Lejour, um aplicativo social para casamentos

Luisa Migueres - 16 set 2015 Luisa Migueres - 16 set 2015
COMPARTILHE

Nome:
Lejour.

O que faz:
Oferece uma plataforma web e mobile para casamentos, onde os casais podem criar o evento, interagir com os convidados antes da cerimônia, e alimentar uma linha do tempo com fotos e mensagens. O serviço premium permite a publicação de vídeos, fazer listas de presentes, fazer download da fotos postadas em alta resolução e ter acesso a benefícios como compra dos produtos da lista pelo celular. Também mostra as fotos tiradas na festa em um telão durante o evento.

Que problema resolve:
O formato de rede social faz com que os noivos possam ter acesso a tudo que lhes interessa em uma plataforma mais interativa que sites de casamento. Para quem não quer compartilhar informações relacionadas ao casamento em outras redes, a opção garante mais privacidade necessária, pois o compartilhamento de informações acontece somente entre noivos e convidados. O serviço também torna a lista de casamento mais eficiente, por cruzar informações entre os dois lados, e sugerir presentes que podem ser comprados em lojas parceiras.

O que torna especial:
“As soluções disponíveis aos noivos de hoje são pouco interativas”, diz Rodrigo Mestres, um dos sócios. Por isso, a ideia da Lejour é envolver os noivos do início ao fim, desde o dia do pedido até o pós-cerimônia.

Modelo de negócio:
Por enquanto, faturaram em vendas de produtos como mini-álbuns das melhores fotos tiradas na festa. A partir de agora, que fecharam acordos com lojas parceiras e cobram 14, 90 reais pelo plano cadastro premium, com ferramentas adicionais.

Fundação:
Setembro de 2014.

Sócios:

Rodrigo Mestres – CEO
Guilherme Hilsdorf – CPO
Vinicius Hilsdorf – COO
Julian Monteiro – CTO

Perfil dos fundadores:

Rodrigo Mestres – 35 anos, São Paulo (SP) – formado em Administração na UNIP. Trabalhou durante 10 anos no Banco Safra, foi Diretor de Operações da Reed Bros e co-fundou o aplicativo Onthehive.

Guilherme Hilsdorf – 26 anos, São Paulo (SP) – formado em Marketing na ESPM. É co-fundador da 2U Eventos e da StartApps, trabalhou como Analista de Marketing na Unilever e consultor na Thymus Branding.

Vinicius Hilsdorf – 27 anos, São Paulo (SP) – formado em Marketing na Anhembi Morumbi e Administração na FECAP. É sócio da 2U Eventos e co-fundador da StartApps. Também foi Diretor de Vendas da Koktail Eventos.

Julian Monteiro – 36 anos, São Paulo (SP) – formado em Ciência da Computação pela USP e tem PhD pela Université de Nice-Sophia Antipolis, da França. Foi desenvolvedor de softwares do Buscapé, Aberium Systems, liderou pesquisas nas MAPS S.A. e Citatti Tecnologia. Também é co-fundador da Scipopulis.

Como surgiu:
A ideia da Lejour nasceu de uma demanda que Rodrigo e Julian, amigos de longa data, identificaram quando ainda operavam no aplicativo Onthehive, que exibia no telão de festas fotos do evento por geolocalização. Na época, o Instagram ainda não era usado no Brasil e o Facebook não oferecia a especificidade buscada pelos sócios. Com o tempo, noivas passaram a pedir para que a plataforma tivesse funcionalidades para casamento, como um espaço para compartilhar fotos desde o cabeleireiro, sem precisar postar no Facebook para todos os contatos. Após uma pesquisa com 1500 noivas, o aplicativo surgiu e incorporou funções de linha de tempo e lista de presentes.

Estágio atual:
Hoje, a rede social tem aproximadamente 20 mil noivos cadastrados e opera em um escritório na Zona Oeste de São Paulo. Foram finalistas da Startup Brasil em 2014, com a Aceleratech.

Aceleração:
Não buscam.

Investimento recebido:
Não informado. Até hoje, usaram verba de um investir anjo.

Necessidade de investimento:
Planejam uma nova rodada de investimentos CID para 2016.

Mercado e concorrentes:
No mobile, a empresa não encontra concorrência direta, nos mesmos moldes de app social. A Agrid, por exemplo, atua como ferramenta de busca de melhores preços para compras de casamento. Na web, sites como iCasei, ProntoCasei e Casare oferecem ferramentas semelhantes.

Maiores desafios:
Depois de investir no engajamento em seu primeiro ano de existiência, a empresa agora pretende faturar com a venda de produtos das listas de casamento pela plataforma. Os noivos poderão receber os presentes por ela, além de cotas de vestido. Também planejam criar um martket place para fornecedores, oferecendo opções que vão de acordo com os interesses dos noivos.

Faturamento:
Previsão de 500 mil reais em 2015 e 2 milhões de reais em 2016.

Previsão de break-even:
Segundo semestre de 2016.

Visão de futuro:
Se tornar um “Facebook de casamentos”, uma referência para acompanhar todos os processos do pré e pós-casamento.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

COMPARTILHE

Confira Também: