Ainda existe um gap de gênero no ecossistema empreendedor. Saiba como a the new squad quer resolver essa questão

Dani Rosolen - 5 abr 2023 Dani Rosolen - 5 abr 2023
COMPARTILHE

Nome:
the new squad (TNS).

O que faz:
É um hub que busca acelerar marcas e negócios digitais idealizados por mulheres.

Que problema resolve:
Fortalece o empreendedorismo feminino, apoiando fundadoras e intraempreendedoras, que recebem menos incentivos no ecossistema empreendedor, ainda muito machista. Segundo o Female Founders Report 2021 (estudo do Distrito, com a Endeavor e a B2Mamy), apenas 4,7% das startups brasileiras foram fundadas exclusivamente por mulheres.

O que a torna especial:
De acordo com a fundadora, o que torna a the new squad especial é sua atuação de forma sistêmica com o objetivo de atingir todo o ecossistema. “Na comunidade, atuamos com relationship builder: oferecemos eventos de relacionamento, plataforma de conteúdo, clube de benefícios etc. Além disso, oferecemos o Shop TNS, uma loja exclusiva com produtos da the new squad para gerar senso de pertencimento, sendo que 100% do lucro é revertido para ações que fortaleçam a comunidade. No corporate, atuamos com Open Innovation e capacitação direcionada à transformação digital, liderança e intraempreendedorismo feminino, de acordo com as diretrizes de ESG.”

Modelo de negócio:
Para as fundadoras, a startup oferece suas soluções como membership. No B2B, os serviços são monetizados via programa de Open Innovation. 

Fundação:
Julho de 2022.

Sócias:
Francieli Balem – CEO e fundadora
Leonora Ventures – Venture Builder

Fundadora:

Francieli Balem — mestre em Inovação pela Universidade Federal de Santa Catarina, é formada em Design Industrial pela Universidade do Oeste de Santa Catarina, com especialização em Gestão de Design pela Universidade Federal de Santa Catarina e MBA em TrendsInnovation , Innovation & Future pelo Ecossistema Inova. Atuou como agente de inovação no Sebrae-SC, no Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina, na Softplan, entre outras empresas e instituições. É avaliadora de inovação da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ).

Como surgiu:
A ideia surgiu quando Francieli percebeu uma carência de movimentos relacionados ao tema se comparado a outros países. Após estudar o mercado e ouvir as dores das female founders no Brasil, ela entendeu que era a hora de criar um movimento direcionado ao desenvolvimento e fortalecimento dessas mulheres. “Hoje, tratamos a nossa causa como uma oportunidade única de contribuir para um mundo mais igualitário, justo e que proporcione a geração de negócios para as empreendedoras da nossa comunidade.”

Estágio atual:
Com um workspace físico na VipOffice, em São Paulo, e uma plataforma digital, a the new squad conta com mais de 500 fundadoras, investidoras e executivas em sua rede.

Aceleração:
É acelerada pela Lenora Ventures.

Investimento recebido:
Startup boostraping, 100% do capital foi investido pela própria fundadora.

Necessidade de investimento:
A the new squad está em fase de validação do modelo de negócios para, posteriormente, buscar investimento.

Mercado e concorrentes:
“Segundo o IBGE, as mulheres representam 51,1% da população do país, sendo que 38% delas ocupam cargos de liderança (Grant Thornton), 16% fazem parte de conselhos (KPMG), 10,1% são investidoras-anjo (Anjos do Brasil) e 9,8% são fundadoras de startups (Abstartups). A iniciativa está alinhada com a meta de Igualdade de Gênero dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, promovendo o crescimento sustentável global até 2030, incentivando mulheres a liderar, empreender e protagonizar seus negócios. Assim como outras comunidades, temos o intuito genuíno de gerar impacto social e fortalecer as mulheres que fazem parte de nosso ecossistema.”

Maiores desafios:
“Atualmente, precisamos fortalecer e engajar a nossa rede, além de testar nossas soluções visando encontrar o marketfit.”

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Em seis meses.

Visão de futuro:
“Ser um hub referência no fortalecimento das females founders e intraempreendedoras, visando a geração de negócios em todo o ecossistema.”

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

COMPARTILHE

Confira Também: