A Mini Bee tem um serviço de delivery de roupas e acessórios para bebês

Luisa Migueres - 18 jul 2016 Luisa Migueres - 18 jul 2016
COMPARTILHE

Nome:
Mini Bee.

O que faz:
A startup tem um sistema de delivery personalizado de produtos e acessórios para bebês de até 18 meses. O consumidor faz um pedido por WhatsApp e recebe uma mala em casa, mas só vê os produtos na hora da entrega. A própria Mini Bee faz a curadoria das peças, de acordo com o perfil da pessoa que pede e do bebê.

Que problema resolve:
As compras se tornam mais fáceis para os pais, que encontram no site uma variedade grande de roupas e acessórios. Isso evita que eles tenham que visitar várias lojas físicas até encontrar tudo o que precisam.

O que a torna especial:
A empresa conta com uma curadoria de estilo para a escolha dos fornecedores e das peças. Além da mala personalizada, o cliente recebe uma bolsa para que se desfaça de peças que possam ser úteis para outras crianças. “Retiramos e entregamos em uma instituição carente de São Paulo e ainda oferecemos 10% de desconto na próxima compra”, diz a co-fundadora, Sabrina Neufeld.

Modelo de negócio:
A empresa tem um estoque com os produtos selecionados, escolhidos a partir de fornecedores. Durante a venda, a Mini Bee embute a sua porcentagem de lucro sobre os produtos.

Fundação:
Outubro de 2015.

Sócios:
Sabrina Neufeld – Diretora de Compras e Estilo
Fabiano Bitencourt – Diretor de Operações e Expansão

Perfil dos fundadores:

Sabrina Neufeld – 35 anos, São Paulo (SP) – formada em Publicidade, com especialização em Design de Tipologia pela University of the Arts London. Foi diretora de arte na OWL Comunicação, designer na 100% Design e diretora de arte na Café Comunicação.

Fabiano Bitencourt – 37 anos, Cruzeiro (SP) – formado em Publicidade, com MBA em Gestão Econômica e Estratégica de Negócios pela FGV. Antes da Mini Bee, foi diretor de arte e planejamento da OWL Comunicação, coordenador de desenvolvimento na Business in the Community (em Londres), e diretor de planejamento na Café Comunicação e Tagawa Propaganda.

Como surgiu:
“Sempre quis incluir a moda na minha vida, mas de uma forma diferente. Quando o nosso filho nasceu, há 18 meses, tivemos certeza que este era um serviço necessário e que podia ajudar muitos pais”, conta Sabrina, que é casada com Fabiano. Depois de 10 anos trabalhando na mesma empresa, ela foi mandada embora e aproveitou a oportunidade para fundar a Mini Bee.

Estágio atual:
O casal tem um escritório em casa e se dedica integralmente à empresa. Atualmente, eles contam com cinco pessoas na equipe, dentre logística, financeiro e comunicação/marketing. Há mais de 350 clientes cadastrados na plataforma e, segundo os sócios, a cada mês surgem, em média, mais 50 novos. Por enquanto, o serviço de pacotes personalizados Mini Bee é oferecido em alguns bairros de São Paulo, mas o envio de peças avulsas é feito para todo o Brasil.

Aceleração:
Há planos para buscar.

Investimento recebido:
Os sócios receberam um empréstimo de 16 mil reais.

Necessidade de investimento:
Ainda não há necessidade.

Mercado e concorrentes:
“A ideia é nova e, pelo que pesquisamos, e não há um concorrente direto em São Paulo que atenda o mesmo público. A Reserva Mini oferece algo parecido, mas apenas no Rio de Janeiro”, diz Sabrina. Para ela, a saída para se destacar é investir na curadoria das peças. “Hoje, o nosso cuidado em todas as etapas – que começa com o contato com o cliente – é o que vem chamando a atenção.”

Maiores desafios:
Conseguir atender toda a demanda do site. “Crescemos de forma muito rápida, mas organizada. Hoje, muitas pessoas nos procuram fora da nossa área de entrega, inclusive de fora de São Paulo, e infelizmente ainda não conseguimos atender”, diz Fabiano.

Faturamento:
Ainda não foi fechado. Até outubro, os sócios projetam um faturamento de 180 mil reais.

Previsão de break-even:
Em um ano.

Visão de futuro:
“Queremos expandir o serviço de malinha personalizada para todo o país e abrir novos canais de venda, mantendo sempre a curadoria de estilo”, diz Fabiano.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para [email protected] e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

1264 Total Views 1 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: