Custa caro fazer terapia? A Start Insight oferece sessões online a preço acessível

Dani Rosolen - 12 nov 2020
COMPARTILHE

Nome:
Start Insight.

O que faz:
É uma plataforma de terapia online a preço social, conectando psicólogos a pacientes por meio da tecnologia.

Que problema resolve:
Busca promover a democratização do acesso à terapia.

O que a torna especial:
Segundo os sócios, o diferencial da Start Insight é o impacto social que a empresa provoca, com consultas a baixo custo. De acordo com os fundadores, as mensalidades para esse tipo de atendimento costumam variar entre 200  a 1.000 reais, enquanto a plataforma cobra 59,99 reais por consulta. “Nosso propósito é tornar a saúde mental acessível a todos. O principal diferencial dessa para outras plataformas de terapia e também de planos de saúde é a ausência de mensalidade para paciente e psicólogos. Sem contar que não há limite de sessões por paciente nem aquele tempo reduzido de consulta pela metade, comparando com planos.”

Modelo de negócio:
O paciente paga 59,99 reais por consulta e 83% fica com o psicólogo ou a psicóloga.

Fundação:
Agosto de 2020.

Sócios:
Caroline Macarini — Cofundadora
Luanna Cristina Batista de Souza — Cofundadora
Weber Balduino dos Santos Júnior — Cofundador

Fundadores:

Caroline Macarini — 32 anos, São Paulo (SP) — é formada em Psicologia Clínica e Organizacional pela Universidade Anhembi Morumbi. Tem passagem por empresas como Europa Service, Habib’s, World Work, Construtora Tenda e Liq. Atua como psicóloga na CM Saúde Mental e Desenvolvimento.

Luanna Cristina Batista de Souza — 30 anos, Rio de Janeiro (RJ) — é formada em Processos Gerenciais pela Universidade Castelo Branco, com especialização em Análise Comportamental e Professional e Self Coaching pelo Instituto Brasileiro de Coaching. Trabalhou na ELFE e na TOTVS.

Weber Balduino dos Santos Júnior — 29 anos, Goiânia (GO) — é formado em Administração de Empresas pelo Centro Universitário Alves Faria, com especialização em Controladora e Finanças pela Universidade Federal de Goiás. Trabalhou em empresas como Grupo GSA, HP Transportes Coletivos, Grupo WRR e Pronutrition.

Como surgiu:
A Start Insight nasceu durante uma conversa no intervalo de descanso de trabalho entre as duas sócias Caroline e Luanna. Ambas contam que dividiam a angústia e indignação de ver tantos profissionais passando por burnout no ambiente de trabalho sem tratamento adequado ou suporte. Elas citam que fatores como falta de dinheiro, oportunidades acessíveis de tratamento e falta de tempo eram impeditivos para as pessoas buscarem por suporte psicológico. Entendendo que havia uma grande demanda devido ao sofrimento psicólogo da população, dividiram o desejo de criar uma solução para resolver esse problema e, hoje, seguem com mais um sócio, Weber Balduino, no comando da Start Insight.

Estágio atual:
Na plataforma estão cadastrados mais de 400 usuários e 350 psicólogos em 15 estados do Brasil e fora do Brasil.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
Os sócios investiram 100 mil reais para criar a Start Insight.

Necessidade de investimento:
Querem captar 500 mil reais para investir em marketing e em tecnologia e assim aprimorar a plataforma.

Mercado e concorrentes:
“O Brasil é recordista em ansiedade segundo a OMS: 18,6 milhões de pessoas no território nacional sofrem de ansiedade e 86% dos brasileiros sofrem de algum transtorno psicológico. Estudos recentes já apontam impactos negativos em nossa saúde mental devido à crise social vivenciada pela Covid-19. Em pleno 2020, ainda temos empresas acreditando que a saúde mental dos trabalhadores não é prioridade, sendo hoje uma das principais causas de afastamentos e improdutividade. Muitas pessoas ainda não procuram por tratamento, pois acreditam que é inacessível, caro e só para quem tem dinheiro. Viemos pra mudar isso, para que todos tenham acesso”, afirma Caroline. Como concorrentes, ela cita: Vittude, Zenklub e Psicologia Viva.

Maiores desafios:
O maior desafio, segundo Caroline, é a divulgação da plataforma para o público final e para as empresas conhecerem o o modelo da startup.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Deve alcançar o break-even quando conseguir atingir 8 mil consultas mensais realizadas pela plataforma.

Visão de futuro:
“Queremos ser a plataforma que torna o tratamento psicológico acessível para todas as pessoas, em todo o Brasil. Acreditamos que as teleconsultas ainda vão passar por muitas evoluções e ainda há muita oportunidade inexplorada. Hoje nós estamos nos posicionando no B2C, deixando de obter lucros significativos para proporcionar uma plataforma acessível para a sociedade e completa em termos de gestão dos atendimentos para o psicólogo. Mas no futuro queremos nos posicionar cada vez melhor no B2B, ampliando esse acesso para empresas que querem oferecer melhores condições emocionais aos seus colaboradores.”

Onde encontrar:
Site
Contato

 

1498 Total Views 7 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: