Biz.u, a startup que busca um processo seletivo mais certeiro

Luisa Migueres - 22 dez 2015 Luisa Migueres - 22 dez 2015
COMPARTILHE

Nome:
Biz.u.

O que faz:
A startup criou uma plataforma que ajuda empresas na busca por candidatos. Ela usa uma metodologia própria para que o início do processo seletivo seja mais eficiente, com filtros de análise pessoal.

Que problema resolve:
O objetivo da Biz.u é transformar o processo seletivo tradicional, que se baseia em filtros técnicos e pode acabar apontando candidatos que não se encaixam com o trabalho anunciado, e descartando outros que podem se identificar mais com o perfil da empresa.

O que a torna especial:
O método criado pela Biz.u combina o modelo BigFive da psicologia, com arquétipos de Jung de personalidade e cultura organizacional. Ele serve para alinhar a personalidade e os interesses do candidato à empresa que procura preencher uma vaga.

Modelo de negócio:
A plataforma é gratuita para candidatos e Freemium para as empresas. Durante o primeiro mês, essas empresas têm 30 dias de teste gratuitos, e depois a mensalidade passa a custar 269 reais (para anunciar vagas ilimitadas).

Fundação:
Maio de 2015.

Sócios:
Fellipe Bazillio – CEO
Rafael Chaves – CFO
Wagner Andrade – CMO
Thiago Araújo – CTO

Perfil dos fundadores:

Fellipe Bazillio – 26 anos, Rio de Janeiro (RJ) – formado em Economia pela PUC-Rio. Trabalhou com planejamento no Grupo Technos, é co-fundador do Espaço Viva e decidiu empreender em 2013, com a criação da Biz.u.

Rafael Chaves – 33 anos, Rio de Janeiro (RJ) – formado em Administração pela PUC-Rio, com mestrado pela IAG PUC-Rio. Trabalhou na Equity Capital Partners, na Light e When You Wish Brasil, plataforma de crowdfunding com base em Los Angeles.

Wagner Andrade – 35 anos, Rio de Janeiro (RJ) – formado em Publicidade pela Universidade Gama Filho. Trabalhou com planejamento e novos negócios na Agência Traço, foi sócio e diretor da Agência Devolve, além de diretor e coordenador de comunicação da Oficina do Parque, iniciativa sem fins lucrativos.

Como surgiu:
Os três fundadores se conheceram em um curso de inovação, negócios de impacto e valor compartilhado, no Rio de Janeiro. Ao fim desse curso, que propunha um trabalho de conclusão, eles se juntaram para criar um projeto que focasse na insatisfação das pessoas com seus trabalhos. Com a ideia desenvolvida, o trio foi selecionado como a melhor equipe. Em seguida, decidiram se inscrever para o Startup Rio, onde foram selecionado e tiveram treinamento do Google para Startups, Empretec, e puderam aprimorar o projeto que seria a Biz.u.

Estágio atual:
A empresa opera de um espaço de coworking em Botafogo, no Rio de Janeiro. Hoje, a plataforma conta com 10 mil pessoas cadastradas, além de 40 empresas, que já anunciaram mais de 50 vagas.

Aceleração:
Tiveram uma etapa de aceleração no Startup Rio e agora estão incubados na Arca Urbana.

Investimento recebido:
A primeira rodada foi no Startup Rio, de aproximadamente 70 mil reais. A segunda, com um investidor-anjo, foi de cerca de 300 mil reais.

Necessidade de investimento:
Estão em fase de estudos para definir a próxima rodada.

Mercado e concorrentes:
“Enxergamos parcerias como algo muito positivo se os dois lados pensam em um processo de ganha-ganha”, diz Felipe, sobre o que diferencia a Biz.u de seus concorrentes. Sites como Vagas.com e Catho atuam no mesmo nicho, mas de formas diferentes. A 99jobs é um dos players mais novos no mercado.

Maiores desafios:
Felipe diz que hoje a empresa quer ser reconhecida não só como uma plataforma, mas como sistema de integração: “Ainda temos aderência online de PMEs e startups, e offline de grandes empresas. Sempre estamos em modelo de Lean Startup, validando nossos MVPs e testando nossas soluções no mercado”.

Visão de futuro:
A startup vai lançar produtos novos no início do ano que vem, e tem planos de expansão pelo Brasil, e depois para outras países em 2017. “Nosso maior desafio é mudar o cenário de desconexão entre pessoas e seus trabalhos. Queremos dar fim a expressão ‘pega e larga’ em relação ao emprego”, diz Felipe.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

2280 Total Views 2 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: