Precisa levar uma pessoa idosa da família ao médico, à academia ou ao mercado? A Vô Contigo cuida do transporte para você

Dani Rosolen - 10 fev 2022 Dani Rosolen - 10 fev 2022
COMPARTILHE

Nome:
Vô Contigo.

O que faz:
É uma empresa de transporte de Cuiabá com foco em pessoas idosas.

Que problema resolve:
Para os idosos, que enfrentam redução da mobilidade e muitas vezes insegurança e sentimento de exclusão, o negócio oferece mais liberdade com uma oportunidade de locomoção segura e humanizada. Para os filhos destes idosos, é uma alternativa para os momentos em que não conseguem dar conta das demandas na rotina com seus pais.

O que a torna especial:
Segundo a fundadora, o propósito que o negócio tem com uma causa e o fato de atacar um problema crônico e invisível — o sentimento de exclusão dos idosos — torna a Vô Contigo especial.

Modelo de negócio:
A startup cobra um percentual (25%) das corridas que intermedia. Atualmente, o negócio oferece aos clientes três opções de serviços: corridas avulsas (para deslocamentos pontuais); pacotes mensais (para deslocamentos rotineiros, como ir ao pilates, hemodiálise ou academia); e o Concierge (acompanhamento da pessoa idosa em suas atividades de rotina, seja ir ao médico, mercado ou mesmo dar uma voltinha por aí). 

Fundação:
Março de 2020.

Sócia:
Ivonete Guarino — Fundadora

Fundadora:

Ivonete Guarino — 34 anos, Cuiabá (MT) — é formada em Ciências Contábeis pela UFMT. Começou a empreender como revendedora de cosméticos, trabalhou na K. Stern e atuou no controle de Patrimônio e Custos na Bom Futuro, além de trabalhar oito anos como consultora autônoma.

Como surgiu:
Ivonete diz que sempre se incomodou muito com a forma como a sociedade lida com a pessoa idosa. Mas uma dor pessoal impulsionou ainda mais este olhar atento a esse público: “Além de ter pais idosos, cuidei de minha sogra com Alzheimer por mais de dois anos em estado vegetativo”, diz. Ela sempre teve o desejo de empreender em algo que fosse sustentável no decorrer do tempo e que estivesse alinhado com seus valores pessoais e a ficha só caiu quando uma amiga lhe perguntou se já tinha pensando em fazer algo para idosos. “Todas as peças se encaixaram perfeitamente e assim nasceu a Vô Contigo.” As primeiras validações aconteceram com conversas informais e, após 45 dias da modelagem de negócios com o Sebrae/MT, Ivonete foi para a rua ser a motorista de idosos. “Consegui atender clientes e testar os três serviços que ofereço hoje.” 

Estágio atual:
A Vô Contigo tem 38 motoristas cadastrados, 20 validados por avaliação psicológica e 36 clientes, em Cuiabá. Hoje, os atendimento são agendados previamente por ligação ou WhatsApp e todo o cálculo e controles são realizados por meio de planilhas de Excel. Além da fundadora, o negócio conta com duas colaboradoras voluntárias.

Aceleração:
A Vô Contigo já passou por cinco acelerações em 16 meses: StartUp MT, Pulse (B2Mamy), InovAtiva, Distrito e BlackRocks.

Investimento recebido:
A fundadora investiu 7 mil reais para começar a empresa.

Necessidade de investimento:
“Estamos em negociação com um investidor-anjo. Pedimos 400 mil reais para implementarmos um MVP tecnológico e começarmos a nos estruturar para tracionar.”

Mercado e concorrentes:
“Considero o mercado altamente promissor, tanto do ponto de vista da mobilidade quanto da Economia Prateada. Hoje, o mercado de mobilidade é responsável por quase um sexto de todas as atividades econômicas desenvolvidas no mundo, o que faz dele o setor individual que mais contribui para o PIB Global. E este mercado deve crescer 75% até 2030 e se tornar responsável por 1/5 do PIB Global. No Brasil, são mais de 34 milhões de idosos, e em 2050, seremos o 6º país mais velho do mundo, com 68,1 milhões de pessoas idosas. Temos uma geração que envelhece com mais saúde e dinheiro para gastar. Sozinhos, os prateados já movimentam mais de 7 trilhões de dólares (o que os torna a 3ª maior economia do mundo)”, afirma Ivonete. Ela cita como concorrentes a Eu Vô, a Nonni Car e a Senior Concierge (todos com atuação restrita a São Paulo no momento. Como concorrentes indiretos, ela aponta o Uber e outros apps de mobilidade, transporte público e até mesmo os filhos dos idosos.

Maiores desafios:
“Ser uma founder solo. Às vezes é bem difícil não ter com quem dividir as dores. Considero o universo das startups muito intimidador para mulheres, em especial quando se é negra. Inserir tecnologia na operação e ficar ‘contando moedas’ para gerir o negócio também são grandes desafios.”

Faturamento:
5.300 reais mensais.

Previsão de break-even:
“Com uma operação extremamente enxuta, já atingimos o break-even. Com a previsão de aporte e posterior investimento em tecnologia, time e marketing, a estimativa é que atinjamos novamente o break-even em 12 meses”, diz a fundadora.

Visão de futuro:
“A Vô Contigo nasceu para ser global. Queremos nos tornar referência no assunto do envelhecimento e humanização do atendimento à pessoa idosa. Desejamos ser um agente de transformação em como a sociedade lida com os idosos. Acredito muito que uma sociedade melhor para os idosos será uma sociedade melhor para todos. Então, quanto mais gente conseguirmos impactar com o nosso propósito, melhor será”, conta Ivonete. 

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

492 Total Views 5 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: