Asaas, uma startup que quer facilitar cobranças para autônomos

Luisa Migueres - 25 set 2015 Luisa Migueres - 25 set 2015
COMPARTILHE

Nome:
Asaas.

O que faz:
A empresa recebe aplicações para emissão de cobranças por boleto bancário e cartão de crédito.

Que problema resolve:
Automatiza a gestão de cobranças e o recebimento de valores para MEIs e microempresas.

O que torna a especial:
Os autônomos e MEIs podem utilizar a ferramenta sem contratos com bancos ou carteiras de cobrança. Qualquer empresa ou profissional liberal pode gerar cobranças para seus clientes, sem burocracias nem custo para emissão.

Modelo de negócio:
Caso o cliente receba cobranças, a Asaas desconta taxas de acordo com o meio de pagamento: 6,96 reais para boleto, depósito ou transferência, e 4,99% para operações realizadas por cartão de crédito.

Fundação:
Dezembro de 2013.

Sócios:
Piero Contezini — CEO
Diego Contezini — CMO
Fernando Chagas — CTO
Jeferson Kortbein — CFO

Perfil dos fundadores:
Piero Contezini — 32 anos, Joinville (SC) — iniciou sua carreira aos 16 anos na área de consultoria e segurança da informação, trabalhou com desenvolvimento de novas tecnologias, desenvolvimento de jogos, é fundador da Informant, co-fundou a ContaAzul, acelerada pela 500 Startups no Vale do Silício. Hoje além de ser o CEO do Asaas, atua como mentor de negócios e tecnologia em algumas startups de sucesso como GuiaBolso e Motoboy.com.

Diego Contezini — 30 anos, Joinville (SC) — formado em Webdesign e Programação na UniSul e pós-graduado em Gestão de Produtos pela FGV. Trabalhou com programação por mais de 10 anos, também é co-fundador Informant, investidor da ContaAzul e hoje cuida do growth hacking da ASAAS. 

Fernando Chagas — 28 anos, Toledo (PR) — formado em Ciências da Computação pela Fasul. Foi analista de sistemas Java da Informant antes de se tornar CTO da Asaas.

Jeferson Kortbein — 36 anos, Joinville (SC) — formado em Administração pela Universidade de Joinville. Foi Gerente de Negócios do Bradesco durante 12 anos antes de se tornar CFO da Asaas.

Como surgiu:
“Em 2011, resolvi vender serviço autônomo para diversas empresas que pediam apoio na área de software. Passado algum tempo, percebi que minha secretária passava mais tempo ligando e cobrando meus clientes — a maioria amigos — do que tratando dos diversos assuntos que eram sua responsabilidade. Ali nasceu o Asaas”, diz o CEO, que transformou sua demanda pessoal o objetivo da startup.

Estágio atual:
Opera num escritório em Joinville com 21 colaboradores.

Aceleração:
Não buscam.

Investimento recebido:
Os aportes aprovados foram 1,6 milhão de reais na rodada anjo série A e 2 milhões do Fundo CVentures Primes.

Necessidade de investimento:
A série B será feita ainda em 2015, mas não há quantia informada.

Mercado e concorrentes:
Ferramentas como Paypal e PagSeguro são consideradas concorrentes, mas o negócio da Asaas se assemelha mais ao da Fortunus e ZeroPaper.

Maiores desafios:
Consolidar a empresa como maior provedora de serviços financeiros de cash management para microempreendedores individuais e microempresas.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Agosto de 2016.

Visão de futuro:
A da Asaas é se consolidar como o maior player da América Latina no segmento de Cash Management para MEIs até 2025.

Onde encontrar:
Site
Contato

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

5053 Total Views 3 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: