Houve uma tentativa de validação da ideia com anunciantes, mas sem sucesso. A Mobees, então, é a pivotagem dessa ideia.

Estágio atual:
A startup está sediada em Botafogo, Rio de Janeiro, com dez colaboradores incluindo os fundadores. “A Mobees começou com 100 carros no Rio e tem planos de expansão ainda este ano para incluir novos motoristas que aguardam em uma fila com cerca de 10 mil interessados para  ingressar na plataforma”, diz Fábio.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
Recentemente a Mobees recebeu um investimento de 5 milhões de reais em uma rodada liderada pelo Canary que contou com aporte do fundo Norte Capital e também com a participação de anjos do iFood, Rappi, Volanty, 99, BizCapital, Yellow e Hashdex.

Necessidade de investimento:
Não busca.

Mercado e concorrentes:
“O mercado brasileiro de mídia OOH (Out Of Home) é maior que 1 bilhão de dólares por ano, cresce rapidamente e o DOOH (Digital Out of Home) promete ser a estrela que vai promover uma grande mudança no setor. Como nativos digitais, acreditamos que a Mobees reúne as capacidades para ocupar um lugar de destaque e impulsionar essa transformação”, afirma Fábio. Ele diz que no formato da Mobees não há outra atuando no Brasil. “Mas no OOH, de maneira, geral temos Elemidia/Eletromidia, JC Decaux, Clear Channel, Ótima e Kallas.”

Maiores desafios:
“Nos posicionarmos nas principais capitais e centros urbanos que reúnem a maior parte da população brasileira, as maiores fatias do bolo publicitário e que apresentam boa densidade demográfica.”

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Primeiro trimestre de 2021.

Visão de futuro:
“Queremos ser reconhecidos como o Facebook da mídia exterior e ser o principal player na América Latina”, conta o CEO.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

2052 Total Views 2 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: