A Joinkey conecta e consolida contas de diversas maquininhas em uma única plataforma

Dani Rosolen - 11 jun 2020
COMPARTILHE

Nome:
Joinkey.

O que faz:
É uma plataforma de gestão de vendas e recebíveis.

Que problema resolve:
Unifica e gerencia as transações eletrônicas em cartão de débito e crédito, vouchers, app de delivery e wallets em um único lugar, fornecendo informações analíticas e conciliando com as vendas realizadas.

O que a torna especial:
De acordo com os fundadores, a fintech oferece um consultor digital que auxilia os donos de estabelecimento na aferição de recebimento das empresas de cartões, analisa as melhores taxas de mercado e fornece rankings das maquininhas, gráficos e análise do consumidor .

Modelo de negócio:
O serviço é oferecido, em uma primeira fase, gratuitamente para captar e fidelizar estabelecimentos comerciais.

Fundação:
Março de 2020.

Sócios:
Claudio Dias CEO e cofundador
Rafael Moris CIO e cofundador

Fundadores:

Claudio Dias — 52 anos, São Paulo (SP) é formado em Matemática e Gestão Empresarial pela FGV. É fundador da GoPay, no segmento mobile payment, vendida para o Grupo Getnet em 2013.

Rafael Moris — 30 anos, São José dos Campos (SP) — é formado em Ciência da Computação e Desenvolvimento Mobile pelo Mackenzie. Trabalhou na IBM e na Apple.

Como surgiu:
A empresa surgiu da experiência do CEO no mercado de payments. Claudio diz que sabia das dificuldades que os estabelecimentos encontram em controlar suas vendas. A intenção era automatizar o processo e criar uma plataforma tecnológica que possibilitasse a consolidação de forma online e real time. A ideia foi concretizada quando o sócio se uniu a Rafael, com experiência técnica e digital para tangibilizar e criar toda a arquitetura da plataforma.

Estágio atual:
Em um mês, a fintech contabilizou mais de 5 mil downloads e 500 usuários ativos

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
Os sócios investimento 1 milhão de reais de recursos próprios  e receberam 1,5 milhão de reais da PagoLIvre, que também disponibilizou sua estrutura corporativa.

Necessidade de investimento:
Os fundadores querem captar 5 milhões de reais para alavancagem comercial, marketing e tecnologia.

Mercado e concorrentes:
“A dificuldade dos estabelecimentos é  consolidar e conciliar os recebimentos de várias maquininhas e ainda conferir o depósito de suas vendas. A Joinkey ajuda neste processo de forma simples e rápida e prática.”

Maiores desafios:
“Nosso maior desafio nesse momento é a captação de clientes. Para isso, criamos um conceito de parceria de negócios, em que fazemos parcerias corporativas para alavancagem em conjunto”, afirma o CEO.

Faturamento:
Ainda não fatura.

Previsão de break-even:
Primeiro semestre de 2021.

Visão de futuro:
“No primeiro ano, a Joinkey projeta alcançar mais de 100 mil clientes ativos. Além disso, a perspectiva é atingir todas as regiões do país já no segundo ano e ser a maior empresa de gestão de vendas e recebíveis totalmente online internacionalizando a solução em cinco anos.”

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

889 Total Views 2 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: