O Guiavet conecta tutores a empresas do setor pet, ajudando a manter a saúde e o bem-estar dos bichinhos em dia

Dani Rosolen - 12 jul 2022 Dani Rosolen - 12 jul 2022
COMPARTILHE

Nome:
Guiavet.

O que faz:
É um marketplace focado na saúde e bem-estar de cães e gatos, conectando tutores a empresas do setor pet.

Que problema resolve:
A startup otimiza o dia a dia dos tutores de pet, gerenciando o calendário vacinal e demais controles da saúde preventiva, oferece orientações e telemedicina gratuitas, além de reunir serviços de consultas, banho e tosa e indicar as melhores ofertas em parceiros. Também automatiza processos de forma inteligente, tornando-se um canal de vendas e gerando demanda qualificada para pet shops, clínicas veterinárias e demais empresas do segmento.

O que a torna especial:
Segundo os fundadores, o que torna o Guiavet especial é trazer inteligência de dados e automação para facilitar e melhorar o cuidado da saúde dos pets. De acordo com eles, essa inteligência é capaz de direcionar bem as demandas e necessidade de consultas e até oferecer produtos que façam sentido para cada pet.

Modelo de negócio:
O modelo de negócio da empresa é o marketplace, ou seja, o Guiavet ganha uma porcentagem por cada transação feita pela sua plataforma.

Fundação:
A fundação foi em outubro de 2021 e o lançamento em novembro.

Sócios:
Gabriela Mendes CEO e cofundadora
Filipe Miranda — CTO e cofundador

Fundadores:

Gabriela Mendes 35 anos, Belo Horizonte (MG) — é formada em Design Gráfico pela FUMEC (Fundação Mineira de Educação de Cultura). Cofundou a Strider e fundou a Mobilet.

Filipe Miranda — 33 anos, Belo Horizonte (MG) — é formado em Sistemas de informação pela PUC Minas Gerais. Foi CTO da Ecobonuz e desenvolvedor em empresas como Konkix Mobile e Getrak.com.

Como surgiu:
Gabriela conta que desde pequena convive com animais e presenciou muito a rotina de clínicas e pet shops porque sua mãe é veterinária. Depois de empreender a Strider, agtech que foi adquirida pela Syngenta em 2018, ela começou a se atualizar e percebeu o quanto o mercado pet havia amadurecido. Assim, decidiu fundar o Guiavet. “Foi o timing perfeito para a oferta que criamos: gestão da saúde online é uma ferramenta poderosa, que gera demanda de serviços e produtos para nossas empresas parceiras”, afirma.

Estágio atual:
O Guiavet tem um escritório em Belo Horizonte, porém conta com funcionários em diversas partes do Brasil, seguindo o modelo de trabalho remote first. São dez pessoas na equipe, mas o plano é chegar a 30 até o fim do ano. Atualmente, 8 mil usuários estão cadastrados na plataforma e a empresa espera oferecer atendimento para mais de 20 mil pets ainda este ano.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
Gabriela investiu 500 mil reais para começar empresa, que acaba de captar 6,5 milhões de reais em uma rodada liderada pela Astella.

Necessidade de investimento:
Como acabaram de captar o aporte com a Astella, por enquanto os sócios não buscam novos investimentos.

Mercado e concorrentes:
“O mercado tem amadurecido bastante em relação ao cuidado da saúde dos pets. É o que notamos com alguns players apostando em planos de saúde, por exemplo, coisa que não era comum no Brasil. Outras tendências são a busca pela alimentação natural e o aumento da longevidade dos pets, o que impacta diretamente no consumo e desenvolvimento de tecnologias conectadas à saúde. Para a Guiavet, é o cenário ideal para a consolidação da nossa plataforma”, afirma Gabriela. Ela aponta como concorrentes indiretos os planos de saúde pet.

Maiores desafios:
“O desafio é oferecer atenção completa regionalizada, o que envolve credenciar diversos tipos de serviços e produtos em cada cidade em que trabalhamos. Apesar de hoje termos tutores e empresas de várias partes do Brasil, estamos focando mais em Minas Gerais, começando por Belo Horizonte. Nós somos bastante criteriosos com os profissionais e empresas que trazemos, queremos uma atenção e qualidade de excelência.”

Faturamento:
O Guiavet começou a cobrar pelo serviço em maio, então o faturamento ainda não é expressivo.

Previsão de break-even:
2023.

Visão de futuro:
“Nossa visão de futuro é oferecer aos tutores e aos seus pets cada vez mais previsibilidade, conveniência e suporte nos cuidados do dia a dia, por meio de ferramentas de telemedicina e de conteúdos direcionados e personalizados para cada um deles, além de rede credenciada de parceiros com serviços de saúde e outros mais direcionados”, diz a CEO.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

735 Total Views 2 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: