A Buscoterapia nasceu durante a pandemia para facilitar o atendimento psicoterapêutico

Dani Rosolen - 7 out 2021 Dani Rosolen - 7 out 2021
COMPARTILHE

Nome:
Buscoterapia.

O que faz:
É uma plataforma de atendimento online e presencial que busca conectar profissionais da saúde mental a possíveis pacientes em todo território nacional. 

Que problema resolve:
Para os psicólogos, possibilita que esses profissionais se insiram no mercado de trabalho com mais facilidade e baixo investimento na comparação com um consultório tradicional. Para os pacientes, facilita o acesso à terapia qualificada com valor mais acessível.

O que a torna especial:
Segundo os sócios, a Buscoterapia oferece aos profissionais da saúde mental um consultório virtual completo com agenda unificada, controle financeiro, marketplace, prontuário eletrônico, tudo em acordo com a LGPD. Já para os pacientes, há a garantia de atendimento virtual de qualidade usando vídeo dentro da plataforma e em total segurança, além da possibilidade de busca de atendimento presencial através de geolocalização. Além disso, a startup oferece às empresas uma solução para promover melhora no clima organizacional, aumento de performance, auxílio na gestão de conflitos, diminuição de ansiedade e estresse, visando melhora na qualidade de vida dos colaboradores.

Modelo de negócio:
O modelo de negócio da empresa está atrelado ao custo operacional do marketplace, que cobra uma taxa administrativa do paciente pelo uso da ferramenta. A startup também ganha com planos mensais cobrados dos profissionais que utilizam a plataforma e com projetos especiais customizados para empresas.

Fundação:
Fevereiro de 2020.

Sócios:
Flavio Vaz de Oliveira — Diretor Comercial
Fabio Yamazaki — Diretor de Novos Negócios
Henrique Albanese — Diretor de Tecnologia Especialista em Desenvolvimento de plataforma Microsoft, Análise de Banco de Dados
Diego Papai — Diretor de Marketing

Fundadores:

Flavio Vaz de Oliveira 46 anos, São Paulo (SP) é formado em  Psicologia pela UNIP. Atua como psicólogo clínico de orientação Psicanalítica Winnicottiana há 11 anos.

Fabio dos Santos Yamazaki 37 anos, São Paulo (SP) é formado em Sistema da Informação pela FICS e pós graduado em ciência de dados pela FIAP. É especialista em cyber-security, atuando há mais de 20 em projetos de tecnologia, tendo participado de projetos em empresas como Itaú, Exame e 3M. Atua também em consultorias para fintechs realizando adequações de cibersegurança e compliance para LGPD.

Henrique Albanese — 28 anos, São Paulo (SP) é formado em Ciência da Computação pela Universidade Anhembi Morumbi. Foi fundador da Albatech.

Diego Papai — 37 anos, São Paulo (SP) — é empresário da área de tecnologia e atua há 20 anos em negócios com ênfase em marketing, novas oportunidades, banco de dados e business intelligence.

Como surgiu:
Segundo Flavio, a ideia surgiu após perceber que alguns amigos que moravam em locais menores não tinham a possibilidade de fazer terapia porque em suas cidades não havia profissionais capacitados a realizar os atendimentos. Ele comentou sobre essa questão com Fabio, que já é um empresário na área da tecnologia, e eles decidiram montar a plataforma Buscoterapia para tentar conectar essas pessoas a profissionais qualificados. “A proposta ganhou proporção com o início da pandemia pela necessidade de acolhimento que a população desenvolveu por conta do isolamento social e os males que isso proporcionou. Fizemos uma campanha nacional pelo Instagram e trouxemos alguns psicólogos voluntários para atender pela plataforma. Nessa campanha, realizamos mais de 5 mil atendimentos gratuitos em todo o território nacional”, conta Flavio.

Estágio atual:
O Buscoterapia tem escritório em São Paulo. A plataforma conta com 84 pacientes e 35 psicólogos ativos.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
Os sócios investiram 470 mil reais no negócio.

Necessidade de investimento:
Futuramente, os empreendedores pensam em captar investimentos para alavancar o marketing e o comercial da empresa, mas ainda não definiram valores de aportes.

Mercado e concorrentes:
“A área da saúde mental ainda é pouquíssimo explorada e a promoção de saúde nesse contexto está em evidência por conta da pandemia. O mercado está em total expansão e tem muito espaço para crescimento”, afirma Flavio. Ele cita como concorrentes diretos as plataformas Psicologia Viva,  ZenklubVittude.

Maiores desafios:
“Por ser uma empresa nova caminhando para o seu segundo ano, sendo que o primeiro ano foi dedicado exclusivamente para o atendimento social, o grande desafio é divulgar ainda mais a marca.”

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Não informado.

Visão de futuro:
“Tornar-se referência como plataforma tecnológica que proporciona segurança e confiabilidade para quem busca a melhor qualidade de vida através da saúde mental.”

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

155 Total Views 1 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: