APRESENTA

Realizado online, programa de inovação aberta da BRF procura parceiros para solucionar 12 desafios da empresa

Cláudia de Castro Lima - 18 Maio 2020
Liderado pelo time de inovação da gigante de alimentos, o Programa de Desafios tem inscrições abertas até 31 de maio e busca startups e pesquisadores em diversas áreas (Foto: Annie Spratt/Unsplash)
COMPARTILHE

Dias depois de lançar seu Programa de Desafios, em 16 de março último, a BRF deparou-se com o imponderável: a pandemia mundial do novo coronavírus.

A iniciativa, na qual a gigante alimentícia procura startups, scale-ups e pesquisadores com soluções para alguns dos desafios que enfrenta, estava planejada para acontecer presencialmente. Prazos e estrutura foram revistos. Agora 100% virtual, o programa estendeu suas inscrições até o dia 31 de maio.

Se por um lado a crise obrigou o BrfHub, braço de inovação aberta da BRF que lidera a iniciativa, a reformular esses pontos, por outro lado fez aumentar ainda mais a relevância do evento. Afinal, uma empresa de alimentos não pode parar.

Desafios reais em quatro áreas

Maior produtora de proteína animal e maior exportadora de aves do país, a BRF é uma gigante que enfrenta uma série de desafios para colocar seu portfólio de mais de 4 mil produtos nas casas de seus consumidores em mais de 140 países.

São 12 os desafios estratégicos para os quais a empresa procura soluções por meio de seu programa de inovação aberta – todos eles estão disponíveis no site do BrfHub. “Os desafios estão em diversos temas, incluindo Logística, Big Data, Vendas, Qualidade e P&D” explica Stephanie Blum, gerente de Inovação da BRF e responsável pelo BrfHub. “O evento é uma oportunidade para startups, scale-ups e pesquisadores apresentarem suas tecnologias e conectarem-se a uma das maiores empresas alimentícias do mundo.”

Você sabe quais são os desafios? Conheça-os aqui e inscreva sua startup!

Tecnologias que aumentem a velocidade do descongelamento de alimentos, por exemplo, estão entre as soluções que a companhia espera que vá surgir. Sistemas inteligentes de rotas de entregas ou para reabastecimento de clientes, entre outros, também estão sendo procurados.

“Existe ainda a possibilidade de parceiros cadastrarem suas ideias/tecnologias em nossa plataforma mesmo que não se encaixem em nenhum dos desafios”, diz Stephanie.

“O BrfHub mantém essas informações em sua base de dados para entrar em contato com startups quando surgir algum desafio correspondente.”

A abrangência de um programa online

Foto: William Iven/Unsplash

Como agora o Programa de Desafios vai acontecer online, com videoconferências, lives e plataformas que possibilitam gerenciamento de projetos, a barreira geográfica deixa de ser um impedimento. Startups, scale-ups e grupos de pesquisa que tenham soluções de ponta podem estar em qualquer estado do país – ou até mesmo fora dele. “Possuímos um site para atrair, inclusive, parceiros internacionais”, conta Stephanie.

Aproveite a oportunidade para inscrever sua empresa!

“O foco principal do Programa de Desafios é a otimização e a digitalização de processos, uma necessidade que se intensifica durante e após a pandemia”, afirma Giovanna Rovella, especialista em inovação do BrfHub. Entre os inscritos até o momento, Giovanna destaca “as startups e pequenas empresas, com bom nível de maturidade de negócio, especialmente da área de SaaS, software as a service”.

“O restante da programação para definição dos parceiros se mantém inalterada: teremos os pitch days e os bootcamps, tudo online”, afirma Giovanna.

“Com relação à fase final de projetos-piloto, executados anteriormente nas instalações da BRF, serão avaliados os casos em seja necessário estar presencialmente nas operações ou fábricas da companhia, conforme as recomendações de segurança vigentes no momento e indicadas pelas autoridades como Organização Mundial da Saúde e Ministério da Saúde.”

Benefícios nas duas pontas

“Poder usufruir de alguns dos principais ativos da BRF é o maior benefício dos inscritos no Programa de Desafios”, afirma Giovanna. Entre eles:

  • Amplo campo de aplicação de tecnologias: a BRF tem uma cadeia produtiva viva e verticalizada, que vai do campo à mesa, ou seja, do agronegócio até o consumidor final.
  • Trabalhar com marcas líderes de mercado: Sadia, Perdigão e Qualy, com seus 4 mil produtos no portfólio, são icônicas e têm mais de 80 de reconhecimento.
  • Mentoria de um time experiente de especialistas: os projetos-piloto serão debatidos com uma equipe de executivos e pesquisadores especialistas em diversas áreas.
  • Alcance de mercado internacional: a BRF tem 40 centros de distribuição próprios no mundo e está presente em mais de 140 países.

O Programa de Desafios do BrfHub está alinhado ao plano estratégico da companhia de incentivo e investimento em inovação. “Ele tem como objetivo acelerar os caminhos para implementação de novas tecnologias na empresa, além de aumentar as possibilidades de desenvolvimento de novos negócios”, afirma a especialista.

Que tal desenvolver sua solução junto da BrfHub? Aproveite agora, antes que as inscrições se encerrem!

4649 Total Views 28 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: