Com a W3lcome, a empresa contratante gerencia todas as visitas que passam por sua recepção

Dani Rosolen - 26 nov 2019
COMPARTILHE

Nome:
W3lcome.

O que faz:
É um software de gerenciamento de visitas por iPad para recepções de empresas.

Que problema resolve:
Ajuda recepcionistas e anfitriões e corporações e prédios comerciais , possibilitando um atendimento mais rápido (sem que eles precisem acessar antigos livros de registros) e oferece maior vazão para horários de pico.

O que a torna especial:
Fornece o nome, foto, assinatura e todas as informações que a empresa deseja coletar do seu visitante, seguindoas normas da LGPD.

Modelo de negócio:
A W3lcome opera no modelo SaaS, com assinatura mensal de R$ 349 ou R$ 849, dependendo do plano.

Fundação:
Agosto de 2018.

Sócios:
Gabriel Gratival — CEO
Alisson Enz — CTO
Lucas Cotta — Cofundador

Fundadores:

Gabriel Gratival — 28 anos, Capão Bonito (SP) — ingressou, mas não chegou ao fim do curso de Engenharia de Produção na Universidade Estadual de Maringá. Como participando do programa Ciência sem Fronteiras com a classificação de non-degree program, cursou matérias de mestrado e PhD na Wayne State University (Detroit). É cofundador da Cotival Solutions e diretor de aceleração da Evoa Aceleradora.

Alisson Enz — 26 anos, Apucarana (PR) — está com o curso de Engenharia da Computação trancado na Universidade Estadual de Maringá. Como participando do programa Ciência sem Fronteiras, estudou Ciência da Computação na  University of Missouri-Kansas City. Teve passagem por empresas como Rotaract e Cotival Solutions

Como surgiu:
Gabriel conta que os sócios estavam em uma imersão no Vale do Silício e viram a ideia de um empresa que oferecia um serviço semelhante. “Ficamos com aquilo na cabeça até decidirmos fundar a nossa própria startup para oferecer aquela experiência também no mercado brasileiro”, diz.

Estágio atual:
A W3lcome tem 1 900 usuário na plataforma em mais de 30 grandes empresas. A startup fica sediada no coworking, em Maringá, e conta com um time de oito pessoas.

Aceleração:
A empresa dez parte do primeiro ciclo de aceleração da Evoa, aceleradora sem fins lucrativos de Maringá.

Investimento recebido:
Os sócios investiram R$ 100 mil no negócio.

Necessidade de investimento:
Querem captar R$ 400 mil para impulsionar vendas e investimento em marketing.

Mercado e concorrentes:
Gabriel cita como concorrentes a Envoy e a Proxy Click.

Maiores desafios:
O CEO aponta como principal desafio contratar uma equipe de “classe mundial”.

Faturamento:
R$ 40 mil (2019)

Previsão de break-even:
Já foi atingido em maio deste ano.

Visão de futuro:
“Vamos ser a empresa ícone quando se fala em experiência de usuário para visitas. Acreditamos que esse mercado pode não ser o mais sexy do momento, mas as oportunidades são imensas”, diz o CEO.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

130 Total Views 1 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: