Viu uma foto de uma roupa e achou bonita? A Twiggy te ajuda a achar uma peça similar em lojas parceiras

Dani Rosolen - 27 set 2022 Dani Rosolen - 27 set 2022
COMPARTILHE

Nome:
Twiggy.

O que faz:
É um aplicativo de busca inteligente de roupas que, com base em fotos que o usuário carrega em um “closet virtual”, consegue encontra peças semelhantes à venda em marcas parceiras.

Que problema resolve:
Facilita a vida do usuário na hora de montar seu guarda-roupa e agiliza suas compras.

O que a torna especial:
Segundo os fundadores, a tecnologia e a comunidade da startup são o que tornam o negócio especial.

Modelo de negócio:
A Twiggy cobra das marcas para colocar seu motor de buscas dentro do site delas e também cobra um plano de assinatura para que elas tenham acesso às análises das buscas feitas pelo usuário, como peças de roupas, paleta de cores, tamanhos etc.

Fundação:
Setembro de 2021.

Sócios:
Ian Cenci Oliveira — Cofundador
Ariadne Alcântara — Cofundadora
Murilo Costa — Cofundador

Fundadores:

Ian Cenci Oliveira — 23 anos, São Paulo (SP) é formado em Marketing pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Trabalhou em empresas como Platform Builders, The Bakery e Wozz.

Ariadne Alcântara — 24 anos, Santos (SP) é formada em Tecnologia da Informação pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo – IFSP. Trabalhou em empresas como Atomic Solutions, everis, Platform Builders e Wozz.

Murilo Costa — 23 anos, São Paulo (SP) tem formação técnica em Mecatrônica. Fundou a Spark Consultoria e trabalha na Platform Builders.   

Como surgiu:
Murilo conta que os três sócios trabalharam juntos por três anos em uma software house em projetos voltados a retail antes de ter a ideia da Twiggy. Como já tinham experiência nesta área, quando decidiram empreender juntos, analisaram todos os problemas que viram neste mercado. “Concluímos que a maioria deles acontece porque as marcas não conhecem de fato para quem estão vendendo e a ideia da Twiggy surgiu quando descobrimos o conceito de ‘Snap&Find’, que basicamente é a busca por foto. Decidimos, então, montar o closet virtual com base nessa tecnologia”, diz o empreendedor.

Estágio atual:
A Twiggy tem escritório em São Paulo, cerca de 6 mil de usuários no aplicativo e mais de 50 marcas parceiras.

Aceleração:
A startup está sendo acelerada pela WOW.

Investimento recebido:
A Twiggy recebeu aportes da WOW e da Bossa Nova Investimentos, totalizando 600 mil reais.

Necessidade de investimento:
“Temos planos para realizar a próxima rodada já no início de 2023 para crescermos o time e investirmos em tecnologia. Estamos projetando captar 10 milhões de reais em um valuation futuro de 50 milhões de reais”, afirma Murilo.

Mercado e concorrentes:
“Vemos um mercado muito aquecido para novas tecnologias, principalmente após o fenômeno TikTok, que fez as tendências de moda durarem no máximo um mês; antes o prazo era de três a seis meses, pelo menos”, diz Murilo. Ele cita como concorrentes globais as plataformas Syte, Algolia e Sizebay.

Maiores desafios:
“Criar uma social commerce que tenha engajamento de marcas e pessoas que curtam se vestir bem.”

Faturamento:
15 mil reais mensais.

Previsão de break-even:
Maio de 2023.

Visão de futuro:
“Criar e potencializar um social commerce e fomentar um autenticador de estilo que seja como uma chave única sobre cada usuário, facilitando a jornada de compra em qualquer loja, sabendo dimensões, caimentos e cores de preferência dos próprios usuários.”

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

288 Total Views 2 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: