A insurtech Emotion Seguros permite que o segurado guarde suas lembranças para serem partilhadas com quem fica

Dani Rosolen - 28 set 2021 Dani Rosolen - 28 set 2021
COMPARTILHE

Nome:
Emotion Seguros.

O que faz:
É uma insurtech que oferece a possibilidade do segurado registrar sua herança emocional.

Que problema resolve:
Além de todas as questões pertinentes a uma seguradora tradicional, como planejamento sucessório, blindagem patrimonial e indenização financeira, com a plataforma Stories, a startup cuida da parte emocional de quem fica, permitindo que o segurado guarde mensagens, declarações, histórias, conselhos, fotos, vídeos, receitas e assim por diante, para que os beneficiários desfrutem de uma determinada reserva financeira, mas também de uma reserva afetiva inestimável.

O que a torna especial:
Segundo os sócios, o que torna a Emotion especial é inspirar as pessoas a celebrarem e eternizarem suas histórias de vida. Outros diferenciais da seguradora é ser 100% digital, oferecer um segurol calculado por segundo, em que o segurado paga somente pelo que usar.

Modelo de negócio:
Trabalha com a venda de coberturas e com a venda do serviço no modelo B2C e B2B2C.

Fundação:
Em outubro de 2020, a startup foi selecionada no sandbox da Susep. Em dezembro foi constituída e em fevereiro foi autorizada pela Susep a operar como seguradora no regime especial do sandbox.

Sócios:
Wladimir Chinchio — CEO
Valdemir Navarro — CTO

Fundadores:

Wladimir Chinchio — 41 anos, São Paulo (SP) — é formado em Administração pela Universidade Anhembi Morumbi. Realizou projetos de inovação para grandes seguradoras como Itaú Seguros, Bradesco Seguros, Mapfre, Cardif, AIG Seguros, AXA Seguros. É sócio-fundador da Vayon Insurance Solutions.

Valdemir Navarro —  54 anos, São Paulo (SP) — é formado em Tecnologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Realizou projetos de inovação para empresas como Grupo ACCOR, Lojas Riachuelo, Banco Itaú, Mapfre, AXA Seguros, AIG, CPqD e Vivo. É sócio-fundador da Vayon Insurance Solutions.

Como surgiu:
Segundo Wladimir, ele e Valdemir perceberam que o mercado de seguros tem um vocabulário particular, mais que isso, não é um produto tangível. “Quando um seguro é vendido, o cliente recebe ‘apenas’ uma apólice, física ou virtual e pouco interage com o produto que comprou. Isso contribui para a perda da percepção de valor e consequentemente, com o cancelamento do serviço depois de algum tempo. Além de todos esses aspectos, em geral, os produtos de seguros são parcialmente digitalizados, o que não traz conveniência para os segurados quando eles precisam interagir com o produto. Nascemos para criar produtos que enderecem esses desafios, oferecendo linguagem e processos simples, 100% digital e tudo com validade imediata”, diz. “Para tangibilizar nosso produto, idealizamos a plataforma Stories, em que o segurado compartilha e armazena experiência, histórias e lembranças que serão entregues quando as pessoas que ele gosta mais precisarem.”

Estágio atual:
A Emotion Seguros está em fase pré-operacional, com 20 usuários e terá o lançamento oficial em 12 de outubro. A equipe é composta por dez pessoas das áreas de processos, operações, tecnologia e marketing.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
Os sócios já investiram mais de 2,5 milhões de reais no negócio.

Necessidade de investimento:
“A ideia é validar nosso produto, ter track record e a partir disso efetuar uma rodada no próximo ano que viabilize nossa migração para seguradora fora do regime do sandbox”, afirma Wladimir.

Mercado e concorrentes:
“O mercado de seguro vive um momento único, com a regulação sendo sistematicamente simplificada, incentivando cada vez mais a inovação. Iniciativas como as de open banking e open insurance abrem oportunidades para novos modelos de distribuição, novos produtos e principalmente uma nova experiência aos clientes”, diz o CEO. Ele cita como principais concorrentes indiretos as empresas Bradesco Seguros, MetLife, Prudential, Mag Seguros e Icatu. Existem plataformas com serviços semelhantes como a Guardadoria e a Meu Último Desejo.

Maiores desafios:
“Sem dúvida o maior desafio é o comercial. “Um dos nossos principais pontos de atenção é o que fazer para despertar o desejo de compra do produto.”

Faturamento:
Ainda não fatura.

Previsão de break-even:
Em 10 meses, quando a empresa estima ter uma base de 13 mil segurados.

Visão de futuro:
“A Emotion foi idealizada para ser uma seguradora diferente, partindo de um olhar mais humanizado e acolhedor. Entendemos que seguro de vida é sobre amor e deve ser relevante tanto para a proteção financeira quanto emocional. Estamos empenhados em criar uma marca de seguros que seja referência em entregar a melhor experiência em seguros de vida. Trabalhamos para mudar a perspectivas de seguros de vida, tornando o produto desejado e relevante no dia a dia dos segurados e beneficiários.”

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

193 Total Views 4 Views Today
COMPARTILHE

Confira Também: